Dermatologista EM Guaramirim - SC

Consulta com Dermatologista em Guaramirim - SC por  valores reduzidos.  Agende agora mesmo pela Medprev!

A Medprev cuida de você há mais de 20 anos.

Só paga quando usar,
sem mensalidades ou taxas de adesão.

+ 100

unidades

+ 550

clínicas e pontos de coleta de exames

+ 12 mil

agendamentos por dia

+ 19 mil

profissionais
parceiros

+ 300

atendentes
(público e telefônico)

+ 70

especialidades
médicas

Vamos saber um pouco mais sobre Dermatologista ?

Veja o que preparamos para ficar por dentro dessa especialidade.

O que é dermatologia?

Dermatologia é a área da medicina que se dedica ao diagnóstico, à prevenção e ao tratamento de doenças que afetam a pele, as unhas, o cabelo e as mucosas. O médico especialista em dermatologia é o dermatologista.

O que faz um dermatologista?

O dermatologista está habilitado a diagnosticar e tratar doenças da pele e seus anexos, além de realizar procedimentos minimamente invasivos e cirurgias dermatológicas com finalidades estéticas e terapêuticas.

Embora o dermatologista seja mais associado aos cuidados com a beleza, ele também é o médico responsável pelo tratamento de mais de 3 mil doenças dermatológicas. Conheça as principais áreas de atuação do dermatologista:

Dermatologia clínica e preventiva

Nessa área, o dermatologista se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção de problemas que afetam pele, cabelos e unhas, incluindo:

  • Acne: condição no qual há inflamação da pele causada principalmente pelo acúmulo de gordura e células mortas, causando desde cravos até cicatrizes;
  • Alergia;
  • Cabelos e unhas frágeis;
  • Cabelos secos ou oleosos;
  • Cistos;
  • Lipomas: um tumor do tipo benigno que pode se desenvolver em várias regiões do corpo, como pescoço, cabeça e pernas;
  • Coceira;
  • Dermatites: inflamação da pele causada por diversos fatores, como alergias, herança genética, alterações hormonais, intolerância ao glúten, entre outros;
  • Descamação do couro cabeludo (caspa);
  • Eczema: inflamação que ocorre principalmente em crianças e pode causar desde o surgimento de bolhas até a descamação da região cutânea;
  • Furúnculos, no qual há um processo infeccioso causado por uma bactéria nos folículos pilosos (raiz do pelo), deixando a região avermelhada e sensível;
  • Herpes: infecção causada por vírus e que pode gerar desde dor e desconforto até feridas;
  • Hiperidrose (suor excessivo);
  • Hirsutismo (excesso de pelos);
  • Manchas na pele e nas unhas;
  • Micoses de pele e de unhas;
  • Pele seca, oleosa ou muito sensível;
  • Psoríase: doença que é responsável pela formação de escamas em várias regiões do corpo, podendo ser causada por diversos fatores, como mudança climática e estresse;
  • Unhas encravadas, originalmente chamadas de onicocriptose, que ocorre quando a unha não se desenvolve devido ao tecido que a envolve, causando um processo inflamatório e infeccioso que gera desde incômodos até secreções;
  • Verrugas.

Dermatologia cosmiátrica

Essa área da dermatologia cuida da aparência da pele e seus anexos. Assim, o dermatologista cosmiátrico pode prescrever tratamentos clínicos, como o uso de produtos tópicos para prevenir e tratar condições como celulite, estrias e sinais do envelhecimento (rugas, manchas, flacidez etc.).

Além disso, o dermatologista cosmiátrico é o profissional mais capacitado para prescrever e realizar procedimentos cosméticos, incluindo:

  • Toxina botulínica;
  • Preenchimento facial e labial;
  • Laser para rejuvenescimento, estrias, manchas e remoção de tatuagem;
  • Peeling;
  • Depilação a laser e com luz pulsada;
  • Tratamento para cicatrizes de acne.

Dermatologia oncológica

Essa área se ocupa do diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de pele. Assim, são tarefas do dermatologista:

  • Examinar pele, mucosas e unhas para identificar lesões, manchas e pintas suspeitas;
  • Requisitar exames complementares para mapear e monitorar lesões;
  • Definir e realizar o tratamento de câncer de pele, com ou sem cirurgia;
  • Indicar medidas de prevenção contra o câncer de pele.

Como prevenir o câncer de pele?

O câncer de pele pode surgir em pessoas de diversas faixas etárias, e principalmente no Brasil, os casos crescem cada vez mais.

Ter cuidados específicos com a pele é essencial para prevenir o câncer, mas há grupos de risco no qual a atenção precisa ser redobrada, como:

  • Pessoas que possuem pouca melanina, ou seja, pele muito clara;
  • Pessoas com albinismo;
  • Pessoas que têm vitiligo;
  • Pessoas com histórico de câncer de pele na família;
  • Pessoas que já tiveram câncer de pele.

