Medprev
Síndrome do Intestino Irritável

Síndrome do Intestino Irritável (SII): o que é, sintomas e tratamento

Revisado pela Equipe de Redação da Medprev

sindrome-do-intestino-irritavel-sii-sintomas-e-tratamento.png

De causa desconhecida, a Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma doença crônica que causa dores abdominais e altera toda a flora intestinal. Confundida muitas vezes com outras condições, como intolerância à lactose ou glúten, essa condição necessita de um diagnóstico preciso para um tratamento adequado.

A síndrome é mais comum em mulheres e costuma ter seus sintomas agravados durante o período menstrual. Sem acompanhamento especializado, pode ter um impacto negativo na saúde e qualidade de vida.

Confira neste artigo sobre a Síndrome do Intestino Irritável (SII): sintomas, tratamento e muito mais!

O que é a Síndrome do Intestino Irritável (SII)?

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma doença oscilante e crônica que afeta o intestino grosso (cólon), levando a dores abdominais, inchaço, desconforto, entre outros sintomas.

Essa condição comum representa cerca de 30% dos casos encaminhados a médicos gastroenterologistas.

Como mencionado na introdução, sua causa ainda é desconhecida; porém, sabe-se que alguns fatores como estresse, ansiedade e o consumo de alguns alimentos e bebidas favorecem o seu aparecimento.

Não existe cura para a SII. Ela pode ser apenas controlada com medidas não invasivas, como:

  • mudanças na dieta;
  • uso de remédios específicos;
  • diminuição do estresse.

Sintomas

Os sintomas da SII podem ser facilmente confundidos com o de outras doenças do intestino.

Por essa razão, é necessário ficar atento aos sinais e procurar ajuda médica o mais rápido possível, principalmente quando os sintomas apresentarem uma periodicidade.

Confira a seguir alguns dos principais sintomas.

Dores abdominais crônicas

As dores abdominais crônicas surgem geralmente na parte inferior do abdômen. Porém, isto não é uma regra. Ela pode aparecer em qualquer localização da região. Os episódios mais fortes se apresentam após as refeições ou em crises de estresse.

Pelo fato das dores abdominais serem um sintoma comum em outros problemas e doenças gastrointestinais, geralmente o médico gastroenterologista parte do princípio de reconhecer a dor como não sendo da SII (método de exclusão).

Diarreia

A diarreia trata-se do sintoma mais comum da Síndrome do Intestino Irritável.

Grande parte das crises ocorrem pela manhã ou após as refeições. O indivíduo sente fortes dores abdominais, que aliviam após o fim da evacuação. Outra característica marcante é a diarreia súbita. O paciente, inclusive, não consegue segurar as fezes por muito tempo.

Além disso, mesmo após defecar, a sensação de “intestino preso” costuma permanecer.

Constipação

Conhecida popularmente como prisão de ventre, a constipação é um sintoma comum da Síndrome do Intestino Irritável e se caracteriza pela dificuldade em defecar, além de fezes extremamente endurecidas.

Em pacientes com SII, o quadro de constipação pode durar de dias a meses. Passado este tempo, ela some, e pode permanecer por meses sem se manifestar, ressurgindo subitamente com a mesma intensidade anterior.

Outros sintomas comuns da doença são:

  • gases;
  • inchaço abdominal;
  • refluxo gastroesofágico;
  • saciedade precoce;
  • dificuldade para engolir;
  • náuseas.

Estes sintomas geralmente não surgem todos ao mesmo tempo, ou seja, comumente alternam entre si: alguns ficam mais acentuados durante um certo período e depois diminuem a intensidade. Portanto, é preciso prestar atenção na sua periodicidade.

Causas

A causa exata da SII é desconhecida. O estresse e a ansiedade (ou qualquer outro fator emocional) costumam agravar ainda mais os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável.

Diversas pesquisas foram feitas ao longo dos últimos anos sobre o assunto e algumas hipóteses foram levantadas; mas nenhuma chegou a ser conclusiva.

Sabe-se porém que a SII é provocada por múltiplos fatores: qualquer tipo de anormalidade no trato gastrointestinal pode levar à doença. Ela costuma surgir antes dos 35 anos e é 3 vezes mais comum em indivíduos do sexo feminino.

Diagnóstico

Pelo fato de ser difícil de ser identificada, a Síndrome do Intestino Irritável necessita de um diagnóstico cuidadoso, feito através da avaliação minuciosa dos sinais e sintomas do paciente.

Dessa forma, para padronizar o diagnóstico da doença, criou-se em 1992, o chamado “Critérios de Roma”, que vem sendo atualizado ao longo dos anos.

Este documento traz os sintomas e características de várias doenças gastrointestinais, incluindo a Síndrome do Intestino Irritável.

Para a SII, os dados foram atualizados no ano de 2016. São basicamente, três critérios para se definir a presença da doença:

  • 1. Presença de dor abdominal recorrente, em média, pelo menos 1 dia por semana nos últimos 3 meses;
  • 2. Início dos sintomas relacionado a pelo menos dois dos seguintes fatores:
    a) Mudança na frequência das evacuações.
    b) Mudança na forma (consistência) das fezes.
  • 3. Os critérios devem estar presentes por pelo menos 6 meses antes do diagnóstico.

