Medprev

Oftalmologista EM Cascavel - PR

Consulta com Oftalmologista em Cascavel - PR por  valores reduzidos.

Agende agora mesmo pela Medprev!

A Medprev cuida de você há mais de 20 anos.

Só paga quando usar,
sem mensalidades ou taxas de adesão.

+ 100

unidades

+ 550

clínicas e pontos de coleta de exames

+ 12 mil

agendamentos por dia

+ 19 mil

profissionais
parceiros

+ 300

atendentes
(público e telefônico)

+ 70

especialidades
médicas

Vamos saber um pouco mais sobre Oftalmologista ?

Veja o que preparamos para ficar por dentro dessa especialidade.

O que é oftalmologia?

Oftalmologia é a especialidade da medicina que investiga, previne e trata as doenças que afetam os olhos e a visão. O especialista nessa área é o médico oftalmologista, conhecido popularmente como oculista.

O que faz um oftalmologista?

O oftalmologista realiza exames para avaliar a saúde dos olhos e da visão do paciente, prescreve lentes e óculos quando necessário, verifica a presença de doenças como alergias, inflamações e infecções, prescreve tratamentos medicamentosos, realiza cirurgias oftalmológicas e recomendada medidas de prevenção e cuidado.

Clínica oftalmológica

Além de trabalhar em hospital em emergências e cirurgias programadas, o oftalmologista também atende em clínica oftalmológica, onde faz as consultas iniciais e realiza os exames necessários para determinar as necessidades de cada paciente.

No consultório oftalmológico, o oftalmologista atende crianças, adolescentes, adultos e idosos, podendo ser especializado em determinada faixa etária.

Entre as doenças e condições que podem ser tratadas pelo oftalmologista, estão:

  • Estrabismo, distúrbio no qual os olhos não seguem a mesma direção, podendo ser dividido em esotropia, exotropia ou hipermetropia;
  • Miopia, no qual o paciente não consegue enxergar o objeto localizado a uma grande distância;
  • Hipermetropia, no qual o paciente não consegue enxergar objetos próximos;
  • Astigmatismo, no qual a visão para perto ou longe é manchada e borrada, ou seja, sem nitidez;
  • Terçol (originalmente chamado de Hordéolo), no qual há o desenvolvimento de uma infecção nas pálpebras, causando desconforto, vermelhidão e inchaço;
  • Catarata, no qual o cristalino fica opaco parcialmente ou no pior dos casos, totalmente, causando a cegueira;
  • Glaucoma, no qual há uma mudança na pressão interna do olho, podendo gerar desde danos à visão até cegueira;
  • Conjuntivite, no qual o globo ocular sofre com uma inflamação, resultando em coceira, vermelhidão, irritação e problemas para enxergar;
  • Ceratocone, no qual há uma projeção da córnea em formato de cone, provocando desde uma alteração no formato da estrutura até a perda da visão;
  • Retinopatia diabética (RD), no qual os vasos sanguíneos localizados na retina sofrem lesões e podem perder as suas funções. A doença é causada pelo diabetes, ou seja, quando há níveis não ideais de glicemia no organismo;
  • Vista cansada (originalmente chamada de presbiopia), no qual há dificuldade para enxergar, principalmente letras e detalhes;
  • Olho preguiçoso (originalmente chamado de ambliopia), no qual há uma alteração e perda da visão em um ou em ambos os olhos.

Pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas é comum em crianças (tem cura).

O que o oftalmologista faz na consulta?

O primeiro passo é a entrevista com o paciente, chamada de anamnese. O oftalmologista vai perguntar se você tem alguma queixa e quais são seus hábitos em relação à visão, como o uso de computador e celular por muitas horas.

Em seguida, o médico faz os exames oftalmológicos, incluindo avaliação externa, biomicroscopia, exame de pressão ocular, exame de refração e etc.

Exames oftalmológicos

Conforme as informações fornecidas na entrevista inicial, o médico pode fazer alguns exames oftalmológicos, por exemplo:

1. Avaliação externa

É o primeiro exame realizado no consultório oftalmológico. Ele consiste em avaliar a parte externa dos olhos, pálpebras e canais lacrimais para verificar a presença de sintomas como vermelhidão, inchaço, ressecamento e excesso de lágrimas.

2. Biomicroscopia

Este é um dos exames oftalmológicos mais comuns, também chamado de exame de lâmpada de fenda. O médico utiliza um microscópio para observar a estrutura do olho em detalhes.

3. Exame de pressão ocular

A medida da pressão intraocular é feita por um exame também conhecido como tonometria ocular. A pressão ocular aumentada é um dos principais sintomas do glaucoma.

