Medprev
Saúde

Descubra tudo sobre os hormônios da gravidez

Revisado pela Equipe de Redação da Medprev

descubra-tudo-sobre-os-hormonios-da-gravidez.jpeg

Os hormônios têm um papel essencial na vida de qualquer ser humano, mas durante o período de gravidez eles se tornam ainda mais relevantes na saúde das mulheres. A gestação é um período marcado por muitas alterações hormonais, visando não apenas proteger a mulher, mas também nutrir o bebê.

Essas mudanças ocorrem de forma repentina: a cada trimestre a mulher pode experimentar novas sensações físicas e emocionais e nem sempre o corpo está preparado para lidar com todas elas. Por esse motivo, o acompanhamento médico no período pré-natal é imprescindível para que tanto a mãe quanto o bebê cheguem ao final desse período da forma mais saudável possível.

O papel dos hormônios durante a gestação

Há pelo menos oito tipos de hormônios que são dignos de menção quando se trata de avaliar os impactos na gravidez e no período de amamentação. Confira na tabela abaixo quais são eles e de que maneira impactam no organismo.

hormônios da gravidez
Entre todos os hormônios mencionados acima, dois podem ser considerados essenciais: o Hormônio Luteinizante (LH) e o Hormônio Folículo-Estimulante (FSH). Vamos conhecer um pouco mais sobre o papel de cada um deles.

Hormônio Luteinizante (LH)

Trata-se de um hormônio produzido pela hipófise, sendo responsável pelo amadurecimento dos folículos, pela ovulação e pela produção de progesterona. A concentração de LH no sangue é também utilizada como um indicativo para diagnósticos de tumores na hipófise ou para a presença de cistos e alterações nos ovários.

Durante o pré-natal, será solicitado à gestante que realize um exame de dosagem de hormônio luteinizante. A partir dos índices obtidos, o profissional de saúde é capaz de avaliar os seguintes aspectos:

  • Infertilidade;
  • Verificação se a mulher entrou na menopausa;
  • Avaliação das causas da ausência de menstruação;
  • Verificação se há produção adequada de óvulos;
  • Auxílio no diagnóstico de tumor na hipófise.

Hormônio Folículo-Estimulante (FSH)

Já o Hormônio Folículo-Estimulante (FSH) tem a função de maturar os óvulos nas mulheres em idade fértil. Também produzido pela hipófise, o índice de FSH também pode ser confirmado mediante exame laboratorial. Os valores obtidos podem ser utilizados pelo profissional de saúde para avaliação de diversos aspectos, tais como:

  • Causas da falta da menstruação ou de menstruação irregular;
  • Puberdade precoce ou atrasada;
  • Condição ou não de menopausa;
  • Funcionamento correto dos ovários
  • Produção adequada de óvulos;
  • Funções da glândula pituitária e a presença de tumores.

Exames de contraste radioativo, uso de certos tipos de medicamentos ou de pílulas anticoncepcionais podem influenciar nos resultados do exame. Por essa razão, pode ser recomendado à mulher que deixe de tomar essa medicação, se possível, algumas semanas antes da realização dos testes.

Beta-HCG: a importância desse exame na gravidez

O exame beta-HCG é considerado o mais importante no que diz respeito à confirmação de uma gravidez. Quando a mulher está grávida os índices do hormônio são maiores do que 5,0 mil/ml. Esse exame deve ser realizado somente dez dias após a fecundação ou no primeiro dia seguinte a um atraso menstrual. Quando realizado sob outras condições, o resultado apontado pode ser do tipo “falso-negativo”, sendo recomendável repetir o teste posteriormente.

Você pode agendar o exame Beta-HCG diretamente pelo site da Medprev, sem a necessidade de encaminhamento médico. Porém, recomendamos que os resultados obtidos sejam avaliados posteriormente por um profissional de saúde, que poderá dar informações mais detalhadas sobre os índices constatados.

24/02/2022   •   há 2 anos


Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Relacionados

Ansiedade: o que é, causas, sintomas e tratamento

Alergia alimentar: o que é, sintomas, como identificar e tratamento

Qual é a diferença entre psicologia, psicanálise, psiquiatria e psicoterapia?

Pré-natal: o que é, exames e quando começar

Diabetes gestacional: como prevenir?

Ver mais