BLOG MEDPREV

Quando devo procurar um nutricionista?

Muito mais do que passar uma dieta para emagrecer: saiba quando procurar um nutricionista e como ele pode ajudar você a cuidar da sua saúde por meio da alimentação.

Fazer de tudo para emagrecer e não conseguir, descobrir que você tem uma restrição alimentar, ter vontade de melhorar sua alimentação e sua qualidade de vida... Se você não tinha certeza de quando procurar um nutricionista, saiba que esses são alguns dos sinais de que este momento chegou.

Embora quase sempre sejam associados a dietas para emagrecer (ou para “passar fome”, como algumas pessoas acreditam equivocadamente), o profissional especialista em nutrição é uma fonte de conhecimento confiável sobre alimentação e saúde – algo importantíssimo quando temos tantas informações conflitantes à disposição na internet.

Conheça algumas das principais situações em que vale a pena buscar a orientação de um nutricionista para ajudar você a alcançar seus objetivos e melhorar a sua saúde:

1. Seu corpo não está recebendo todos os nutrientes de que precisa

Você vive resfriado? Suas unhas estão quebradiças? Você não tem energia suficiente para dar conta de todos os seus compromissos? Pois saiba que todos esses problemas podem estar relacionados a um déficit nutricional, o que significa que a oferta de nutrientes para o seu corpo não está sendo suficiente.

Cada um de nós têm rotina e necessidades nutricionais diferentes, e o nutricionista é a pessoa que pode nos ajudar a identificar onde está esse desequilíbrio e o que fazer para corrigi-lo.

2. Você gostaria de emagrecer e manter os resultados

Se você já fez alguma “dieta maluca”, você sabe que até pode perder alguns quilos nos primeiros dias, mas eles acabam voltando pouco tempo depois – já que é muito difícil seguir dietas restritivas como a “dieta do suco”, a “dieta da sopa” etc.

Dessa forma, se você quer emagrecer por motivos de saúde ou simplesmente para se sentir mais feliz com você mesmo, o melhor a fazer é buscar a orientação de um nutricionista. Além de determinar a faixa de peso ideal para o seu biótipo e a sua rotina, esse profissional pode te mostrar o melhor caminho para atingir seu objetivo de forma sustentável.

Por meio da reeducação alimentar, o nutricionista ajuda seus pacientes não apenas a emagrecer, mas também os ensina a fazer escolhas mais saudáveis para o resto da vida – e isso passa bem longe de passar fome! Assim, você consegue perder os quilos extras e adota hábitos que vão te ajudar a manter a nova silhueta, sem engordar tudo de novo e sem comprometer a sua saúde.

3. Você quer ganhar peso ou massa muscular

Se emagrecer é difícil, ganhar peso não é muito diferente – não é à toa que tanta gente faz uma alimentação riquíssima em calorias, segue uma rotina de treinos puxada e mesmo assim não consegue ver seus músculos se desenvolvendo.

Nesse caso, o nutricionista é quem pode ajudar você a descobrir quais alimentos colocar no seu prato, as quantidades certas e os melhores horários para consumir cada refeição, seja antes ou depois do treino.

Além disso, esse profissional está preparado para orientar atletas e pessoas comuns sobre a suplementação, de modo que produtos como hipercalóricos, multivitamínicos, whey protein etc. possam ser utilizados de forma complementar à alimentação, proporcionando resultados satisfatórios e seguros.

4. Você descobriu uma restrição alimentar

Depois de muito investigar, você descobriu que tem doença celíaca, intolerância à lactose ou outra condição que restrinja a sua alimentação? Pois esse é mais um momento em que procurar um nutricionista é fundamental para saber como conduzir a sua dieta.

Com o acompanhamento, você vai aprender novas formas de preparar suas refeições e receber orientações para que essa restrição não comprometa tanto a sua rotina e a sua vida social – além, é claro, de monitorar se os outros nutrientes estão sendo supridos de forma adequada.

5. Controlar doenças que são influenciadas pela alimentação

A comida pode ser uma grande vilã para pessoas com diabetes ou hipertensão, mas também pode se tornar na sua maior aliada quando existe uma orientação profissional. Nesses casos, o nutricionista pode elaborar um cardápio específico para as necessidades e preferências do paciente.

Um paciente diabético, por exemplo, precisa limitar seu consumo de açúcar, mas isso não significa que não seja possível encaixar uma guloseima ou uma versão especial desse alimento na sua dieta. Para que isso não prejudique o controle da glicemia, porém, é preciso que haja muito equilíbrio – algo que o nutricionista é especialista em alcançar.

Da mesma forma, pacientes hipertensos podem contar com esse profissional para aprender como substituir o sal, descobrir alimentos que aumentam ou diminuem a pressão e, claro, fazer o controle do peso de uma forma saudável.

6. Garantir a saúde em todas as fases da vida

As necessidades nutricionais de uma pessoa se modificam com o passar dos anos ou até mesmo dos meses dependendo da fase da vida em que ela está. Nem sempre temos o conhecimento para identificá-las e supri-las, mas o nutricionista pode nos auxiliar nessa tarefa.

Na infância, por exemplo, ele pode contribuir tanto para que a alimentação atenda a todas as necessidades da criança quanto para o desenvolvimento de suas preferências alimentares. Esse acompanhamento precoce ajuda a evitar a obesidade infantil, refletindo-se também na redução do risco do sobrepeso ou de distúrbios alimentares na adolescência.

Na vida adulta, a orientação é fundamental não apenas para o controle do peso, mas também para que a dieta seja um fator de prevenção contra doenças que podem se desenvolver no futuro. Além disso, gestantes e lactantes encontram no nutricionista um excelente aliado para planejar sua alimentação nessas duas fases tão especiais.

Para os idosos, esse acompanhamento pode identificar novas particularidades decorrentes do processo de envelhecimento, como uma necessidade maior de cálcio e ferro. Além disso, o nutricionista é fundamental para fazer a adaptação da dieta para pacientes que sofrem de doenças comuns na terceira idade, impactando diretamente em sua qualidade de vida.

Em resumo, se você não sabia muito bem quando procurar um nutricionista, a resposta agora deve estar bem mais clara: busque o acompanhamento desse profissional sempre que você desejar que a sua alimentação seja o principal pilar da sua saúde, independente da necessidade de emagrecer ou não.

Fonte(s): Saúde Abril e Minha Vida

Tags: Saúde, cuidado do corpo, medprev, hospital, clínicas, agendamento, alimentação, nutrição, nutricionista

Voltar para   BLOG MEDPREV

posts relacionados
Vacina faz bem ou mal à saúde? 7 mitos e verdades sobre vacinação
Leia mais...