Medprev
Doenças

Depressão tem cura?

depressao-tem-cura.jpg

A saúde mental é um tópico que tem recebido cada vez mais visibilidade devido aos impactos na qualidade de vida de pessoas de diferentes faixas etárias. A quantidade de indivíduos acometidos por doenças como o transtorno de ansiedade generalizada e a depressão têm crescido consideravelmente, principalmente em mulheres e após o surgimento da pandemia.

Uma das dúvidas mais comuns de quem quer saber mais sobre a depressão, é se ela tem cura. Saiba mais a seguir!

O que é depressão?

Para saber se essa enfermidade pode ser curada, é preciso primeiro entender o que é a doença e como ela se manifesta.

A depressão é um transtorno mental e é reflexo de alterações hormonais e/ou químicas.

Entre alguns dos fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento da depressão, estão:

  • Fatores genéticos;
  • Situações traumáticas;
  • Doenças crônicas;
  • Doenças sistêmicas;
  • Obesidade;
  • Vício em substâncias como tabaco e álcool;
  • Presença de transtornos, distúrbios e/ou outras doenças mentais.

A depressão afeta cada pessoa de forma única, podendo gerar sintomas, como:

  • Perda da energia;
  • Pensamentos pessimistas e suicidas;
  • Mudança da autoestima;
  • Cansaço constante;
  • Mudanças na qualidade do sono;
  • Falta de concentração;
  • Sentimento de falta de esperança;
  • Isolamento social.

Tipos de depressão

Há diferentes tipos e graus de depressão, sendo muito importante conhecer cada um para identificar os sintomas de forma precoce e buscar o tratamento adequado.

Entre alguns dos principais tipos, estão:

  • Transtorno Depressivo Persistente (TDP) ou Distimia, que consiste na presença de sintomas (como pouca concentração, autoestima reduzida e alterações no sono) durante a maior parte do dia e de forma constante por aproximadamente dois anos;
  • Transtorno Depressivo Maior, no qual os sintomas são capazes de comprometer a rotina diária e a realização de tarefas básicas. É considerado um dos quadros mais graves da doença, podendo gerar desde tristeza até perda do interesse por pessoas e assuntos importantes;
  • Depressão pós-parto, que pode surgir assim que a mãe dá à luz e persistir por dias ou meses.

É possível curar-se da depressão

A cura da depressão é um tópico muito discutido entre os especialistas, já que há diferentes abordagens sobre o assunto.

Uma parte dos especialistas aponta que essa doença crônica em si, não tem cura, mas pode ter os seus sintomas reduzidos e as crises controladas, melhorando a qualidade de vida.

Outro ponto de vista afirma que através de tratamento adequado (como uso de medicamentos e psicoterapia), principalmente em casos de depressão leve ou moderada, é possível curá-la.

Porém, é importante lembrar que independente do tipo de depressão, é preciso tratamento e uma rede de apoio para que o quadro de saúde tenha melhora. É necessário mencionar que os sintomas podem retornar, inclusive podendo ter causas diferentes dos episódios depressivos anteriores.

O que é um episódio depressivo?

Um episódio depressivo ocorre quando durante um período de tempo, há sintomas como a falta de interesse e vontade, podendo ser acompanhada pela tristeza. Há diferentes níveis de gravidade dos episódios, podendo ser:

  • Leve, no qual irritabilidade, perda de energia e redução da concentração, por exemplo, ocorrem sem causar um impacto significativo na rotina, sendo também de menor duração;
  • Moderada, no qual a intensidade e a duração varia entre os episódios leves e graves. Entre alguns sintomas desse nível, estão as alterações no sono, problemas para realizar tarefas simples e pensamentos pessimistas;
  • Grave, no qual uma quantidade maior de sintomas surgem e de forma mais intensa, afetando diretamente a qualidade de vida do indivíduo. Esse tipo de episódio pode incluir sinais psicóticos como alucinações, sendo um grande impeditivo para o autocuidado.

É válido relembrar que somente um especialista como o clínico geral, psicólogo e/ou psiquiatra pode diagnosticar a doença, podendo haver um trabalho de especialistas de diferentes áreas em conjunto para acompanhar o paciente.

Como diagnosticar a depressão?

O próprio indivíduo, amigos e familiares podem identificar alguns sinais relacionados à depressão, mas o diagnóstico é realizado somente após avaliação do paciente e análise de seu histórico médico. Também podem ser solicitados exames para mapeamento da saúde e investigação do quadro clínico.

Tão importante quanto manter a saúde física, é cuidar da saúde mental. Com o diagnóstico precoce, é possível prevenir o agravamento da doença e a intensificação de seus sintomas.

Se você se identificou com os sintomas ou conhece alguém que demonstra sinais, busque um especialista.

Consulta com clínico geral, psicólogo ou psiquiatra por valores reduzidos

Agende consultas ou exames abaixo dos valores particulares com a Medprev. Encontre mais de 70 opções de especialidades para agendamento sem a necessidade de pagar taxas, mensalidades ou anuidades.

03/05/2023   •   há 5 meses

AGENDE SUAS CONSULTAS E EXAMES POR VALORES REDUZIDOS