BLOG MEDPREV

Para que serve o exame cardiológico Holter

Monitor portátil permite registrar a atividade elétrica do coração durante 24 horas, em momentos de repouso e estresse do paciente no seu ambiente natural.

Quando fazemos um eletrocardiograma, o exame avalia os nosso batimentos cardíacos durante um determinado período de tempo. Agora, imagine se fosse preciso ficar em uma clínica o dia todo para avaliar as mesmas características durante 24 horas.

Aqueles que se perguntam para que serve o exame cardiológico Holter acabaram de encontrar a resposta. Ele nada mais é do que uma espécie de monitor portátil que permite registrar a atividade elétrica do coração durante um dia inteiro.

A vantagem é que com ele o paciente realiza as mesmas atividades que faz em um dia normal, sendo possível para os médicos avaliar como o coração se comporta durante o sono, a prática esportiva ou momentos de estresse. Vamos conhecer mais detalhes sobre ele?

O que é e para que serve o exame cardiológico Holter?

O Holter é uma espécie de eletrocardiograma cuja função é a de gravar os batimentos cardíacos durante, no mínimo, 24 horas. A proposta por trás desse teste é a de que os médicos possam interpretar nos gráficos as variações no número de batimentos cardíacos ao longo do dia.

Esse exame é sugerido com frequência a pacientes com suspeita de arritmia cardíaca. Além disso, outros problemas cardíacos podem ser avaliados com essa ferramenta bastante prática. Porém, a simplicidade que vemos hoje nesse equipamento só foi possível graças à evolução da medicina.

O exame tem esse nome como uma homenagem ao cardiologista Norman J. Holter, responsável pelo sua criação no final da década de 40. Na época, o aparelho “portátil” pesava quase 40 quilos e para carregá-lo era necessário andar com uma mochila. Obviamente, nem todos os pacientes tinham condições de utilizar o equipamento.

Ainda assim ele representava um grande avanço para a medicina, pois à época um aparelho de ECG ocupava duas salas inteiras. Com o passar do tempo, a precisão do exame bem como o tamanho do equipamento evoluíram. Hoje ele tem o tamanho de um celular e pesa não mais do que 100 gramas.

Como funciona o Holter?

A partir de eletrodos ligados ao corpo, um cartão de memória registra os batimentos cardíacos do paciente ao longo do dia. Em um ficha à parte, o paciente deve indicar que atividades estava fazendo naquele momento. Por exemplo, ao meio dia, almoçando; às 14h, sentado trabalhando; às 18h fazendo atividade física; e assim por diante.

Depois, o médico cardiologista avalia os dados relacionados aos momentos em que houve algum evento anormal durante o registro e os associa com a atividade do momento. Por exemplo, pode ser possível descobrir batimentos cardíacos anormais durante a prática esportiva – um sinal de alerta.

Aparelhos mais modernos conseguem até mesmo transmitir os dados via internet para plataformas de telemedicina, possibilitando avaliações em tempo real, se necessário. No entanto, na maioria das vezes, a análise é feita posteriormente à devolução do aparelho.

O preparo antes do exame é bastante simples. Pede-se que os pacientes tomem banho e que não passem creme hidratante, pois eles dificultam a adesão dos eletrodos na pele. Alimentos como chocolate e bebidas estimulantes também devem ser evitados.

Por fim, para os homens que tenham muitos pelos na região do peito, poderá ser necessária uma breve depilação. O técnico responsável pela colocação do aparelho poderá realizar esse procedimento no início do exame.

Quando fazer um exame Holter?

A solicitação de um exame Holter será feita de acordo com o entendimento de um médico cardiologista. É ele que determinará se esse tipo de exame é o mais adequado ou não para o paciente, de acordo com os sintomas descritos e com as informações que ele espera obter.

Em geral, o Holter é indicado para pacientes que precisam de avaliações de disparos do coração (taquicardia), coração lento ou arritmias (falhas nas batidas). O uso de marca-passo ventricular também pode ser um indicativo da necessidade de realizar o exame.

A partir da realização do exame e da posterior análise dos resultados é que será possível determinar qual tipo de tratamento será indicado para o paciente bem como quais cuidados extras ele deverá tomar para manter uma boa condição cardiovascular.

No MEDPREV, além de agendar consultas com cardiologistas, se necessário, é possível também agendar exames Holter. Basta acessar o site ou o aplicativo para marcar a sua consulta.

posts relacionados
O que faz um fonoaudiólogo e em quais situações ele pode ajudar?
Leia mais...