Início Blog Medprev 10 principais sintomas da Menopausa

Saúde

10 principais sintomas da Menopausa

menopausa-como-viver-essa-fase-de-forma-saudavel.jpeg

Associada ao encerramento do ciclo reprodutivo, a menopausa é um evento natural na vida da mulher.

O grande marco desta fase é a queda drástica nos níveis de hormônios, especialmente o estrogênio, que chega trazendo muitas transformações físicas e fisiológicas.

Mas engana-se quem acha que somente os famosos "calorões'' chegam anunciando essa fase.

Os sintomas da menopausa vão muito além disso. Acompanhe abaixo os cinco principais.

O que é a Menopausa?

A menopausa marca uma pausa no período fértil da mulher.

É um evento fisiológico e normal que corresponde a parada do fluxo menstrual, devido a falência ovariana, em mulheres com idade entre 40 e 55 anos, por um período de 12 meses, dando início assim ao climatério.

O que é a Menopausa precoce?

A menopausa precoce corresponde ao período em que os ovários interrompem a produção de hormônios, antes dos 40 anos de idade.

Também conhecido como insuficiência ovariana prematura (IOP), pode ocorrer por diversos fatores. Por exemplo:

  1. doenças autoimunes;
  2. alterações genéticas;
  3. doenças como a caxumba;
  4. quimioterapia ou radioterapia.

Importante lembrar que, a menopausa precoce não é reversível. Contudo, a reprodução assistida pode ajudar na realização do sonho da maternidade.

O que causa a Menopausa

A menopausa é causada pela queda natural na produção dos hormônios reprodutivos.

Com a proximidade dos 40 anos, os ovários começam a produzir menos estrogênio e progesterona, que são hormônios que regulam a menstruação, diminuindo a fertilidade da mulher.

Com a chegada dos 40 anos, os períodos menstruais podem se tornar mais longos ou curtos, mais ou menos frequentes, até que eventualmente os ovários deixam de produzir os hormônios e não há mais períodos (o que acontece por volta dos 50 anos).

Sintomas da Menopausa

Quando a menopausa chega ela não vem sozinha mas, sim, acompanhada de diferentes sintomas que podem interferir muito na qualidade de vida da mulher.

Além dos famosos “calorões”, existem outros sintomas bem comuns entre as mulheres que estão passando por essa fase.

  1. Fogachos (calorões): Causadas pela diminuição da produção de estrogênio, provocando uma desregulação do termostato normal do corpo, as ondas de calor podem ocorrer no período antes da mulher entrar na menopausa e, até mesmo, depois de já estar na menopausa. Embora seja um sintomas bastante comum, algumas mulheres não sentem essas ondas de calor.
  2. Insônia: Ter dificuldade para dormir ou acordar várias vezes durante a noite também faz parte dos sintomas causados pela menopausa. Como resultado da falta de um sono reparador, a mulher acaba se sentindo mais cansada e irritada durante o dia.
  3. Oscilações de humor: Sabe aquele mau humor que aparece sem motivo? Aquele desânimo que não deixa nem sair de casa? Esses também podem ser sintomas da menopausa. Essas alterações geralmente acontecem por causa das variações hormonais que ocorrem durante a menopausa.
  4. Secura vaginal: A secura vaginal é um fenômeno natural que atinge as mulheres na menopausa. Contudo, o problema afeta bastante a autoestima das mulheres, porque interfere diretamente na vida sexual, causando dor durante a relação sexual. A secura ocorre devido à queda nos níveis de estrogênio, o hormônio responsável pelas características femininas.
  5. Diminuição da libido: Popularmente conhecida como desejo sexual, a libido assume um papel importante na saúde e bem estar da mulher. A diminuição da libido, se dá devido a queda nos níveis de estrogênio e diante das alterações que o corpo da mulher passa durante a menopausa.
  6. Aumento de peso: Outro sintoma que pode ocorrer na menopausa é o ganho de peso corporal. Devido a queda nos níveis de estrogênio, durante essa fase o metabolismo da mulher fica mais lento o que consequentemente, pode causar um ganho de peso, além do acúmulo de gordura na região abdominal.
  7. Aumento dos pelos faciais: Outro sintoma bem chato causado pela menopausa é o aumento na quantidade de pelos faciais na mulher. Esse inconveniente, geralmente está relacionado com as alterações hormonais, ou seja, a diminuição da produção de estrogênio, o que resulta no aumento da quantidade de pelos no corpo.
  8. Tonturas: Outro sintoma relatado pelas mulheres que passam pela menopausa, são as tonturas que costumam se tornar mais frequentes. Embora as causas reais ainda não sejam completamente conhecidas, esses episódios podem estar relacionados aos baixos níveis de estrogênio.
  9. Barriga inchada: Sabe aquela sensação de inchaço na barriga que ocorre durante o período menstrual? Ela é bem comum também durante a menopausa. Por causa da redução dos níveis de estrogênio, o organismo da mulher muda a forma com que digere as gorduras da alimentação. Como resultado, pode ocorrer aumento na produção de gases, o que causa a sensação de barriga inchada.
  10. Enxaqueca: Você, mulher que ainda está no período fértil, costuma sentir dor de cabeça nos dias que antecedem a menstruação? Se sim, é uma forte candidata a ter esse sintoma também durante a menopausa. Assim como os demais sintomas, a enxaqueca ocorre devido às alterações hormonais.