Com cuidados simples diários é possível prevenir e reduzir as chances de desenvolvimento da doença, como:

  • Proteger-se adequadamente dos raios solares (UV), principalmente nos horários em que a exposição é maior (evitar o -contato com a radiação entre 10h e 16h);
  • Vestir roupas que protejam o corpo e/ou acessórios (como sombrinha) para evitar o contato direto da pele com os raios;
  • Sempre aplicar protetor solar de acordo com o tipo de pele e a quantidade recomendada, mesmo quando o tempo está nublado;
  • Usar óculos com bloqueio de raios UV.

Dermatologia cirúrgica

As cirurgias dermatológicas costumam ser de pequeno porte e podem ter função estética, diagnóstica ou terapêutica, incluindo:

  • Biópsias (retirada de uma pequena amostra de tecido para diagnóstico);
  • Remoção de cistos, lipomas, pintas e tumores;
  • Correção de cicatrizes inestéticas e queloides;
  • Transplante capilar;
  • Cirurgia de unhas;
  • Tratamento cirúrgico do câncer de pele;
  • Cirurgia oncológica micrográfica (cirurgia de MOHS).

Exames solicitados pelo dermatologista

Para investigar sintomas e identificar doenças, o dermatologista pode solicitar diversos exames, como:

  • Biópsia;
  • Teste de contato, no qual através de peças adesivas com alérgenos fixadas na pele é possível identificar possíveis reações alérgicas;
  • Diascopia, no qual através de uma lâmina é possível identificar o tipo de lesão da pele (se ocorre em vasos superficiais ou devido a uma hemorragia);
  • Exame por luz de Wood, muito usado principalmente para diagnosticar lesões, utilizando a luz negra para identificar o tipo de pigmentação cutânea e a sua extensão;
  • Teste de Tzanck, usado principalmente para o diagnóstico de patologias causadas por vírus, como herpes. Nele, através da análise da lesão (especificamente da bolha que se forma no paciente), é possível identificar o tipo de doença.

Os exames solicitados variam de acordo com cada paciente. Além disso, o dermatologista também pode realizar o encaminhamento para outras especialidades e solicitar avaliações complementares.

O que perguntar ao dermatologista na primeira consulta?

Em geral, a primeira consulta com o dermatologista acontece quando o paciente já tem alguma queixa. Nesse caso, deve-se informar ao médico:

  • Os sintomas observados (vermelhidão, ardência, coceira, bolhas, descamação, manchas etc.);
  • Quando os sintomas começaram;
  • Se há restrições para realizar procedimentos estéticos;
  • Se há alguém na família com sintomas semelhantes;
  • Se já foram feitos tratamentos para esse problema;
  • Se há situações que parecem melhorar ou agravar os sintomas (exposição solar, consumo de determinados alimentos, contato com alguns materiais etc.).

A partir da descrição dos sintomas e do exame físico, o dermatologista pode fazer o diagnóstico e recomendar um tratamento ou então solicitar outros exames se necessário.

Caso ele indique o uso de medicamentos e/ou a adoção de outras medidas, certifique-se de que você entendeu:

  • Como, quando e por quanto tempo utilizar o medicamento;
  • Se há fatores que você deve evitar para prevenir que o problema se agrave (como exposição solar, banhos muito quentes, contato com determinados produtos etc.);
  • Se a doença é contagiosa e se outra pessoa da família pode ter sido infectada;
  • O que fazer para evitar a disseminação da doença para outras pessoas.

Procurar o dermatologista apenas quando já se observa algum problema dificulta o tratamento e pode aumentar o risco de complicações, como nos casos de câncer de pele.

Por isso, recomenda-se fazer uma consulta uma vez por ano para prevenir doenças dermatológicas ou detectá-las de forma precoce. Nesse caso, algumas perguntas que você pode fazer na primeira consulta com dermatologista são:

  • Qual é o meu tipo de pele e como cuidar dela?
  • Quais são os melhores produtos para o meu cabelo?
  • Que protetor solar eu devo utilizar?
  • Como prevenir o câncer de pele?
  • Minhas pintas podem se tornar câncer de pele?
  • Como prevenir o envelhecimento?
  • Quais são os melhores tratamentos cosméticos para mim?
  • Como tratar celulite e estrias?

Quanto custa uma consulta com dermatologista?

O preço da consulta com dermatologista varia conforme o profissional e a clínica escolhida, por isso não há um custo exato. Mas na Medprev, você encontra consultas com dermatologistas por valores abaixo dos particulares!

Agende uma consulta com Valores Reduzidos

Se você procura por um Dermatologista em Guaramirim - SC conte com a Medprev. Aqui você agenda consultas e exames por valores acessíveis, sem mensalidade e sem taxa de adesão.

Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Especialidades em Guaramirim

Ver mais