BLOG MEDPREV

7 hábitos saudáveis que melhoram a qualidade de vida e saúde masculina

Adotar estes hábitos saudáveis para a saúde masculina é a melhor forma de garantir a seu bem-estar e sua qualidade de vida por muito mais tempo.

Os homens têm fama de ser mais displicentes quando o assunto é o autocuidado, e essa não é nenhuma mentira – tanto que eles vivem em média 7,2 anos a menos do que as mulheres. Porém, é possível mudar esse quadro ao colocar em prática alguns hábitos saudáveis para a saúde masculina. Conheça os principais:

1. Tome pelo menos 2,5 litros de água por dia

Setenta por cento do nosso corpo é composto por água, mas estamos constantemente perdendo esse líquido por meio da urina e do suor. Por isso, é fundamental fazer a reposição hídrica para manter o bom funcionamento do organismo – inclusive de processos como o ganho de massa e o equilíbrio hormonal.

Costuma-se dizer que devemos tomar 2 litros de água por dia; contudo, a quantidade ideal varia conforme o peso de cada pessoa: são 35 ml para cada quilo. Dessa forma, um homem de 70 kg precisa de pelo menos 2,45 litros de água (70 x 35 = 2.450) diariamente.

Se você mora em uma região de muito calor, pratica exercícios físicos ou tem tendência a transpirar muito, a ingestão de líquidos deve ser ainda maior para suprir a necessidade do corpo.

2. Tenha uma alimentação saudável

O metabolismo masculino é mais acelerado do que o feminino, o que significa que eles podem consumir mais calorias do que elas, pois o gasto energético é maior. Porém, isso não quer dizer que os homens não precisam seguir uma alimentação equilibrada.

Além de favorecerem o ganho de peso, o consumo excessivo de alimentos ricos em gordura, sal e açúcar aumentam a tendência ao desenvolvimento de problemas como colesterol alto, hipertensão e diabetes.

Por isso, é essencial seguir uma dieta saudável, rica em frutas, verduras, legumes, cereais integrais e proteínas magras. Uma boa dica é buscar a orientação de um nutricionista, que está disponível pelo MEDPREV, para fazer sua reeducação alimentar.

3. Consuma os nutrientes que favorecem a saúde masculina

Além de evitar os alimentos que prejudicam o organismo, uma dieta saudável deve incluir nutrientes específicos para proteger o homem dos problemas mais comuns.

Um bom exemplo são as doenças cardiovasculares, pois 60% das vítimas fatais de infarto e AVC são do sexo masculino. Para preveni-las, é importante consumir nutrientes como:

  • Ômega-3: encontrado no salmão, atum, sardinha, azeite de oliva e linhaça;
  • Vitamina B12: encontrada em carnes, feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico;
  • Beta-glucanas (fibras): encontradas no farelo de aveia.

Já em relação à saúde sexual, é importante ter uma alimentação rica em nutrientes para proteger o organismo contra o câncer de próstata e para manter a qualidade e a quantidade dos espermatozoides, preservando a fertilidade. Veja onde encontrar essas substâncias:

  • Cromo: brócolis, nozes, cogumelos e peito de peru;
  • Vitamina C: frutas cítricas (acerola, goiaba, kiwi, laranja, limão, maracujá e tangerina);
  • Betacaroteno: cenoura, pimentão vermelho, batata-doce e manga;
  • Licopeno: tomate, pimentas e frutas vermelhas.

No caso da saúde do cérebro e do sistema nervoso, o consumo dos nutrientes corretos contribui para a regulação do humor, a manutenção da memória, a capacidade de concentração e o combate a doenças como depressão, transtornos de ansiedade e demência. Saiba onde encontrá-los:

  • Ferro: bife de fígado, frutos do mar e vegetais crucíferos (brócolis, couve-manteiga);
  • Selênio: castanha-do-pará, fígado e rim;
  • Triptofano: ovos, queijo, abacate e chocolate amargo;
  • Vitaminas do complexo B: arroz integral, feijão, carnes e castanhas.

4. Pratique exercícios físicos

Junto com a alimentação equilibrada, a rotina de atividades físicas forma o principal pilar para a manutenção de um peso saudável, evitando doenças como obesidade, diabetes, hipertensão e síndrome metabólica.

Além disso, os exercícios fortalecem músculos e ossos, melhoram o condicionamento físico, aumentam a capacidade respiratória, previnem doenças cardiovasculares, preservam a saúde sexual e ajudam a elevar a autoestima.

Para isso, não é necessário recorrer somente ao treino na academia: além da musculação, você pode praticar esportes coletivos, corrida, caminhada, bicicleta, natação ou outra atividade física da sua preferência.

5. Evite o álcool e o cigarro

O consumo de qualquer quantidade de álcool, mesmo que moderadamente, aumenta o risco de desenvolvimento de diversos tipos de câncer, inclusive o de próstata. Por isso, recomenda-se evitar as bebidas ao máximo, reservando-as para ocasiões especiais.

O cigarro, por sua vez, causa 90% dos casos de câncer de pulmão, além de ser responsável por 30% de todos os tipos de tumores malignos, incluindo câncer de boca, garganta, esôfago, estômago, fígado, bexiga e rim.

Além disso, o hábito de fumar aumenta o risco de bronquite crônica, enfisema pulmonar, infarto e derrame, causando grande parte das mortes em função dessas doenças.

6. Durma bem e o suficiente

O sono não apenas é necessário para a reposição das energias, mas também por uma série de fatores relacionados à saúde física, mental e emocional, por exemplo:

  • Combate à obesidade e ao sobrepeso;
  • Fixação da memória e dos novos conhecimentos;
  • Prevenção da hipertensão (pressão alta);
  • Melhora do desempenho físico e da resposta muscular ao esforço;
  • Prevenção da depressão, da ansiedade e do estresse;
  • Manutenção da saúde cardiovascular;
  • Controle e prevenção da diabetes;
  • Aumento da capacidade de concentração e da produtividade.

Para usufruir desses benefícios, é necessário dormir de 7 a 9 horas por dia e ter um sono de qualidade, ou seja, sem interrupções frequentes, para que você possa restabelecer corpo e mente durante a noite.

7. Consulte o médico regularmente

Muitos homens tendem a adiar consultas médicas o máximo possível, buscando ajuda profissional apenas quando sentem dores intensas ou outro sintoma grave – tanto que 70% dos pacientes masculinos comparecem a um consultório por insistência da esposa ou dos filhos.

Em função disso, mais da metade desses pacientes recebe o diagnóstico de doenças em estágios mais avançados, o que torna o tratamento mais difícil e reduz as chances de cura. Dessa forma, é preciso combater a imagem de que procurar atendimento médico é um sinal de fraqueza e de que os homens precisam ser “super-heróis” o tempo todo.

Pelo menos uma vez por ano, é preciso visitar o clínico geral para aferir a pressão e realizar exames como hemograma, perfil lipídico (colesterol) e glicemia (taxa de açúcar no sangue). Além disso, a partir dos 50 anos, é importante consultar o urologista e iniciar os exames de detecção do câncer de próstata.

Esses dois profissionais estão disponíveis pelo MEDPREV e podem indicar outros hábitos saudáveis para a saúde masculina de acordo com as suas condições individuais. Cuide de você mesmo. Você merece!

Fonte(s): GQCâncer.orgMinistério da Saúde [1] e [2]

posts relacionados
O que perguntar na primeira consulta ao ginecologista
Leia mais...