BLOG MEDPREV

Qual a diferença entre rinite e sinusite?

A rinite e a sinusite são inflamações que atingem as vias respiratórias superiores e têm sintomas parecidos, mas possuem causas e tratamento diferentes.

Coriza, congestão nasal e tosse são sintomas comuns a diversas doenças respiratórias. Essa semelhança faz com que muita gente tenha dificuldade para diferenciar a origem do problema, e uma das confusões mais comuns é entre rinite e sinusite.

As duas são inflamações que podem ocorrer ao mesmo tempo ou não, e frequentemente a rinite pode causar sinusite. Contudo, embora essas doenças tenham sintomas semelhantes, elas se tratam de condições distintas. Saiba mais sobre qual é a diferença entre rinite e sinusite.

O que é rinite?

Rinite é a inflamação das mucosas do nariz. O tipo mais conhecido é a rinite alérgica, no qual as crises são desencadeadas pelo contato com ácaros, poeira, pólen, mofo, partes e excrementos de insetos, pelos de animais e fumaça de cigarro, entre outros, que despertam uma reação exagerada do sistema imunológico.

rinite

Existe também a rinite não alérgica, que pode ser causada por mudanças bruscas de temperatura ou por uma infecção, seja ela viral (como gripe ou resfriado), bacteriana ou fúngica.

Sintomas de rinite

Independentemente da causa das crises, a inflamação das mucosas nasais se manifesta de forma semelhante. Conheça os principais sintomas de rinite:

  • Coceira no nariz, olhos, céu da boca e garganta;
  • Espirros;
  • Coriza (secreção nasal transparente e líquida);
  • Congestão nasal;
  • Ardência e vermelhidão nos olhos;
  • Dor de cabeça;
  • Tosse seca (principalmente na rinite alérgica).

O que é sinusite?

Sinusite é a inflamação das mucosas dos seios da face. Também conhecidos como cavidades paranasais, eles consistem em câmaras formadas pelos ossos do nariz, das maçãs do rosto e dos olhos, que são revestidas por uma mucosa semelhante à mucosa nasal.

sinusite

A inflamação dessas cavidades acontece quando há um aumento na produção de muco e ele não pode ser escoado para o nariz, obstruindo os seios da face. Isso pode ser uma complicação da própria rinite (nesse caso, uma rinossinusite), mas existem fatores capazes de causar sinusite, por exemplo:

  • Alergias respiratórias, como a rinite e a asma alérgica;
  • Infecções virais, como gripes e resfriados;
  • Desvio de septo nasal (alteração anatômica na qual as paredes nasais ficam tortas);
  • Pólipos nasais (crescimento de tecido que bloqueia a passagem do muco);
  • Traumas com fratura dos ossos da face, os quais podem causar a obstrução.

Além disso, com o acúmulo de muco causado pela obstrução dos canais de drenagem, cria-se um ambiente muito favorável para a proliferação de bactérias. Em consequência, é comum que a inflamação da mucosa dos seios paranasais dê origem a uma infecção (sinusite bacteriana).

Sintomas de sinusite

Um dos sintomas de sinusite mais famosos é a dor na face. Ela costuma ser bastante intensa e se manifesta como uma pressão ou pontadas sobre o nariz ou as maçãs do rosto. 

Essa dor é mais comum na sinusite aguda, que geralmente surge em função de um resfriado e dura cerca de quatro semanas, e piora quando a pessoa abaixa a cabeça. 

Já na sinusite crônica, que se estende por mais de 12 semanas, o sintoma mais comum é a dor de cabeça, que atinge principalmente a região da testa e entre os olhos.

Os demais sintomas de sinusite aguda e crônica são parecidos, com maior intensidade no quadro agudo, incluindo:

  • Congestão nasal;
  • Coriza;
  • Dor de garganta;
  • Dor de ouvido;
  • Espirros;
  • Febre ocasional;
  • Secreção que escorre do nariz para a garganta;
  • Sensação de peso na cabeça;
  • Tosse que piora à noite e atrapalha o sono.

Caso a pessoa tenha uma sinusite bacteriana (inflamação das mucosas dos seios paranasais acompanhada por uma infecção causada por bactérias), os sintomas podem incluir perda do apetite, mau hálito e cansaço.

Além disso, a sinusite bacteriana tem uma secreção nasal purulenta bem mais espessa que a coriza, de coloração amarela ou esverdeada.

Semelhanças e diferenças no tratamento da rinite e da sinusite

Os tratamentos mais frequentes para a rinite e a sinusite têm pontos em comum, mas eles se diferenciam conforme a natureza e a origem da inflamação. Por exemplo, nos dois casos, pode ser necessário utilizar descongestionantes nasais e corticoides orais ou injetáveis.

tratamento rinite e sinusite

Além disso, quando a rinite e a sinusite são alérgicas, o tratamento inclui o uso de anti-histamínicos (medicamentos antialérgicos). Existe ainda a vacina para rinite alérgica (imunoterapia), que é indicada para alguns subtipos específicos dessa condição.

Caso a sinusite esteja acompanhada por uma infecção por bactérias, também será necessário fazer um tratamento com antibióticos. Por fim, quando a sinusite crônica é causada por alterações anatômicas, como desvio de septo ou pólipos nasais, pode ser indicado fazer uma cirurgia para corrigi-las.

O diagnóstico correto e a prescrição do melhor tratamento para rinite ou sinusite só podem ser feitos pelo médico otorrinolaringologista ou alergologista. Utilize o site ou o aplicativo do MEDPREV para marcar uma consulta.

Fonte(s): Médico Responde [1] e [2]Minha Vida [1] e [2] e Hospital Sírio Libanês

posts relacionados
LER: o que é lesão por esforço repetitivo, qual é o tratamento e como prevenir?
Leia mais...
Qual a diferença entre metabologia, endocrinologia e gastroenterologia?
Leia mais...