BLOG MEDPREV

5 coisas que você não deve falar para quem está com depressão

Veja alguns conselhos sobre como dialogar com pessoas que apresentam quadros depressivos profundos e saiba o que você não deve falar a elas.

A depressão é um dos chamados males modernos e que afligem um grande número de pessoas. Mesmo entre os especialistas, há muita dificuldade em afirmar com certeza absoluta que um paciente apresenta um quadro depressivo, uma vez que os reflexos são os mais variados. Trata-se de uma desordem que compromete o funcionamento cerebral, mas que se reflete no organismo e nos comportamentos da vida social.

Entender o que é depressão é o primeiro passo para compreender o que não falar para quem está com depressão. Enquanto para muitos esse é um simples “sentimento passageiro”, o fato é que nem sempre pode se atribuir quadros como esses à falta de força de vontade ou a algum tipo de falha de caráter – seja em termos morais ou espirituais.

Quando a pessoa está em uma situação como essa, certamente ela deve procurar auxílio terapêutico. Contudo, na ânsia de ajudar, muitos acabam dando certos conselhos que, na prática, mais ajudam a piorar a situação do que qualquer outra coisa. Aqui, listamos cinco frases que não devem ser ditas de forma algum para quem está com depressão.

1. “Tem gente em uma situação muito pior do que você no mundo”

Isso é fato. Não importa qual é a sua condição social, sua idade, sua raça ou quais são os seus problemas: se você está lendo esse texto, podemos afirmar com 100% de certeza que sim, neste momento existe alguém no mundo em uma situação muito pior do que você. Contudo, isso não é um argumento plausível que o impeça de sofrer por outros fatores.

Quem diz isso para alguém com depressão pode até ter a boa intenção de demonstrar que as coisas não estão “tão ruins assim”. Entretanto, a sensação que você passa é a de que por estar em melhores condições, a pessoa em questão não tem “direito” de sofrer, o que só piora as coisas.

Não existe uma escala de sofrimento e pessoas diferentes enfrentam a vida de maneiras diferentes. Apenas respeite o momento.

2. “Foque apenas nas coisas felizes da vida”

Como seres humanos, não somos uma peça divisível, como uma pasta de computador onde você guarda os arquivos em cada compartimento. Todos nós estamos sujeitos a momentos felizes e tristes ao longo do dia e é natural que todos enfrentem altos e baixos. Além disso, para focar apenas em momentos felizes é preciso reconhecê-los, e quem está com depressão tem dificuldade em perceber isso.

É como se você pedisse para alguém enxergar um campo de futebol, mas com um muro na frente. Por mais que a pessoa queira ou se esforce para isso, por uma série de razões, naquele momento ela não vai conseguir. À medida que ela procurar ajuda e iniciar um tratamento, a tendência é que esses momentos felizes passem a ser percebidos novamente com maior frequência.

3. “Se jogue de cabeça no trabalho que você esquece isso”

Pense na poeira que se acumula na sua casa. Se você decidir varrer a sala, mas jogar todo o pó para debaixo do tapete, é possível que a sua casa tenha uma aparência de limpeza por um tempo. Porém vai chegar uma hora que não vai caber mais sujeira debaixo do tapete e você terá um grande problema.

Mergulhar no trabalho pode ter o mesmo efeito. A depressão é uma doença e, por conta disso, ela não pode ser simplesmente esquecida: é preciso tratá-la de maneira adequada. Em muitos casos, por exemplo, a depressão pode resultar em falta de foco no trabalho e nos estudos. Assim, o ideal é que as pessoas que estão ao redor de um paciente depressivo sejam compreensivas e deem tempo para a evolução do tratamento.

4. “Isso é só uma fase”

Essa é outra fase bastante óbvia e que, na prática, não ajuda em nada a pessoa com um quadro depressivo. A depressão é sim uma fase e, como tal, tem começo, meio e fim. Porém, quem se vê em uma situação como essa, na maioria das vezes, não tem uma visão clara de como tudo começou ou em que etapa do processo está.

À medida que o processo terapêutico avança, os dos pontos-chave do tratamento é a possibilidade de reconhecer a si mesmo, enfrentando os seus próprios problemas, de forma a sair da fase em questão. Trata-se de focar em um ponto futuro, entendendo aquilo que ocorre no presente. Ou seja, dizer que é “só uma fase” não resolve nada, pois ninguém sabe quanto tempo essa fase vai durar. Sem o devido acompanhamento, ela pode durar a vida inteira.

5. “Por que você não sai dessa cama e vai se distrair?”

Se fosse tão simples assim, ninguém teria quadros depressivos. As pessoas que não abrem as janelas ou não gostam de sair de casa chegam nessa circunstância porque não sentem mais prazer em nada. Com isso, o organismo se sente menos disposto e a tendência é que as coisas piorem até que se busque ajuda.

Ao invés disso, prefira uma abordagem mais proativa. Diga que vai abrir as janelas para deixar o sol entrar, mas não coloque a pessoa depressiva em uma posição de “culpa” por não ter conseguido fazer isso sozinha. Lembre-se: o incentivo às coisas boas sempre é bem-vindo, mas meça sua palavras e evite apontar os problemas que a outra pessoa tem.

Fonte(s): Minha Vida, Clínica da Mente, UOL e M de Mulher

Tags: Saúde, cuidado do corpo, medprev, hospital, clínicas, agendamento, depressão

Voltar para   BLOG MEDPREV

posts relacionados
Vacina faz bem ou mal à saúde? 7 mitos e verdades sobre vacinação
Leia mais...