Dentro destes critérios, existem também alguns subtipos, descritos a seguir. São eles:

  • SII com predomínio de constipação (SII-C): quando a constipação é o sintoma mais relevante;
  • SII com predomínio de diarreia (SII-D): quando a diarreia é o sintoma mais relevante;
  • SII mista (SII-M): quando os sintomas de constipação e diarreia estão presentes com igual relevância;
  • SII não classificada (SII-NC): quando os sintomas não se enquadram em nenhum dos subtipos acima.

Podem ser realizados ainda outros exames complementares, como forma de descartar qualquer outro tipo de condição relacionada.

Tratamento

Por não ter cura, o tratamento para a Síndrome do Intestino Irritável foca em alívio dos sintomas e melhoria da qualidade de vida do paciente.

Para indivíduos onde o quadro da doença é leve, a situação é facilmente controlada através de mudanças no estilo de vida e na dieta. Além disso, é importante que se conheça os alimentos que desencadeiam as crises, como forma de evitá-las.

De forma geral, o tratamento para a SII envolve:

Gerenciamento do estresse

Como foi visto, o estresse pode sim agravar os sintomas da doença. Assim, incluir práticas de relaxamento no dia a dia, por exemplo, como ioga ou meditação, pode ajudar na diminuição das crises.

Medicamentos

Existem, na verdade, diversas classes de medicamentos que são utilizados no combate à Síndrome do Intestino Irritável. Eles ajudam no alívio dos sintomas e contribuem também para o equilíbrio do intestino. São eles:

  • Probióticos: ajudam a restaurar a flora intestinal, melhorando assim os sintomas da SII;
  • Antidiarreicos: indicados para pacientes com predomínio de diarreia;
  • Antiespasmódicos: são medicamentos que têm como finalidade relaxar os músculos do intestino, reduzindo assim os espasmos e as dores abdominais;
  • Medicamentos para a dor: abrange todos os medicamentos que têm como finalidade controlar as dores abdominais e melhorar a qualidade do sono;
  • Antidepressivos: são úteis para pacientes com níveis elevados de estresse e depressão.

Síndrome do Intestino Irritável e fibromialgia

A fibromialgia é uma doença crônica que causa dores generalizadas por todo corpo, além de alta sensibilidade em pontos específicos. Além das dores, a fibromialgia pode levar também a sintomas, como:

  • fadiga;
  • distúrbios do sono
  • rigidez muscular;
  • problemas na memória.

A Síndrome do Intestino Irritável está presente em quase 60% de todos os pacientes diagnosticados com fibromilagia (como descrito pela Sociedade Brasileira de Reumatologia - SBR).

Não existe relação de causa entre as duas doenças em si. Porém, a SII é como uma manifestação clínica gastrointestinal da fibromialgia.

Existem pacientes, inclusive, que identificam a SII antes de serem diagnosticados com fibromialgia.

Importância da alimentação no combate à Síndrome do Intestino Irritável (SII)

A alimentação desempenha papel fundamental no combate à SII. Muitos pacientes apresentam crises agudas após consumir alguns tipos de alimentos, o que reforça ainda mais a importância de adotar uma dieta cuidadosa e equilibrada.

É importante lembrar que a consulta por um profissional (como o nutricionista ou nutrólogo) é essencial para um planejamento alimentar adequado e personalizado com as necessidades e restrições do paciente.

Conheça a seguir alguns cuidados que podem auxiliar na redução dos sintomas da SII.

Identificação dos alimentos que desencadeiam as crises

Saber quais são os alimentos que desencadeiam e intensificam as crises é parte crucial de todo o processo.

Embora o impacto dos alimentos no organismo varie de pessoa para pessoa, entre os exemplos mais comuns que podem piorar a SII estão:

  • alimentos fermentáveis;
  • gordurosos;
  • picantes;
  • que contêm ou são ricos em cafeína.

É indicado reduzir a frequência de consumo desses alimentos e até mesmo evitar consumi-los (de acordo com orientação profissional).

Hidratação constante

A hidratação adequada ajuda, entre outros diversos benefícios, a manter as fezes moles, contribuindo por exemplo, para alívio dos sintomas da constipação. Além disso, também auxilia a manter a saúde intestinal.

Dieta rica em fibras

Uma dieta rica em fibras, tanto solúveis quanto insolúveis, tem impacto direto na melhora do trânsito intestinal.

As fibras solúveis ajudam, assim como a água, na melhora da constipação, enquanto as fibras insolúveis ajudam a prevenir a diarreia.

Conclusão

Como visto no post Síndrome do Intestino Irritável (SII): sintomas e tratamento, esse problema de saúde é uma condição bastante comum, atingindo cerca de 20% da população mundial. Por não ter uma causa definida, necessita de um diagnóstico preciso, feito por um médico gastroenterologista.

Grande parte dos seus sintomas são comuns a outros problemas e doenças gastrointestinais. Por essa razão, a maior parte dos seus diagnósticos são realizados através da exclusão de outros problemas associados.

Uma das características marcante dos sintomas é sua periodicidade, ou seja, eles ocorrem com uma certa frequência, caracterizando a doença como crônica.

O tratamento para a Síndrome do Intestino Irritável é planejado de acordo com o perfil e histórico médico do paciente, uma vez que vários fatores podem influenciar no surgimento dos sintomas.

Ao notar os sintomas da síndrome e sua frequência, é muito importante buscar ajuda médica para uma avaliação mais detalhada do quadro de saúde.

07/05/2024   •   há 14 dias


Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Relacionados

7 sintomas da síndrome do intestino irritável (SII)