Medprev
Enxaqueca

Cefaleia de tensão (tensional): o que é, sintomas e tratamento

Revisado pela Equipe de Redação da Medprev

cefaleia-de-tensao-tensional-o-que-e-sintomas-e-tratamento.png

Também conhecida como cefaleia tensional, a cefaleia de tensão é o tipo mais comum em relação a outras dores de cabeça. Ela pode ser crônica ou pontual, mas em ambos os casos gera um grande impacto na qualidade de vida e bem-estar do indivíduo.

Seu aparecimento está ligado a problemas emocionais, estresse ou nervosismo.

Por ser uma dor tolerável em grande parte das vezes, muitos pacientes não buscam ajuda médica.

Saiba mais sobre a cefaleia de tensão (tensional): o que é, sintomas e tratamento a seguir!

O que é cefaleia de tensão?

A cefaleia de tensão ou cefaleia tensional é um tipo comum de dor de cabeça, geralmente descrita como uma dor de aperto ou pressão em regiões como testa, nuca ou na cabeça toda.

Diferente de outros tipos de dor de cabeça, que geralmente causam uma dor latejante e insuportável, a cefaleia de tensão é suportável e não chega a afetar atividades do dia a dia.

Por essa razão, pode ser negligenciada e ignorada, levando muitos pacientes a buscarem a automedicação nestes casos.

Quando a cefaleia de tensão se manifesta por mais de 15 vezes no mês, é importante que o indivíduo procure imediatamente a ajuda de um médico como o neurologista para melhor compreensão do problema, diagnóstico e tratamento adequados.

Características da cefaleia de tensão

Uma das grandes características deste tipo de dor de cabeça é o fato dela não piorar em atividades do dia a dia, sejam elas físicas ou de outra natureza. Ela possui também outros traços característicos, descritos a seguir:

  • Localização da dor - a dor costuma ser bilateral. Isto significa que pode atingir ambos os lados da cabeça (parte frontal, temporal e região da nuca);
  • Intensidade da dor - a intensidade da cefaleia de tensão costuma variar de leve a moderada. São raros os casos onde ela se apresenta na forma intensa;
  • Duração dos episódios de dor - a duração varia entre horas a vários dias, podendo ser da forma crônica ou episódica;
  • Sintomas associados - de forma geral, a cefaleia de tensão pode vir acompanhada de outros problemas como sensibilidade à luz (apesar de ser bastante raro).

Sintomas

Além da dor de cabeça, a cefaleia de tensão pode se manifestar por meio de outros sintomas, como a pressão em diferentes áreas do crânio.

Esta sensação comumente é descrita como "um capacete apertado pressionando diariamente a cabeça".

Causas

A causa exata para a cefaleia de tensão ainda permanece desconhecida.

Porém, existem diversos estudos que associam este tipo de dor de cabeça à tensão muscular, sendo essa tensão resultado de estímulos ambientais ou psicológicos.

É importante lembrar que existem problemas que contribuem diretamente para o seu aparecimento. Entre os mais comuns estão:

  • distúrbios relacionados ao sono;
  • má postura;
  • fadiga;
  • estresse emocional e mental;
  • problemas no trabalho ou dentro de casa;
  • situações de grande mudança de vida;
  • dores no pescoço;
  • fadiga ocular.

Além destas, situações como desidratação e exposição excessiva à luz solar também contribuem para o aparecimento do problema.

Diagnóstico

O diagnóstico da cefaleia de tensão consiste, primeiramente, na análise minuciosa dos sintomas relatados pelo paciente.

Geralmente, envolve também perguntas a respeito dos problemas que possam de alguma forma desencadear as dores.

A cefaleia de tensão comumente é diagnosticada por meio do descarte de outras condições de saúde que desencadeiam os sintomas.

Alguns exames adicionais podem ser realizados para auxiliar no diagnóstico, mas geralmente são utilizados quando existe suspeita de outra condição médica, como o tumor cerebral ou alguma lesão estrutural no crânio.

Entre os exames mais utilizados, estão a tomografia computadorizada (TC) e a Ressonância Magnética (RM).

Qual é o critério utilizado para confirmar o diagnóstico de cefaleia de tensão?

Existe, atualmente, a Classificação Internacional de Cefaleias (ICHD - International Classification of Headache Disorders).

Trata-se de uma referência utilizada por médicos para classificar diferentes tipos de cefaleia.

