BLOG MEDPREV

Como cuidar bem da pele no verão: 9 dicas indispensáveis

Aplicar o protetor corretamente, tomar uma ducha assim que sair do mar ou da piscina e saber como se prevenir contra as micoses estão entre as dicas de como

Refrescar o calor e aproveitar os dias de sol na praia ou na piscina é uma das melhores coisas da estação mais quente do ano. Porém, para manter a saúde em dia, é preciso seguir algumas dicas de como cuidar bem da pele no verão. Confira:

1. Evite se expor ao sol nos horários de pico

A radiação solar pode causar prejuízos à pele em qualquer momento do dia, mas os riscos são maiores nos horários de pico, quando a radiação é mais intensa.

Por isso, mesmo que você esteja usando protetor, chapéu e outros acessórios, é recomendável evitar a exposição entre as 10 e as 16 horas ou pelo menos reduzir o tempo de permanência sob os raios. A sombra será sua melhor amiga nesse intervalo.

2. Escolha um protetor solar com FPS adequado para a sua pele

O FPS (fator de proteção solar) indica quantas vezes mais tempo você estará protegido contra o sol ao utilizar esse produto. Por exemplo: se você começa a ficar vermelho com 10 minutos de exposição solar, um protetor com FPS 20 aumentará esse tempo para 200 minutos (10 x 20).

Em geral, a escolha do fator FPS varia conforme o tom de pele de cada pessoa:

  • Pele negra: FPS 15 a 20;
  • Pele moreno-escura: FPS 20 a 30;
  • Pele moreno-clara: FPS 30 a 50;
  • Pele branca: FPS 50 a 60;
  • Pele muito clara ou pessoas que já tiveram câncer de pele: FPS acima de 60.

3. Observe se o protetor solar é apropriado para o seu tipo de pele

Outro fator a ser considerado na hora de escolher um protetor solar é se ele é recomendado para o seu tipo de pele. Existem produtos indicados para peles sensíveis ou com tendência a alergia, pele seca, pele normal, pele mista e pele oleosa.

Em geral, pessoas com a pele seca se adaptam melhor a protetores de consistência mais cremosa, enquanto pessoas com a pele oleosa encontram mais benefícios em protetores em forma de gel e que contenham ingredientes antibrilho.

4. Saiba quando aplicar o protetor solar

O protetor deve ser utilizado todos os dias, mesmo quando está frio ou chovendo, pois cerca de 85% da radiação UVA, que causa o envelhecimento cutâneo e o câncer de pele, atravessa nuvens e janelas.

Dessa forma, mesmo quando ficamos em ambientes fechados, recomenda-se aplicar o protetor pela manhã, de 20 a 30 minutos antes de sair de casa, e reaplicar antes de ir almoçar e no meio da tarde.

Já nos dias de praia, piscina ou outras atividades ao ar livre, é preciso ter ainda mais cuidado, pois a radiação UVB (que causa vermelhidão e queimaduras) é mais intensa nos horários de pico.

Por isso, a dica é aplicar o protetor solar cerca de 15 minutos antes de colocar as roupas de banho para que ele seja absorvido pela pele. Durante a exposição, reaplique o filtro pelo menos a cada duas horas e depois de mergulhar ou transpirar em excesso ou de se secar com uma toalha.

5. Reforce a proteção com barreiras físicas

O uso de acessórios como chapéus, bonés e óculos escuros de boa qualidade, principalmente durante o horário radiação mais intensa, é fundamental para proteger a pele dos efeitos nocivos do sol.

Na praia ou na piscina, o uso de barracas de lona ou algodão também é importante. Porém, lembre-se de que esses materiais permitem a passagem de até 50% dos raios ultravioleta, de modo que o protetor solar continua sendo indispensável.

Além disso, recomenda-se o uso de roupas de mangas longas feitas de algodão ou de tecido com proteção solar, especialmente no caso das crianças ou de atividades prolongadas ao ar livre.

6. Remova o cloro e o sal do corpo o mais rápido possível

Logo depois de sair da piscina ou do mar, procure tomar uma ducha rápida se houver chuveirinhos disponíveis, removendo o excesso de cloro ou sal do corpo, pois essas substâncias tendem a ressecar a pele.

Mesmo com esse cuidado, ainda assim é importante tomar um banho completo assim que possível e trocar o traje de praia ou piscina por roupas secas. Utilize um sabonete neutro e deixe a água em temperatura morna para não agredir a pele.

7. Utilize loções hidratantes diariamente

As temperaturas elevadas, o cloro da piscina e a água do mar são agentes que desidratam a pele, deixando-a mais propensa ao ressecamento. Por isso, é importante aplicar uma loção hidratante todos os dias, de modo a reforçar a barreira de proteção cutânea. Você pode aproveitar o momento após o banho para isso.

Essa dica vale mesmo para peles oleosas, pois elas também podem ficar ressecadas (que é diferente de ter pele seca). Nesse caso, opte por produtos de textura leve e livres de óleo em sua composição.

8. Beba cerca de 2,5 litros de água por dia

A saúde da pele também depende da hidratação que vem de dentro para fora. Dessa forma, com o aumento da transpiração causado pelas altas temperaturas, é preciso reforçar o consumo de líquidos e ingerir cerca de 2,5 litros por dia.

A água continua sendo a melhor opção, mas você pode complementar seu consumo com água de coco, chás e sucos, sempre em suas versões naturais.

9. Previna-se contra as micoses

As micoses são infecções causadas por fungos, microrganismos que se multiplicam na presença de calor e umidade. Justamente por isso, essa doença de pele é mais comum no verão, especialmente em regiões do corpo como as unhas, o espaço entre os dedos dos pés, as axilas e as virilhas. Para evitá-las, você deve adotar alguns cuidados como:

  • Utilizar chinelos ao redor da piscina e ao frequentar vestiários, chuveiros, lava-pés e saunas de uso coletivo;
  • Trocar as roupas molhadas por peças secas o mais breve possível;
  • Secar-se muito bem após do banho, principalmente nas dobras cutâneas, utilizando o secador de cabelo se necessário;
  • Evitar usar calçados fechados por muito tempo;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como toalhas, pentes, escovas, chapéus, meias e calçados.

Caso você note o surgimento de manchas ou feridas na pele que demoram a desaparecer, não deixe de agendar uma consulta com o dermatologista, que está disponível pelo MEDPREV.

Além de ser o médico mais habilitado a fazer o diagnóstico e propor um tratamento, ele pode oferecer mais dicas sobre como cuidar bem da pele no verão levando em consideração as condições específicas da sua pele. Assim, você aproveita a estação com muito mais saúde.

Fonte(s): SBD, O Globo, Tua Saude 

posts relacionados
Casos de meningite aumentam durante o inverno: saiba como se prevenir
Leia mais...
Dia do Cardiologista: 7 dicas para manter o coração saudável
Leia mais...