Início Blog Medprev 10 alimentos que ajudam na cicatrização da pele

Alimentação

10 alimentos que ajudam na cicatrização da pele

alimentos-que-ajudam-na-cicatrizacao-da-pele.jpeg

Para conseguir fabricar um novo tecido no local de uma ferida, nosso organismo precisa de alguns nutrientes que atuam como matéria-prima, os quais são encontrados em diversos alimentos que ajudam na cicatrização da pele.

Dessa forma, incluir esses alimentos na dieta e entender qual é a função deles nesse processo é muito importante quem está se recuperando de um corte causado por cirurgia ou acidente.

Os alimentos e a cicatrização da pele

A cicatrização é iniciada a partir de uma inflamação no local da lesão, um processo fisiológico que atrai células de defesa e estimula a formação de novos vasos sanguíneos para levar nutrientes e oxigênio até a ferida.

As “matérias-primas” utilizadas pelo organismo para regenerar a pele lesionada são principalmente as proteínas, que fornecem os aminoácidos para a fabricação do colágeno (uma proteína específica que funciona como uma espécie de cola entre os tecidos), e algumas vitaminas e minerais, que exercem papel importante nesse processo.

Além disso, é preciso ajudar o organismo a manter a inflamação inicial sob controle. Mesmo que ela seja um processo normal, um quadro inflamatório exacerbado pode aumentar demais a produção de colágeno, levando a uma supercicatrização e à formação de queloides (cicatrizes que ultrapassam os limites da pele). Por isso, também é importante consumir alimentos com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Confira a lista de alimentos que ajudam na cicatrização da pele e saiba o que colocar no seu prato nesse período de recuperação:

1. Carnes magras

O frango e cortes magros de carne vermelha (como patinho, maminha, filé mignon, coxão mole etc.) são fontes ricas em proteínas de alto valor biológico, o nutriente mais importante para que o organismo possa formar novos tecidos.

Esses alimentos fornecem aminoácidos essenciais para a síntese do colágeno e também são fonte de zinco, um mineral necessário para a divisão celular e a regeneração dos tecidos.

2. Leguminosas

As leguminosas como feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico também são ricas em proteínas de alto valor nutricional, com a vantagem de serem livres de colesterol, o que permite equilibrar o consumo de carne.

O feijão e a lentilha, em especial, são ricos em ferro, um mineral fundamental para que as células do sangue possam levar oxigênio e nutrientes até o local da ferida e promover a cicatrização.

Uma exceção entre as leguminosas é a soja, que deve ser evitada durante o processo de cicatrização por ser rica em isoflavonas, substâncias que agravam a inflamação.

3. Peixes gordurosos

Os peixes gordurosos, como salmão, atum, sardinha e arenque, são ricos em ômega-3, um ácido graxo que ajuda a reduzir a inflamação.

Embora o processo inflamatório seja necessário para que o corpo inicie a cicatrização, ele precisa ser mantido sob controle para não causar um aumento excessivo na produção de colágeno, o que pode levar à formação de um queloide.

4. Nozes e castanhas

As oleaginosas fornecem gorduras benéficas com propriedades anti-inflamatórias e são fontes de zinco, de modo que elas contribuem para que o organismo consiga manter a produção de colágeno no ritmo ideal para a cicatrização.

5. Sementes

Enquanto as sementes de linhaça e chia são ricas em ômega-3 e ajudam a formar a membrana celular, as sementes de girassol e de abóbora são fontes de vitamina E, um micronutriente que melhora a qualidade da nova pele por combater a ação dos radicais livres.

Além disso, a vitamina E ajuda o organismo a utilizar a vitamina K e ainda participa da formação das células do sangue, que levam a “matéria-prima” até o local da ferida.

6. Vegetais de folhas verde-escuras

Você já deve ter ouvido falar que vegetais como couve, brócolis, agrião, espinafre e rúcula, entre outros, oferecem uma série de benefícios ao organismo, o que os coloca na lista de alimentos que ajudam na cicatrização da pele.

Esses vegetais de folhas verde-escuras são ricos em vitamina K, que participa da coagulação sanguínea e evita os sangramentos, prevenindo a formação de manchas roxas depois de uma cirurgia – por isso, é importante consumi-los antes do seu procedimento.

Além disso, eles são ricos em substâncias com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, fornecem vitaminas e sais minerais e estimulam a produção do colágeno.

7. Frutas cítricas

Laranja, limão, tangerina, acerola, abacaxi, maracujá e kiwi são alguns exemplos de frutas cítricas, alimentos ricos em antioxidantes, que combatem os danos causados pelos radicais livres, e em vitamina C, um micronutriente necessário para que o organismo consiga fabricar o colágeno.

Além disso, a vitamina C ajuda o corpo a absorver o ferro proveniente de alimentos de origem vegetal, contribuindo para a saúde e o funcionamento das células sanguíneas.

8. Frutas vermelhas

Frutas como amora, framboesa, mirtilo e morango são ricas em flavonoides, substâncias com propriedades antioxidantes que combatem a inflamação e protegem o sistema circulatório, garantindo um bom aporte de oxigênio e nutrientes para a formação da nova pele.

9. Frutas e vegetais de cor roxa

Beterraba, berinjela, repolho-roxo, açaí, uva e cereja são alguns exemplos de alimentos que têm sua cor característica devido à presença da antocianina, um pigmento com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

10. Fígado e ovos

Esses alimentos são excelentes fontes de ferro, o mineral que permite que as células vermelhas carreguem as moléculas de oxigênio e os nutrientes para os tecidos, incluindo o local onde está a ferida. Além disso, o ferro participa da formação do colágeno.

O fígado e os ovos ainda são fontes de vitamina K, que atua no processo de coagulação, e de vitamina A, que funciona como um hormônio e estimula o crescimento das células da pele.

Como você pôde perceber, nosso organismo tem algumas necessidades específicas para conseguir regenerar o tecido cutâneo, por isso não é indicado fazer uma dieta restritiva nesse período.

Embora as frituras, os embutidos e os processados devam ser evitados por atrapalhar a recuperação, a contagem de calorias não deve ser a sua maior preocupação por enquanto. Em vez disso, procure fazer pratos variados para incluir o máximo de alimentos que ajudam na cicatrização e fornecer todos os nutrientes necessários para o seu corpo.

Fonte(s): Tua Saúde, Saúde, Mundo Boa Forma e VIX

05/04/2022   •   há 3 meses

Agende sua consulta ou exame por valores reduzidos

Agendar online Buscar unidade física

Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Relacionados

10 benefícios da beterraba, um vegetal multiuso

12 alimentos bons para a saúde do fígado

5 alimentos que ajudam a perder peso

Qual é a diferença entre endocrinologista, nutrólogo e nutricionista?

Dieta low-carb: o que é e quais são os 4 erros cometidos por quem faz

Ver mais

Outras matérias

Ver mais

Especialidades