BLOG MEDPREV

12 alimentos que ajudam a baixar a pressão

Além de evitar frituras e produtos ricos em sódio, consumir alimentos que ajudam a baixar a pressão é fundamental para se proteger dos problemas cardiovasculares.

Quando se fala em controlar a pressão arterial, a primeira dica que ouvimos é que devemos reduzir a ingestão de sal e de alimentos que contenham sódio, pois eles podem piorar o quadro. Porém, você sabia que existem alimentos que ajudam a baixar a pressão também?

Esse efeito acontece em função de algumas características desses alimentos, seja o alto teor de fibras, as propriedades antioxidantes ou a presença de substâncias hipotensoras (ou seja, que diminuem a pressão).

Contudo, existe um componente que merece destaque por fazer o efeito contrário ao do sódio: trata-se do potássio, um mineral encontrado em verduras, frutas e grãos integrais.

Enquanto o sódio faz com que o organismo acumule líquido dentro dos vasos, o que causa inchaço e eleva a pressão arterial, o potássio favorece a eliminação desse líquido pelos rins ao promover um relaxamento das artérias. Dessa forma, os alimentos ricos em potássio ajudam a diminuir o volume circulante, reduzindo também a pressão.

Conheça alguns alimentos ricos em potássio e outras substâncias que contribuem para a manutenção de uma pressão arterial em níveis saudáveis:

1. Abacate

O abacate muitas vezes é visto como vilão por ser uma fruta bastante calórica, mas a verdade é que ele pode ser uma opção muito saudável se consumido com moderação e sem o acréscimo de ingredientes como açúcar ou leite condensado.

Isso porque essa fruta é rica em vitaminas A e E, que têm função antioxidante, ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL) e ainda é uma excelente fonte de potássio, contribuindo assim para o controle da pressão.

2. Água de coco

A água de coco, especialmente na versão natural, é rica em potássio, além de ter um alto poder de hidratação. Dessa forma, essa bebida reduz o inchaço e ajuda a manter a pressão arterial e, níveis saudáveis.

3. Alho

O alho contém substâncias que exercem um efeito hipotensor, ou seja, contribuem para a diminuição da pressão. Recomenda-se que ele seja consumido cru ou, então, que seja adicionado ao alimento no fim do preparo, de forma a conservar melhor suas propriedades.

4. Banana

A banana é a primeira fruta que nos vêm à mente quando pensamos em alimentos ricos em potássio, e ela realmente é uma boa opção para o controle da pressão.

Além disso, a banana favorece a liberação de hormônios ligados ao bem-estar e ajuda a relaxar os músculos, o que também contribui para o efeito hipotensor.

5. Clara de ovo

O ovo já foi considerado um dos vilões do colesterol, mas um estudo realizado por pesquisadores espanhóis mostrou que a clara contém proteínas capazes de exercer um efeito muito potente de vasodilatação.

Ainda não se tem certeza se essas propriedades se mantêm depois do cozimento, por isso a recomendação é que a clara seja consumida com moderação, alternando entre ovo cozido, ovo poché e ovo “frito” com água ou apenas um fio de óleo vegetal.

6. Espinafre

As folhas verde-escuras são conhecidas por suas propriedades benéficas na prevenção de diversas doenças, inclusive o câncer.

Para quem está em busca de opções que ainda ajudem a controlar a pressão, a dica é investir no espinafre, que ganha destaque por seu alto conteúdo de potássio.

7. Farelo de trigo

Grãos e cereais integrais são alimentos que ajudam a baixar a pressão, pois seu alto conteúdo de fibras reduz a absorção das gorduras pelo organismo e favorece um equilíbrio nas taxas de colesterol bom (HDL) e ruim (LDL).

O farelo de trigo se sobressai entre os cereais por também oferecer uma boa quantidade de magnésio, zinco e vitaminas do complexo B, que promovem uma dilatação dos vasos e, em consequência, contribuem para a diminuição da pressão arterial.

8. Frutas vermelhas

Frutas como o morango, a amora, o mirtilo e a framboesa têm sua cor característica devido a um pigmento chamado antocianina.

Essa substância tem função antioxidante e ajuda a reduzir o colesterol ruim e aumentar o bom, o que favorece a circulação e o controle da pressão arterial.

9. Melancia

Além de seu conteúdo de água e fibras, que já contribui para a eliminação dos líquidos em excesso e a redução da absorção de gordura, a melancia é rica em uma substância chamada citrulina.

Esse componente é metabolizado pelo organismo e favorece a produção de óxido nítrico, uma molécula que exerce efeito de relaxamento nas paredes dos vasos sanguíneos e, dessa forma, ajuda a manter a pressão em níveis saudáveis.

10. Salmão

O salmão é um peixe conhecido por suas gorduras boas, como o ômega-3, que tem propriedades anti-inflamatórias, contribui para o equilíbrio dos níveis de colesterol bom e ruim e protege o organismo contra as doenças cardiovasculares.

Além disso, o salmão é rico em potássio, que tem efeito contrário ao do sódio e atua diretamente na redução da pressão arterial.

11. Semente de abóbora

A semente de abóbora torrada é uma excelente alternativa para substituir o amendoim salgado servido como aperitivo. Novamente, o segredo está no alto conteúdo de potássio, que ajuda a relaxar as paredes dos vasos sanguíneos.

12. Soja

A soja contém uma substância chamada isoflavona, que já é famosa por combater o desconforto associado à menopausa.

Porém, mais do que isso, esse componente tem ação vasodilatadora e dificulta a formação de placas dentro das artérias, reduzindo as chances de um entupimento dos vasos. Assim, o sangue consegue circular sem maiores obstáculos, contribuindo para uma pressão arterial bem regulada.

Agora que você conhece alguns dos principais alimentos que ajudam a baixar a pressão, você tem mais um recurso importantíssimo para combater esse problema. Lembre-se de associar sua nova dieta com a prática de exercícios físicos e fazer consultas periódicas com seu médico de confiança para verificar sua pressão arterial.

Fonte(s): Saúde, Tua Saúde, Minha Vida, Natue Life e Dr. Juliano Pimentel

Tags: Saúde, cuidado do corpo, medprev, hospital, clínicas, agendamento, pressão alta, alimentos, benefícios

Voltar para   BLOG MEDPREV

posts relacionados
Vacina faz bem ou mal à saúde? 7 mitos e verdades sobre vacinação
Leia mais...