Blog

Doenças

Alzheimer: o que é, sintomas, diagnóstico, prevenção e tratamento

Uma doença degenerativa que afeta a memória, o comportamento e outras funções mentais de forma progressiva. Assim pode ser definido o Alzheimer, mal que, segundo a Associação Brasileira de Alzheimer, […]

Uma doença degenerativa que afeta a memória, o comportamento e outras funções mentais de forma progressiva. Assim pode ser definido o Alzheimer, mal que, segundo a Associação Brasileira de Alzheimer, afeta 6% da população com idade acima de 60 anos.

Como se trata de uma condição que se agrava com o passar do tempo, muitas vezes os sintomas iniciais são confundidos com simples esquecimentos decorrentes da idade. Quanto mais tempo leva para que um diagnóstico seja feito, piores podem ser as consequências para quem vê a saúde deteriorar sem ter muitas alternativas de cuidados.

Alzheimer: o que é e principais sintomas

O Alzheimer ou “mal de Alzheimer” é um tipo de demência que pode afetar a memória de pessoas idosas. As manifestações dos primeiros sintomas começam geralmente após os 55 anos e resultam no declínio gradual da capacidade de julgamento e de raciocínio. Trata-se de uma doença neurodegenerativa para a qual não há cura.

O paciente acometido pela doença começa a apresentar dificuldade em realizar as tarefas do dia a dia, podendo ainda desenvolver um comportamento inapropriado. A perda de memória recente é outra característica marcante e muitas pessoas chegam até mesmo a não reconhecer mais familiares próximo.

Prevenção e diagnóstico: como identificar o mal de Alzheimer

Não se sabe exatamente quais são as causas que levam uma pessoa a desenvolver Alzheimer. Sendo assim, não há uma forma efetiva de prevenção contra a doença. Contudo, essa disfunção que se desenvolve a partir de uma série de eventos complexos no cérebro pode ser identificada e tratada, visando retardar o processo degenerativo e minimizar os sintomas.

Em geral, o principal fator de risco é a idade: quanto mais velho for o paciente, maiores são as chances de que ele desenvolva a doença. Tanto homens quanto mulheres estão sujeitos a desenvolver a doença, mas o sexo feminino frequentemente é apontado como mais vulnerável ao mal devido ao fato de ter uma expectativa de vida maior.

Pelo fato de o Alzheimer ser uma doença com sintomas progressivos, dificilmente o diagnóstico é feito no estágio inicial. Além de desconhecimento por parte dos familiares, há preconceito por parte dos pacientes, que preferem evitar mencionar lapsos de memória por vergonha.

Sendo assim, o ideal é realizar consultas médicas regulares e mencionar quaisquer problemas dessa ordem como forma de dar indícios ao profissional de saúde de que o caso em questão pode ser Alzheimer. Seja um clínico geral ou especialistas como neurologistas ou geriatras, todos estão aptos a realizar os exames iniciais.

Principais formas de tratamento do Alzheimer

Uma vez que o diagnóstico de Alzheimer é clínico e não há cura para a doença, é importante que o paciente que apresente sintomas faça um acompanhamento médico contínuo. Outras doenças, como hipertensão, podem agravar quadros de perda de memória ou de demência. 

Não há medicamentos específicos para o tratamento do Alzheimer, de maneira que o acompanhamento médico serve muito mais para atenuar os sintomas e proporcionar ao paciente uma melhor qualidade de vida. 

Os cuidados gerais com a saúde devem ser redobrados e recomenda-se que o paciente com Alzheimer não fique desassistido, ou seja, que tenha sempre por perto familiares ou cuidadores, especialmente em estágios mais avançados da doença.

A conscientização sobre a doença é fundamental para que amigos e familiares possam proporcionar melhores condições de vida aos idosos portadores da doença. Muitos dos pacientes podem requerer cuidados em tempo integral, nos mais diversos aspectos da rotina.

Por essa razão considera-se que a informação é a principal arma na conscientização sobre essa condição. Algumas dicas práticas visando evitar quedas, diminuir a agitação, reduzir desequilíbrios de saúde e minimizar o estresse podem proporcionar uma condição de vida mais saudável para todos os envolvidos.

…..

O acompanhamento médico dos pacientes com Alzheimer é fundamental. Em grande parte dos casos, o tratamento sugerido é capaz de melhorar de forma considerável a saúde daqueles acometidos por essa doença. Por isso, visitar um médico geriatra regularmente é fundamental ao sinal dos primeiros sintomas. Agende sua consulta pelo Medprev hoje mesmo.

Dicas de saúde, novidades e soluções no seu e-mail, cadastre-se já!

Fique tranquilo, não enviamos spam para nossos pacientes.