Medprev
Saúde mental

O que é Transtorno Afetivo Sazonal, sintomas e tratamento

o-que-e-transtorno-afetivo-sazonal.png

O Transtorno Afetivo Sazonal (TAS), ou também conhecido como depressão sazonal, é uma condição psicológica que tem como características a mudança de humor relacionada às estações do ano. Esse tipo de transtorno afeta a população que vive em regiões de clima bastante marcante e também influencia a qualidade de vida delas.

O Transtorno Afetivo Sazonal é menos frequente em países de clima tropical como o Brasil, onde a incidência da condição raramente ultrapassa 1% da população. Isso deve-se ao fato de que essas regiões desfrutam de um maior número de dias ensolarados ao longo do ano.

A falta de exposição solar é apontada como um dos principais fatores causadores desse distúrbio.
Veja a seguir o que é o Transtorno Afetivo Sazonal, como o clima impacta o humor, os seus principais sintomas e também as opções de tratamentos disponíveis. Acompanhe!

O que é Transtorno Afetivo Sazonal?

O Transtorno Afetivo Sazonal é um tipo específico de depressão que segue um padrão sazonal. Geralmente, os sintomas surgem durante os meses de outono e inverno, quando os dias são mais curtos e a exposição à luz solar é reduzida.

No entanto, em alguns casos, o TAS também pode se manifestar durante a primavera e o verão, embora seja menos comum.

O TAS está relacionado à influência dos ritmos circadianos (variações das funções biológicas ao longo de 24 horas ou de um dia) e ao desequilíbrio dos neurotransmissores no cérebro, como a serotonina.

Considera-se que a redução da exposição à luz solar afeta o funcionamento desses neurotransmissores, contribuindo para os sintomas do transtorno.

Causas do Transtorno Afetivo Sazonal

O Transtorno Afetivo Sazonal é uma condição complexa e as suas causas não são completamente conhecidas. No entanto, os estudos sugerem que ela está associada a alterações na produção de duas substâncias no organismo: serotonina e melatonina.

Serotonina

A serotonina é um neurotransmissor que desempenha um papel crucial na regulação do humor. Ela é responsável pela comunicação entre as células nervosas e está envolvida no equilíbrio emocional.

Acredita-se que a redução da exposição à luz solar afete os níveis das moléculas que controlam a serotonina. Durante o inverno, quando os dias são mais curtos e há menos luz solar disponível, a produção de serotonina pode diminuir, resultando em alterações de humor e sintomas de depressão.

Melatonina

A melatonina é um hormônio que desempenha um papel fundamental na regulação do ciclo do sono. Ela é produzida principalmente durante a noite e ajuda a regular o ritmo circadiano do corpo, indicando que é hora de dormir.

No inverno, quando os dias são mais curtos e as noites mais longas, a produção de melatonina pode ser afetada, causando desequilíbrios no ciclo do sono. Essa interrupção do ritmo circadiano pode contribuir para a manifestação dos sintomas de depressão sazonal.
É importante ressaltar que esses fatores neuroquímicos não agem isoladamente e que outros mecanismos e influências também podem estar envolvidos no desenvolvimento da depressão sazonal.

Além disso, fatores genéticos, histórico familiar de transtornos de humor e outros aspectos individuais podem influenciar a suscetibilidade de uma pessoa ao transtorno.

No entanto, compreender a relação entre a exposição à luz solar, a produção de serotonina e melatonina e o desequilíbrio do ciclo do sono é fundamental para entender as bases biológicas do transtorno afetivo sazonal.

Essas descobertas têm contribuído para o desenvolvimento de estratégias de tratamento, como a terapia de luz, que visa compensar a falta de exposição solar e regular a produção de melatonina e serotonina.

Fatores de Risco

Embora as causas exatas ainda não sejam completamente compreendidas, existem alguns fatores de risco que podem aumentar a probabilidade de desenvolver a condição, como:

  • Localização geográfica: Pessoas que vivem em regiões mais distantes da linha do Equador, onde os dias de inverno são mais curtos e há menos exposição à luz solar, têm maior probabilidade de desenvolver o TAS;
  • Histórico familiar: Quem possui parentes próximos que foram diagnosticados com Transtorno Afetivo Sazonal pode ter maior predisposição para desenvolver a condição;
  • Gênero: O TAS afeta mais frequentemente mulheres do que homens, com estudos mostrando uma relação de aproximadamente 3:1;
  • Idade: Embora o TAS possa afetar pessoas de todas as idades, a condição geralmente se manifesta em adultos jovens. A idade média de início é de cerca de 20 anos.

Sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal

Os sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente são:

  • Humor deprimido: Sentimentos persistentes de tristeza, desesperança, desânimo e baixa autoestima. Pode haver uma perda de interesse ou prazer nas atividades do dia a dia.
  • Mudanças no sono: Aumento da necessidade de dormir, insônia ou dificuldade em acordar pela manhã. Pessoas com Transtorno Afetivo Sazonal podem experimentar sonolência excessiva durante o dia.
  • Alterações no apetite: Aumento do apetite, especialmente por alimentos ricos em carboidratos e açúcares. Isso pode levar ao ganho de peso durante os períodos afetados.
  • Falta de energia: Sensação constante de fadiga e falta de energia, mesmo após um sono adequado. As atividades diárias podem parecer mais difíceis de realizar.
  • Dificuldade de concentração: Dificuldade em se concentrar, tomar decisões ou lembrar-se de informações importantes.
    Isolamento social: Sentimento de retirada social e falta de interesse em interagir com outras pessoas. O indivíduo pode preferir passar mais tempo sozinho.
  • Ansiedade: Algumas pessoas com Transtorno Afetivo Sazonal também podem experimentar sintomas de ansiedade, como nervosismo, inquietação e preocupação excessiva.

