Blog

Doenças

Gastroenterite: o que é, sintomas, tratamento e como prevenir

Ingestão de alimentos contaminados ou beber água não potável. Essas são as duas principais causas que podem desencadear casos de gastroenterite, inflamação que afeta o estômago e o intestino delgado […]

Gastroenterite

Ingestão de alimentos contaminados ou beber água não potável. Essas são as duas principais causas que podem desencadear casos de gastroenterite, inflamação que afeta o estômago e o intestino delgado e é popularmente conhecida como “gripe intestinal”.

Pelas suas características, trata-se de uma doença comum na infância, podendo ocorrer várias vezes ao ano. Regiões com condições de saneamento básico inadequadas ou a falta de higiene são fatores que podem potencializar o desenvolvimento da doença, levando a casos mais frequentes ou graves se não forem tratados a tempo.

O que é gastroenterite?

Quando ingerimos água ou alimentos contaminados por bactérias, vírus ou fungos existe a chance de que eles se desenvolvam no estômago e no intestino delgado. Bactérias como Salmonella, Shigella, Campylobacter e E. coli ou vírus como Rotavírus, Norvovirus ou Adenovírus são os mais frequentes.

Além disso, o contato com pessoas contaminadas e que não lavaram as mãos depois de evacuar ou, ainda, o contato com répteis, como tartarugas, iguanas e lagartos, seguido de falta de higiene das mãos e contato com a boca pode fazer com que esses vírus e bactérias sejam ingeridos.

Entre os principais sintomas estão diarreia aquosa, náusea, vômito, cólicas abdominais, febre, dores musculares e cefaleia. Além disso, quadros de vômito e diarreia por períodos prolongados podem resultar em muita perda de líquido, levando à desidratação, especialmente em crianças.

Prevenção: como evitar a gastroenterite

As condições inadequadas de higiene, a falta de saneamento básico e a ingestão de água ou alimentos contaminados estão entre as principais causas que contribuem para o desenvolvimento de vírus e bactérias que levam à gastroenterite. Assim, as principais medidas de prevenção incluem ações que combatam essas possibilidades.

  • Lave bem as mãos e os alimentos: antes das refeições ou logo após usar o banheiro, lave as mãos com água e sabão. Frutas e vegetais também devem ser lavados e higienizados antes do consumo.
  • Atenção à alimentação: evite consumir alimentos que ficaram expostos ao ar livre ou fazer refeições em locais sem as condições adequadas de higiene. Evite também o consumo de alimentos crus, especialmente ovos, frango e moluscos.
  • Não consuma produtos fora do prazo de validade: molhos, maioneses e outros alimentos perecíveis devem ser consumidos depois de abertos somente se tiverem sido refrigerados de forma adequada. Fora do prazo de validade, não consuma.
  • Inclua alimentos probióticos na dieta: alguns micro-organismos são benéficos para o organismo, como é o caso dos Lactobacillus e dos Bifidobacterum. Eles podem ser encontrados em alimentos fermentados como gengibre em conserva, pepino em conserva, beterraba fermentada ou chucrute.

Tratamento: como se recuperar de uma gastroenterite

O primeiro passo é obter um diagnóstico preciso sobre a doença. Assim, ao perceber alguns dos sintomas que mencionamos acima, agende uma consulta imediatamente pela Medprev com um gastroenterologista. Após a consulta serão requisitados exames laboratoriais que podem ou não comprovar que se trata de um caso de gastroenterite.

Quando a gastroenterite é causada por vírus, a tendência é que ela se dissipe sozinha em alguns dias. Nesse caso, o tratamento é focado no alívio dos sintomas e na reposição de líquidos. Porém, quando a origem é uma bactéria, pode ser necessário recorrer a antibióticos ou medicamentos específicos. Casos mais graves podem requerer internamento para reposição de líquidos.

Em geral, esse é um quadro que tende a desaparecer após alguns dias do início do tratamento. Contudo, em hipótese alguma deve se recorrer a automedicação. Em alguns casos, se o antibiótico correto não for administrado, o resultado pode ser uma piora no quadro, tendo como consequência o agravamento dos sintomas.

…..

Não deixe os sintomas se agravarem antes de procurar ajuda. Ao perceber diarreia aquosa, náusea e vômito, procure imediatamente um médico, seja ele um clínico geral ou um especialista em gastroenterologia. Agende sua consulta pelo Medprev e inicie o tratamento o quanto antes.

Dicas de saúde, novidades e soluções no seu e-mail, cadastre-se já!

Fique tranquilo, não enviamos spam para nossos pacientes.