Início Blog Medprev Depressão: o que é, causas, sintomas e tratamento

Doenças

Depressão: o que é, causas, sintomas e tratamento

medprev-institucional-cms-prdcausas_da_depressao_af0ac14bae.jpg

Nesse momento de pandemia, pelo qual todos estamos passando, houve um aumento considerável no número de casos de depressão.

Pessoas que nunca sofreram com esse problema passaram a ter e pessoas que já sofrem de depressão, tiveram agravamento do caso.

Mas o que é a depressão?

O que causa esse problema? Qual o melhor tratamento?

Acompanhe essas e outras respostas no post que preparamos sobre as causas, sintomas, diagnósticos, tratamento e prevenção da depressão.

O que é a depressão?

No nosso dia a dia é perfeitamente normal nos sentirmos tristes ou chateados com algumas situações.

Mas quando essa tristeza passa a ser constante e até mesmo interferir na nossa rotina, pode ocorrer o que conhecemos como depressão.

Ao contrário do que muitos acreditam, a depressão é uma doença caracterizada pela perda ou diminuição de interesse e prazer pela vida, gerando angústia e prostração, algumas vezes sem um motivo evidente.

Quais os sintomas da depressão?

Cansaço, tristeza, vontade de não fazer nada.

A depressão pode se manifestar através de inúmeros sintomas.

Entre os sintomas da depressão temos, por exemplo:

  1. Fadiga;
  2. Sentimento de culpa;
  3. Dificuldade de concentração;
  4. Baixa autoestima;
  5. Alteração da libido;
  6. Dificuldade para dormir;
  7. Alterações de peso;
  8. Transtornos digestivos.

Se você identificar alguns dos sintomas citados acima, procure a ajuda de um profissional da saúde.

Depressão é coisa séria e precisa ser tratada.

Quais as principais causas da depressão?

Não se trata de frescura, é uma doença psiquiátrica crônica, e que precisa de tratamento.

A organização mundial de saúde (OMS) estima que cerca de 300 milhões de pessoas, de todas as idades, sofrem com esse problema.

Mas atenção, não pense que só por se sentir triste você pode ter a doença.

Quais os sintomas da depressão?

Conforme apresentamos em outro post, uma das grandes dificuldades que se tem no diagnóstico dessa doença é a diferenciação entre a tristeza patológica e a transitória, provocada por dissabores que enfrentamos no dia a dia.

Por isso, é muito importante ficar atento às causas que podem levar a depressão que podem ser, por exemplo:

  1. Genética;
  2. Fatores externos.

Além disso, existem também outros fatores de risco que podem contribuir para o desencadear de um estado depressivo como, por exemplo:

  1. Estresse crônico;
  2. Traumas psicológicos;
  3. Ansiedade crônica;
  4. Transtornos psiquiátricos relacionados.

Saiba mais sobre os sintomas da depressão

Quais as diferenças entre tristeza e depressão?

A principal diferença entre tristeza e depressão está nos sinais e nos sintomas.

Por isso, é muito importante ficar atento à intensidade e aos demais sinais que a depressão possa apresentar.⠀

Enquanto a tristeza está ligada diretamente a um fato e dura por horas ou até dias, a depressão pode ter causas relacionadas com genética, deficiência de certas substâncias no corpo e pode durar meses e até mesmo anos.

Além disso, a tristeza não interfere na produtividade e nas tarefas do dia a dia.

Quais os tipos de depressão?

Assim como outros transtornos, a depressão pode se manifestar de diferentes formas dependendo da pessoa, de seus hábitos e dos fatores de risco.

Entre as principais temos, por exemplo:

  1. Depressão Maior: considerado o tipo mais conhecido se divide em três graus, leve, moderado e grave;
  2. Depressão Sazonal: muito comum em invernos rigorosos quando se reduz a exposição ao sol;
  3. Depressão pós-parto: Ocorre já durante a gestação e após o nascimento do bebê.
  4. Depressão Mista: conhecida como "Depressão Ansiosa", apresenta características que se mesclam com o transtorno de ansiedade.

Como é feito o diagnóstico?

Para o diagnóstico clínico, o paciente pode buscar por um clínico geral, psiquiatra ou um psicólogo. Esses profissionais são aptos a diagnosticar causas da depressão.

Em muitas circunstâncias o problema pode requerer uma abordagem multidisciplinar, ou seja, o médico pode, se necessário, trabalhar em parceria com o psicólogo, e vice-versa.

Os profissionais tomarão como base os sintomas descritos e o histórico de vida do paciente.

Como é feito o tratamento

Uma vez diagnosticada, a depressão requer tratamento sistemático, seja com uso de medicamentos ou não.

O uso de medicamentos antidepressivos, de uso controlado, é uma das possibilidades.

Em um primeiro momento, a busca será pela reversão do quadro depressivo, ou seja, evitar que aquela condição cause mais transtornos ao dia a dia do paciente.

Isso pode envolver o uso de medicamentos secundários, como ansiolíticos e antipsicóticos.

Em paralelo, os profissionais buscarão descobrir as causas originárias do problema.

O tratamento terapêutico pode ser longo até que se percebem melhoras no paciente, contudo as recaídas são sempre uma possibilidade.

Por essa razão, condições depressivas requerem monitoramento constante e, muitas vezes, mudanças de hábitos de vida e a prática de exercícios físicos.

Como prevenir

Assim como com a nossa saúde em geral, a melhor forma de prevenir a depressão é através da mudança de hábitos.

  1. tenha uma boa noite de sono;
  2. mantenha uma alimentação equilibrada;
  3. pratique atividade física com regularidade;
  4. reserve um tempo do seu dia para fazer coisas que lhe dê prazer;
  5. Cultive um hobby.

Procure ajuda

Depressão não é brincadeira, é uma doença e precisa ser tratada como tal.

Portanto, não tenha vergonha de procurar ajuda, de falar e de expor os seus sentimentos.

Se precisar, converse com a equipe de profissionais do Centro de Valorização da Vida através do telefone 188.

CONCLUSÃO

Se você ou alguém da sua família apresenta sintomas de depressão e acredita que isso esteja atrapalhando suas atividades e modo de vida, busque ajuda. ⠀

Buscar ajuda de um profissional de saúde o quanto antes facilita a reversão do quadro depressivo e a melhor forma de ajudar é incentivando alguém a buscar o diagnóstico correto o quanto antes.

Conte com a Medprev para cuidar de sua saúde mental.

Na Medprev você faz seus exames e consultas sem mensalidades ou taxas de adesão e é atendido em clínicas particulares, no dia, local e hora que escolher.

Gostou desse conteúdo?

Compartilhe com um amigo e siga a nossa página no Instagram para receber dicas e novidades sobre saúde e bem-estar.

06/04/2022   •   há 3 meses

Agende sua consulta ou exame por valores reduzidos

Agendar online Buscar unidade física

Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Relacionados

O que é candidíase recorrente?

Qual a diferença entre rinite e sinusite?

Hemofilia: o que é, sintomas, diagnóstico e tratamento

O que pode ser dor na nuca?

Como saber se sou alcoólatra?

Ver mais

Outras matérias

Ver mais

Especialidades