É importante ressaltar que os sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal geralmente seguem um padrão sazonal, com melhora dos sintomas na primavera e no verão, e piora durante o outono e o inverno.

Se você suspeitar que está enfrentando esses sintomas, é fundamental buscar avaliação e diagnóstico de um profissional de saúde qualificado.

Quando procurar ajuda profissional?

Embora existam estratégias de prevenção e autocuidado que podem ser úteis no controle dos sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal, é importante reconhecer quando é necessário buscar ajuda profissional.

O paciente deve procurar um médico ou profissional de saúde mental se os sintomas interferirem significativamente em sua vida diária, relacionamentos ou desempenho no trabalho e/ou estudos, principalmente se há uma intensa sensação de falta de esperança.

Também é importante considerar o tempo de persistência dos sintomas, como em caso de ter dificuldade para realizar atividades que antes eram prazerosas.

Os profissionais de saúde podem fornecer uma avaliação adequada, um diagnóstico preciso e um plano de tratamento personalizado, que pode incluir terapia, medicamentos ou outras abordagens terapêuticas adequadas para o seu caso específico.

Diagnóstico e Tratamento do Transtorno Afetivo Sazonal

O diagnóstico do Transtorno Afetivo Sazonal é feito com base na avaliação clínica de um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra.

Assim, é avaliada a presença dos sintomas característicos do transtorno, bem como a sua regularidade sazonal.

O tratamento para o Transtorno Afetivo Sazonal pode envolver uma abordagem multidisciplinar, como:

  • Psicoterapia;
  • Uso de medicamentos;
  • Terapias de luz.

1. Terapia cognitivo-comportamental (TCC)

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) tem se mostrado eficaz no manejo dos sintomas, ajudando os pacientes a identificar padrões de pensamento negativos e a desenvolver estratégias para lidar com as mudanças de humor sazonais.

2. Uso de medicamentos para tratamento do Transtorno Afetivo Sazonal

Além da psicoterapia, em alguns casos, o médico pode prescrever antidepressivos e/ou suplementação de vitamina D para aliviar os sintomas do TAS. Porém, é necessário lembrar que somente um profissional pode prescrever o medicamento de acordo com a necessidade e perfil do paciente.

3. Terapia de luz ou fototerapia

Outra opção terapêutica é a terapia de luz, também conhecida como fototerapia. Nesse tratamento, o paciente é exposto a uma luz artificial brilhante, que simula a luz solar natural. Essa exposição à luz ajuda a regular os ritmos circadianos e a reduzir os sintomas do transtorno.

Como prevenir o Transtorno Afetivo Sazonal?

Embora o Transtorno Afetivo Sazonal possa ser uma condição desafiadora, existem algumas estratégias de prevenção e autocuidado que podem ajudar a reduzir os seus sintomas.

Entre elas, estão:

  • Exposição à luz natural: Passar tempo ao ar livre durante o dia, especialmente pela manhã, pode ajudar a aumentar a exposição à luz natural. Caminhar, praticar exercícios ou simplesmente sentar-se em um local ensolarado pode ter um efeito positivo no humor;
  • Prática de atividades físicas: A atividade física regular tem sido associada a uma melhora no humor e na saúde mental. Envolver-se em atividades como caminhadas, natação, dança ou yoga pode ajudar a aumentar a produção de endorfinas. Além disso, algumas dessas práticas podem ser realizadas em ambientes internos, proporcionando uma pausa do clima frio e escuro do inverno;
  • Alimentação saudável: Manter uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode ter um impacto positivo no humor e na energia. Priorizar alimentos ricos em ômega-3, como peixes, nozes e sementes, e evitar o consumo excessivo de açúcares e alimentos processados pode causar um impacto positivo na prevenção;
  • Cuidados com o hábito do sono: Manter uma rotina adequada de sono, garantindo horas suficientes de descanso e uma qualidade de sono adequada, pode ajudar a equilibrar os ritmos circadianos e melhorar o humor;
  • Manter conexões sociais: O isolamento social pode agravar os sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal. Portanto, é importante manter contato com amigos, familiares e participar de atividades sociais que proporcionem suporte emocional.

Outro ponto importante para prevenir o Transtorno Afetivo Sazonal (TAS) é o gerenciamento do estresse, por isso, técnicas de relaxamento e meditação podem contribuir para a preservação da saúde mental.

O estresse pode agravar os sintomas do Transtorno Afetivo Sazonal, portanto, é importante cuidar não apenas da saúde física, mas também da emocional.

Conclusão

O Transtorno Afetivo Sazonal (TAS) é uma condição psicológica que afeta a saúde mental de muitas pessoas em todo o mundo. Compreender os seus sintomas e as opções de tratamento disponíveis é fundamental para aqueles que sofrem com essa condição, bem como para seus familiares e profissionais de saúde.

Se você ou alguém que você conhece apresenta sintomas recorrentes de depressão sazonal, é importante buscar ajuda profissional.

Um psicólogo ou psiquiatra poderá fazer uma avaliação adequada e propor um plano de tratamento personalizado para ajudar no gerenciamento dos sintomas e na melhoria da qualidade de vida.

Lembre-se de que cada pessoa é única, e o tratamento adequado pode variar. Com o suporte adequado, é possível encontrar maneiras eficazes de lidar com o Transtorno Afetivo Sazonal e retomar o bem-estar emocional e mental.

16/06/2023   •   há 3 meses

AGENDE SUAS CONSULTAS E EXAMES POR VALORES REDUZIDOS