BLOG MEDPREV

11 mitos e verdades sobre gravidez

Limão é bom para enjoo? Grávida não pode dormir do lado direito? Bebê cabeludo dá azia? Fique muito bem informada com estes mitos e verdades sobre gravidez.

Entre tantos conselhos que as gestantes ouvem diariamente, é normal se sentir perdida e não saber direito no que acreditar. Para que isso não se torne fonte de angústia, é importante conhecer os principais mitos e verdades sobre gravidez.

Antes de acreditar nos palpites de qualquer pessoa, é essencial pesquisar sobre a veracidade da informação. Confira a lista que nós preparamos e fique muito mais segura:

1. Se for menino, a barriga é pontuda. Se for menina, a barriga é redonda

Mito. O formato da barriga de uma gestante depende do tamanho e da posição do bebê, da quantidade de líquido amniótico, da silhueta que a mulher tinha antes de engravidar e das características dos ossos da bacia.

2. Ter muita azia é sinal de que o bebê vai nascer cabeludo

Mito. A azia não tem nada a ver com a quantidade de cabelo de um recém-nascido. O mal-estar no estômago acontece porque o útero faz uma pressão sobre esse órgão, causando um refluxo, e também pelo aumento da progesterona, que estimula a produção do ácido. Só quem pode dizer se o bebê vai nascer com muito ou pouco cabelo é a genética.

3. Ficar muito tempo sem comer piora os enjoos

Verdade. O estômago aumenta sua produção de ácido quando está vazio, o que causa ainda mais enjoos e azia.

Além disso, o jejum prolongado pode dar origem a uma crise de hipoglicemia (queda no nível de glicose no sangue), o que causa tonturas e calafrios, faz a gestante suar excessivamente e pode até prejudicar o bebê. Crises constantes de hipoglicemia podem favorecer o desenvolvimento de diabetes gestacional.

4. Chupar limão faz os enjoos diminuírem

Verdade. As alterações hormonais desse período podem deixar as papilas gustativas mais sensíveis, e isso faz com que a gestante passe a ter aversão por vários alimentos, mesmo aqueles que eram seus preferidos antes da gravidez.

Ao chupar limão ou tomar um suco feito apenas com a fruta e água, ocorre um aumento da secreção salivar, o que ajuda a combater as náuseas.

5. Comer chocolate antes do ultrassom ajuda a revelar o sexo do bebê

Mito, mas com uma parcela de verdade. A visualização do sexo do bebê é mais fácil a partir da 20ª semana de gestação, pois os genitais já vão estar formados. Porém, se o bebê estiver em uma posição que esconda esses órgãos, a tarefa pode ser impossível.

E é aí que vem o truque: se a gestante tiver comido qualquer alimento doce antes da ultrassonografia, a glicose que passa para o útero pode estimular a movimentação do bebê, de forma a revelar o sexo. Porém, isso pode acontecer com qualquer alimento rico em açúcar, não apenas o chocolate.

6. A gestante deve comer por dois para que o bebê cresça saudável

Mito. Até pode ser necessário que a gestante aumente um pouco a sua ingestão de alimentos, principalmente se ela seguia uma dieta restritiva antes da gravidez, mas não se trata de dobrar a quantidade de comida.

Inclusive, aumentar excessivamente o consumo de alimentos pode fazer com que a gestante ganhe mais peso do que o recomendado, o que traz uma série de riscos para ela e o bebê.

7. Pintar o cabelo pode ser perigoso durante a gestação

Por questões de segurança, verdade. Muitas tintas para cabelo contêm componentes tóxicos como metais pesados, amônia e formol, que são absorvidos pelo couro cabeludo e podem passar para o bebê.

Até existem tintas livres de substâncias prejudiciais ao feto, porém, como nem sempre é possível ter certeza sobre a composição, é melhor evitar esse procedimento e qualquer outro que envolva o uso de produtos químicos.

8. É melhor a gestante dormir sobre o lado esquerdo do corpo

Verdade. Quando a gestante se deita em cima do lado direito, pode haver uma compressão na veia cava, causando mal-estar e elevação da pressão arterial. Como isso não acontece ao se deitar dobre o lado esquerdo, essa é a melhor opção durante a gravidez.

9. O desejo sexual aumenta durante a gestação

Depende. As alterações hormonais que acontecem durante a gestação realmente podem aumentar muito a libido.

Porém, o desejo sexual também está muito relacionado ao estado emocional da mulher, variando conforme ela se sente em relação às mudanças no corpo, à segurança do bebê e ao próprio parceiro.

10. O bebê sente quanto a gestante tem uma relação sexual

Mito. Esse é um item da lista de mitos e verdades sobre gravidez que mais incomodam os casais, mas eles não precisam se preocupar tanto com isso.

Em primeiro lugar, o bebê está dentro do útero, e é somente no canal vaginal que acontece a penetração, sem a menor chance de atingir o feto. Além disso, o bebê está protegido pela bolsa de líquido amniótico, que absorve os eventuais impactos de uma relação sexual.

O bebê pode até se mexer durante a relação em função da movimentação da gestante ou de uma descarga hormonal, mas ele não vai sentir dor ou incômodo. Só é necessário interromper as relações caso haja risco de parto prematuro, abortamento ou outras complicações.

11. Depois de uma cesárea, não é possível fazer parto normal

Quase sempre é mito. Ter feito um parto cesariana anteriormente não impede que o próximo filho nasça por parto normal, pois o útero se recupera depois de uma gestação. Em alguns casos raros, porém, a cicatriz do útero depois de uma cesárea pode se romper com as contrações de um parto vaginal, inviabilizando esse procedimento.

Fonte(s): Trocando Fraldas, Pais e Filhos, Drauzio Varella, Abril, Gestação Bebê e Abril

Sempre siga as orientações do seu obstetra

A gravidez é um período que encanta as pessoas ao redor da gestante, e isso acaba atraindo todo tipo de conselho. Na dúvida sobre em quem acreditar, a melhor opção é sempre seguir as orientações do seu obstetra.

Cada gestação é única, por isso os mitos e verdades sobre gravidez que funcionaram para outra mulher podem não ser os mesmos para você.

Antes de acreditar nos palpites de qualquer pessoa, é essencial pesquisar sobre a veracidade da informação

Tags: Saúde, cuidado do corpo, medprev, hospital, clínicas, agendamento, gravidez

Voltar para   BLOG MEDPREV

posts relacionados
7 hábitos saudáveis que melhoram a qualidade de vida e saúde masculina
Leia mais...