É um instrumento essencial, que ajuda, inclusive, na melhor compreensão das diferentes formas da condição. Entre as categorias mais comuns dessa classificação, estão:

  • Enxaqueca - engloba todos os tipos de enxaqueca possíveis (em aura, sem aura, crônica, entre outras);
  • Cefaleias tensionais - é uma categoria em que estão incluídas as cefaleias de tensão, que podem ser crônicas ou episódicas;
  • Cefaleias secundárias - dores de cabeça advindas de outras condições médicas, como infecções, tumores, lesões e uso de determinados tipos de medicamentos;
  • Cefaleias em salvas - inclui dores de cabeça intensas e recorrentes; entre outras classificações.

Essa categorização ajuda diretamente os médicos a garantir um tratamento adequado para o paciente de acordo com o tipo diagnosticado.

Tratamento e prevenção

As abordagens de tratamento podem ser farmacológicas (quando envolvem a utilização de remédios) ou não farmacológicas.

De forma geral, o tratamento visa sempre reduzir a frequência das dores, assim como aliviar alguma tensão ou estresse associado.

Assim, em casos de cefaleias intensas ou crônicas, por exemplo, o médico pode prescrever medicamentos para o alívio da dor, ajudando também a reduzir a frequência das crises.

Eles incluem medicamentos analgésicos, relaxantes musculares ou medicamentos específicos para a cefaleia de tensão.

Quando a abordagem não envolve a utilização de remédios, algumas das opções de tratamento são:

  • Melhora das postura - manter uma boa postura, principalmente no caso de pessoas que passam muito tempo sentadas, ajuda a reduzir e prevenir a cefaleia tensional. Geralmente, este processo é realizado com o auxílio de um fisioterapeuta especializado.
  • Relaxamento muscular - trata-se, na verdade, de parte essencial de todo o tratamento. Utiliza-se técnicas de relaxamento como ioga e meditação. Serve também para evitar crises de ansiedade e estresse;
  • Exercício físico - a prática regular de exercícios físicos ajuda a reduzir o estresse e promove também a liberação da endorfina, que ajuda a aliviar as dores;
  • Massagem terapêutica - as crises de cefaleia de tensão podem ser aliviadas através de massagem específica e direcionada para o relaxamento da musculatura.

Por fim, vale salientar que todo o tratamento é planejado de acordo com a gravidade e condição do paciente.

FAQ (Perguntas Frequentes)

1. O que é cefaleia de tensão?

Em resumo, a cefaleia de tensão é um tipo comum de dor de cabeça que tem como principal característica a sensação de pressão sobre a cabeça, geralmente associada à tensão muscular no pescoço ou a problemas como ansiedade e momentos de grande peso emocional.

2. O que causa a cefaleia de tensão?

A causa exata para a cefaleia de tensão ainda é desconhecida. Porém, sabe-se que fatores externos como a ansiedade, estresse e tensões emocionais contribuem para o seu aparecimento.

3. A cefaleia de tensão pode se tornar crônica?

Sim. Em alguns casos ela pode se tornar crônica. O quadro crônico é iniciado quando o paciente possui várias crises de dores na maioria dos dias da semana e por um período prolongado (como semanas ou meses).

4. Quando devo procurar atendimento médico na cefaleia de tensão?

É preciso procurar ajuda médica se as crises de cefaleia interferem na qualidade de vida e também se as crises ocorrem com muita frequência. Um diagnóstico adequado é fundamental para determinar a melhor forma de tratamento.

5. Existe alguma forma de prevenir crises de cefaleia de tensão?

A prevenção da cefaleia de tensão envolve a adoção, principalmente, de hábitos saudáveis, incluindo gerenciamento do estresse, boa postura, prática regular de exercícios físicos e técnicas variadas de relaxamento (como o ioga).

6. Como é realizado o tratamento para a cefaleia de tensão?

A abordagem terapêutica é realizada e personalizada de acordo com as necessidades do paciente. Assim, o tratamento é prescrito de acordo com o quadro clínico, podendo incluir ou não medicamentos.

Conclusão

Como mostrado no post "Cefaleia de tensão (tensional): o que é, sintomas e tratamento", este é um tipo de dor de cabeça que está associada à variação do humor, a momentos de muita carga emocional e também a situações de estresse e ansiedade.

Ela pode se manifestar na forma episódica ou mesmo crônica, com dores que se assemelham a uma "pressão na cabeça". A manifestação dessas dores é bilateral, ou seja, atinge diversas partes da cabeça.

Se a cefaleia de tensão está comprometendo a qualidade de vida, é fundamental buscar ajuda especializada para uma investigação do quadro e diagnóstico.

22/05/2024   •   há um mês