Blog

Saúde

Cuidados com a saúde na Primavera

No dia 22 de setembro tem início dessa estação no Hemisfério Sul. A estação do ano que marca o fim das temperaturas baixas é também considerada uma das mais bonitas, […]

No dia 22 de setembro tem início dessa estação no Hemisfério Sul. A estação do ano que marca o fim das temperaturas baixas é também considerada uma das mais bonitas, pois nesse período ocorre a floração de diversas espécies de plantas. Nesse texto trataremos dos cuidados com a saúde na primavera.

A beleza das flores pode causar alguns incômodos para a saúde, especialmente nos organismos mais sensíveis. Alergias, coceiras e manchas na pele, causadas por plantas ou flores, e mudanças de sensibilidade em decorrência de oscilações bruscas de temperatura costumam deixar muitas pessoas doentes nesse período.

Primavera: conheça as doenças da estação

Ainda que no Brasil não tenhamos as estações do ano tão demarcadas como ocorre nos Estados Unidos ou na Europa, ainda assim os sintomas experimentados pelos brasileiros são praticamente os mesmos que vemos em outros países no início da estação. 

As manifestações alérgicas ocorrem com maior frequência nessa época do ano em função do pólen das flores e do ressecamento do ar. Além disso, mudanças bruscas de temperatura e umidade do ar podem desencadear problemas respiratórios especialmente nos organismos mais sensíveis, como o de crianças e idosos.

Portadores de condições como rinite e asma, por exemplo, devem redobrar os cuidados. Com a umidade do ar mais baixa, é comum que os pacientes precisem recorrer ao médico para minimizar sintomas como espirros, obstrução nasal, coriza e tosse. A falta de hidratação adequada é um dos causadores desses sintomas.

Cuidados com a saúde na Primavera para minimizar as doenças mais comuns na estação

A lista de cuidados que mencionaremos a seguir se aplica a qualquer época do ano. Entretanto, no período da Primavera os cuidados devem ser mais intensos, pois estamos mais sujeitos a sofrer os sintomas que mencionamos anteriormente. As condições climáticas aliadas ao período de polinização são propícias para a irritação das mucosas e da pele, fazendo com que organismo tenha reações alérgicas.

Lave as mãos com maior frequência

A pandemia de coronavírus fez com que a população intensificasse o ato de lavar as mãos várias vezes ao dia. Além de ajudar na prevenção do vírus, essa medida é importante durante a Primavera, pois impede que ácaros, fungos e bactérias que estejam nas mãos sejam levados às mucosas — o nariz, a boca e os olhos.

Mantenha os ambientes ventilados

Muitas pessoas ainda associam a abertura de janelas às temperaturas mais altas, mas não deveria ser assim. Ambientes bem ventilados permitem que o ar circule, evitando o acúmulo de pólen e ácaro dentro dos cômodos. Crie o hábito de manter as janelas abertas pelo menos uma hora por dia no período da manhã e uma hora à tarde. 

Evite produtos químicos com cheiros fortes

Produtos de limpeza com cheiro forte são nocivos para as pessoas alérgicas. Eles desencadeiam crises alérgicas, deixando a mucosa nasal mais sensível e provocando espirros e coriza. Ainda que esses produtos possam ser utilizados, opte por versões mais neutras ou com odores mais suaves. Água e sabão são suficientes para grande parte das limpezas. 

Evite limpeza com vassouras e espanadores

Vassouras e espanadores não são boas alternativas para tirar o pó de um ambiente. Quando utilizados eles levantam partículas de poeira, com ácaros e mofo, deixando-as no ar. Pessoas alérgicas quando expostas a essas condições tendem a sofrer com irritações na pele e nos olhos. Prefira limpar os ambientes e os objetos com um pano umedecido com água, evitando assim que o pó se disperse.

Redobre a atenção com bichos de pelúcia e cobertores

Como já mencionamos, crianças e idosos costumam ser mais sensíveis aos elementos alérgenos. Cobertores e bichos de pelúcia são propícios ao acúmulo de ácaros quando expostos por tempo indeterminado. A recomendação é guardá-los em sacos plásticos quando não estiverem em uso. Além disso, higienize-os e deixe-os no sol sempre que possível.

Mantenha-se hidratado

Durante a primavera, a tendência é que você sinta menos sede do que no inverno ou no verão. Porém, isso não significa que o seu corpo não precisa de água. É preciso ingerir pelo menos 2 litros de água por dia para garantir uma melhor hidratação. A baixa umidade do ar faz com que a pele e as mucosas fiquem mais ressecadas.

…..

Ao perceber sintomas de alergia que durem mais do que dois dias, a recomendação é procurar um médico imediatamente. Se você já tem histórico de problemas de saúde durante a estação, antecipe-se e agende uma consulta com o Medprev. Com isso, você estará em dia com os cuidados com a saúde na primavera. Você pode procurar por especialistas e marcar suas consultas online, sem sair de casa.

Dicas de saúde, novidades e soluções no seu e-mail, cadastre-se já!

Fique tranquilo, não enviamos spam para nossos pacientes.