Além dos sintomas citados acima, existem mulheres que relatam também sintomas como pele mais seca, dor nas mamas, dificuldade de concentração e memorização, queda de cabelo, incontinência urinária e, até mesmo, depressão.

A menopausa é fator de risco para varizes?

As varizes ocorrem quando as válvulas das veias não funcionam corretamente, levando ao acúmulo de sangue na região afetada e ao aumento da pressão no interior dos vasos.

Embora a idade avançada já seja um fator importante para o aparecimento desse problema, a menopausa é sim um fator de risco para varizes.

Por essa razão, além de um acompanhamento ginecológico, durante a menopausa é recomendado também o acompanhamento com um médico vascular.

Como a alimentação influencia na menopausa?

A alimentação tem uma grande influência na nossa saúde. Com relação a menopausa, isso não é diferente.

Para viver a menopausa com sintomas mais tranquilos, a dica é apostar em uma alimentação de qualidade, saudável, sem industrializados e ultraprocessados.

O que comer durante a menopausa

  1. Frutas ricas em vitamina C - auxiliam na síntese de hormônios ovarianos;
  2. Ovos - ricos em vitamina B6, ajudam na sensação de bem-estar;
  3. Inhame - auxilia no controle das ondas de calor;
  4. Chocolate 70% - por causas dos polifenóis presentes na sua composição, ajuda a reduzir o estresse;
  5. Peixes de água fria - ricos em Ômega 3 ajudam a regular o colesterol e a glicose;
  6. Óleos vegetais - ricos em vitamina D3, auxiliam na absorção de cálcio;
  7. Aveia - auxilia no controle da glicose e do colesterol;
  8. Vegetais verde-escuros como brócolis e couve - ricos em cálcio e ácido fólico, auxiliam na reposição de DNA.
  9. Água - uma grande aliada no controle dos sintomas da menopausa.

O que evitar durante a menopausa

Durante a menopausa, a fim de evitar o agravamento dos sintomas, a mulher deve evitar, por exemplo:

  1. Alimentos ricos em sódio (embutidos e fast foods);
  2. Carnes vermelhas;
  3. Carnes gordas;
  4. Salgadinhos e biscoitos;
  5. Alimentos apimentados;
  6. Refrigerantes;
  7. Café;
  8. Bebidas alcóolicas.

É importante lembrar que, embora as dicas de alimentação sejam importantes, o tratamento de menopausa requer um olhar individualizado.

Reposição hormonal na menopausa

Com a chegada da menopausa, o corpo da mulher passa a produzir bem menos hormônios femininos, como o estrogênio e a progesterona.

Quando isso ocorre, para mulheres que sentem os sintomas da menopausa com muita intensidade, a reposição hormonal é o tratamento mais indicado.

O tipo de reposição, dosagem, forma de administração e o tempo de uso, são determinados após avaliação médica criteriosa e de acordo com as necessidades individuais de cada mulher.

Entre os benefícios da reposição hormonal podemos destacar, por exemplo:

  1. alívio dos sintomas da menopausa;
  2. melhora do desejo sexual;
  3. prevenção da osteoporose;
  4. melhora do humor e do risco de depressão;
  5. melhora do sono;
  6. prevenção da demência;
  7. menor risco de fraturas por osteoporose.

Como viver uma menopausa saudável?

Não adianta fugir, um dia a menopausa vai chegar para todas as mulheres.

Contudo, embora seja um período repleto de mudanças, desconfortos, alterações corporais e de humor, pode sim ser vivido de uma forma saudável.

Por exemplo:

  1. Procurar orientação do ginecologista de confiança, logo que perceber os primeiros sintomas;
  2. Praticar regularmente atividade física. Ao praticar um exercício, ocorre a liberação de endorfinas na corrente sanguínea, o que proporciona uma sensação de prazer, bem-estar físico e emocional;
  3. Tomar banhos de sol diários pelo início da manhã ou fim de tarde (importante fonte de vitamina D);
  4. Beber muita água;
  5. Parar ou diminuir o consumo de cigarro;
  6. Seguir uma alimentação saudável e equilibrada;
  7. Ter um hobby como pintura ou meditação, por exemplo, ajuda a reduzir a ansiedade;
  8. Fazer reposição hormonal (TRH).

CONCLUSÃO

Assim, como vimos acima, é possível ter qualidade de vida mesmo durante a menopausa.

Contudo, a partir do momento que identificados os sintomas, a mulher não pode deixar de procurar orientação médica.

Está vivenciando a menopausa?

Então faça dessa a melhor fase da sua vida, e conte com a Medprev para cuidar da sua saúde.

Na Medprev você faz exames e consultas com sem mensalidades ou taxas de adesão e é atendido em clínicas particulares, no dia, local e hora que escolher.

Gostou desse conteúdo?

Compartilhe com um amigo e siga a nossa página no Instagram para receber dicas e novidades sobre saúde e bem-estar.

20/07/2022   •   há 19 dias

Agende sua consulta ou exame por valores reduzidos

Agendar online Buscar unidade física

Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Relacionados

Ansiedade: o que é, causas, sintomas e tratamento.

15 sintomas que podem indicar uma gravidez

Pré-natal: tudo que você precisa saber

O que faz um dermatologista?

Cesárea x parto normal: qual escolher?

Ver mais

Outras matérias

Ver mais

Especialidades