BLOG MEDPREV

O que fazer em caso de tontura? Confira as possíveis causas

Procurar um lugar mais ventilado, tomar água e permanecer sentado são algumas dicas. Saiba o que fazer em caso de tontura.

Quem nunca se sentiu meio zonzo, sem equilíbrio e sem saber exatamente por quê? Esse é um sintoma muito genérico e que pode ter diversas origens. Por isso, hoje vamos falar sobre as principais causas desse problema e o que fazer em caso de tontura.

Em geral, essa sensação é passageira e está relacionada a condições pouco graves, como ficar muito tempo sem se alimentar. Porém, quando a tontura persiste por vários dias, ela pode até mesmo indicar problemas relacionados ao coração.

O que fazer em caso de tontura

Ao ter a sensação de tontura, vertigem ou perda de equilíbrio, você pode experimentar algumas das medidas a seguir para se sentir melhor:

1. Tomar um ar

Se você está em um local abafado, a tontura pode ser decorrente do calor excessivo, que leva à dilatação dos vasos sanguíneos e causa uma queda da pressão arterial.

Por isso, uma das dicas para aliviar esse desconforto é buscar um local mais aberto ou ao menos uma corrente de ar fresco.

2. Beber água

Tomar água em grandes quantidades aumenta o volume dos líquidos circulantes na corrente sanguínea, o que também eleva a pressão arterial e ajuda a combater a tontura. Para isso, é necessário beber um copo grande de uma vez e seguir se hidratando nos próximos minutos.

Contudo, se a tontura for acompanhada por náuseas ou enjoos, essa dica não é indicada, pois beber muita água pode acabar provocando vômitos.

3. Ficar sentado

Ao sentir tontura, você perde o equilíbrio, pode cair e acabar se machucando gravemente. Por isso, o melhor é permanecer sentado até que esse sintoma passe.

Na hora de se levantar, lembre-se de fazer isso vagarosamente para evitar sofrer uma queda brusca de pressão e vertigem, o que pode fazer você cair.

4. Deitar e deixar as pernas mais elevadas

Se você ficar sentado e a tontura não passar, experimente se deitar e manter as pernas mais elevadas com o auxílio de almofadas ou outros objetos.

Com isso, o sangue ganha uma “mãozinha” para retornar dos membros inferiores e seguir seu caminho até o cérebro, levando mais oxigênio para essa região e aliviando a tontura.

5. Comer alguma coisa salgada

O sódio é um mineral que promove a retenção de líquidos no organismo, o que em consequência aumenta o volume circulante nos vasos sanguíneos e provoca uma elevação na pressão arterial, combatendo a tontura.

6. Comer um doce

Quando a tontura é causa pela queda das taxas de glicose no sangue (hipoglicemia), que acontece quando ficamos muito tempo sem comer, a ingestão de um doce pode ajudar a aliviar esse sintoma.

Para isso, vale apostar em carboidratos de absorção rápida, como um pedaço de chocolate, uma fatia de bolo, balas ou frutas com mel.

Causas da tontura

A tontura pode ser um sintoma isolado ou pode aparecer em conjunto com outros desconfortos, como náuseas, dor de cabeça e fraqueza no corpo. Conheça as principais causas desse problema:

1. Redução no nível de glicose

Ficar longos períodos sem se alimentar ou adotar dietas como o jejum intermitente pode levar à hipoglicemia, que é a queda das taxas de glicose no sangue.

Como a glicose é a principal fonte de energia para o cérebro, sua falta prejudica a transmissão dos impulsos nervosos, e uma das consequências disso é a tontura.

2. Queda de pressão

Em casos de hipotensão, o sangue não é bombeado de forma suficiente para o cérebro, o que faz causa sensação de desmaio ou escurecimento das vistas.

Esse tipo de tontura pode acontecer quando a pessoa se levanta de forma muito rápida, em consequência do uso de medicamentos que diminuem a pressão arterial, durante a gravidez (devido à pressão exercida pelo útero sobre os vasos sanguíneos) ou por problemas cardíacos, incluindo arritmias e insuficiência cardíaca.

3. Crise de ansiedade

Períodos de grande estresse ou uma crise de ansiedade podem dar início à síndrome do pânico, que, entre outros sintomas, inclui alterações na respiração.

Em consequência, a menor oxigenação do cérebro pode causar tonturas, que costumam ser acompanhadas por desconfortos como falta de ar, formigamento de mãos, pés e face e tremores.

4. Perda do equilíbrio

A sensação de estar cambaleante também é acompanhada pela tontura. Nesse caso, o motivo do desequilíbrio pode estar relacionado a diversos fatores, por exemplo:

  • Impactos na cabeça: podem prejudicar a região do cérebro que controla o equilíbrio de forma temporária ou permanente;

  • Problemas de visão: miopia, hipermetropia, catarata ou glaucoma;

  • Álcool, drogas ou medicamentos: o consumo de determinadas substâncias pode alterar o equilíbrio;

  • Doenças e problemas neurológicos: essas são condições mais sérias, como mal de Parkinson, mal de Alzheimer, AVC ou tumor cerebral.

Quando a tontura é passageira, o mais provável é que ela seja resultado de uma queda de pressão ou dos níveis de glicose. Porém, quando ela persiste por muito tempo e esses episódios se repetem, é necessário buscar auxílio médico.

Com o MEDPREV, você pode agendar consultas com o clínico geral, o oftalmologista, o endocrinologista ou o neurologista. Mesmo sabendo o que fazer em caso de tontura, é importante descobrir a causa do problema e buscar o tratamento adequado.

Fonte(s): Tua Saúde e Minha Vida

posts relacionados
7 hábitos saudáveis que melhoram a qualidade de vida e saúde masculina
Leia mais...