4. Exame de fundo de olho

Também conhecido como oftalmoscopia ou exame de mapeamento de retina, permite identificar se os olhos estão sendo afetados por doenças como glaucoma e hipertensão no globo ocular, além de poder identificar problemas como colesterol alto, diabetes, toxoplasmose, distúrbios da tireoide e tumores.

Este exame é feito com um equipamento chamado oftalmoscópio, que permite a avaliação da retina, dos vasos sanguíneos e de outras estruturas com o uso de uma lente especial. Pode ser necessário dilatar a pupilar com colírio para ter mais precisão.

5. Exame de refração

Também conhecido como exame de vista, esse é o famoso exame das letrinhas, no qual o paciente deve falar em voz alta quais letras está enxergando.

O exame de refração identifica se o paciente precisa usar óculos ou lentes e o grau que eles devem ter e verifica a presença de problemas como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia.

6. Teste ortóptico

Esse exame avalia o funcionamento dos músculos responsáveis pela movimentação dos olhos, identificando alterações no alinhamento e na posição e doenças como estrabismo e ambliopia. Pode ser chamado de exame de motilidade ocular.

7. Topografia de córnea

Costuma ser feito antes de cirurgias para corrigir problemas como miopia, hipermetropia, astigmatismo e catarata. Ele serve para fazer o mapeamento do relevo da córnea e identificar sua curvatura.

O que perguntar na consulta com oftalmologista?

Procurar o oftalmologista é essencial para avaliar a saúde da visão em todas as idades.

Para aproveitar ao máximo a consulta e esclarecer dúvidas, você pode fazer perguntas, como:

  • A partir de que idade é preciso fazer a consulta?
  • Como saber se os meus óculos não são mais ideais para mim?
  • Posso usar lentes de contato?
  • Quando posso usar colírio?
    Tenho dor de cabeça quando leio, o que isso significa?
  • Tenho diabetes, tenho risco de ter problemas de visão?
  • Como posso saber se os meus óculos de sol têm proteção contra raios UV?
  • Tenho a vista cansada, preciso usar óculos?
  • Quais exames preciso fazer?
  • O que fazer quando meu olho estiver irritado?
  • Não quero usar óculos, quais são as minhas opções?
  • O que devo fazer se eu tiver conjuntivite?
  • Tenho ressecamento nos olhos, o que devo fazer?
  • Minha doença tem cura?
  • Preciso tomar algum cuidado especial com os meus olhos?
  • O que pode piorar a minha visão?
  • O medicamento tem efeitos colaterais?
  • Como saber se a dilatação da minha pupila é normal?
  • Como posso prevenir problemas na visão?
  • Tem problema abrir os olhos debaixo da água da piscina?
  • O que fazer se eu tiver terçol?
  • Preciso fazer consultas quantas vezes por ano?

Quando ir ao oftalmologista?

A consulta com oftalmologista deve acontecer quando houver qualquer queixa ou alteração na visão ou problema nos olhos, por exemplo:

  • Vermelhidão, inchaço, ardência ou dor nos olhos;
  • Dor de cabeça constante;
  • Visão dupla;
  • Dificuldade para ver de perto ou de longe;
  • Vista embaçada;
  • Visão dupla;
  • Ressecamento dos olhos;
  • Lacrimejamento excessivo.

Contudo, não é preciso ter sintomas para marcar a consulta. Outros momentos importantes de quando ir ao oftalmologista são:

  • Crianças: a partir de 3 ou 4 anos para acompanhar o desenvolvimento da visão e verificar alterações que podem prejudicar a aprendizagem;
  • Adolescentes: recomenda-se ir ao oftalmologista uma vez por ano para fazer os exames de rotina e sempre que tiver sintomas;
  • Adultos: como o risco de doenças oftalmológicas aumenta com o passar do tempo, a consulta deve ser feita uma vez ao ano e sempre que surgir sintomas. Também pode ser avaliada a cirurgia para eliminar ou reduzir a necessidade de usar óculos.

É importante lembrar que doenças e distúrbios em outras regiões do corpo podem afetar a visão, como no caso do diabetes.

Quanto custa uma consulta com oftalmologista?

O valor da consulta varia de acordo com cada clínica oftalmológica e profissional, não sendo possível definir o preço exato.

Agende uma consulta com Valores Reduzidos

Se você procura por um Oftalmologista em Cascavel - PR conte com a Medprev. Aqui você agenda consultas e exames por valores acessíveis, sem mensalidade e sem taxa de adesão.

Fique por dentro das campanhas e cupons da Medprev

Declaro que li e aceito os e a

Especialidades em Cascavel

Ver mais