BLOG MEDPREV

Alimentação leve e saudável no verão: veja quais são os benefícios para a sua saúde

Seguir uma alimentação saudável no verão é importante para evitar a sensação de moleza, a queda de pressão e o inchaço, entre outros benefícios.

Você já deve ter sentido que seu corpo “pede” determinados tipos de prato no verão, não é mesmo? Pois saiba que isso tem explicação, já que a alimentação no calor exerce uma grande influência nos níveis de energia e bem-estar.

A preferência por alimentos mais leves nos dias mais quentes é consequência das mudanças bioquímicas e metabólicas causadas pelo aumento da temperatura, no sentido contrário do que acontece no inverno, quando os pratos mais encorpados parecem mais apetitosos.

Conheça os benefícios de seguir uma alimentação saudável no verão:

O organismo precisa de menos calorias no verão

Não é à toa que sentimos mais fome no inverno: com o frio, o corpo gasta mais calorias para manter sua temperatura entre 36 e 37 graus. No verão, porém, não perdemos tanto calor para o ambiente, e isso faz com que o gasto calórico diminua.

Dessa forma, precisamos ingerir menos calorias nessa época do ano, o que significa não apenas limitar o tamanho das porções, mas também dar preferência a alimentos mais leves e com valor energético reduzido.

Por isso, é importante priorizar alimentos como frutas, legumes, verduras, grãos integrais e carnes magras, que fornecem os nutrientes necessários sem exagerar nas calorias.

A preferência por alimentos leves ajuda a evitar a sonolência

Logo depois que você se alimenta, seu organismo inicia o processo de digestão, e isso faz com que órgãos como fígado, estômago e intestino precisem de mais sangue para dar conta da demanda.

Quando consumimos alimentos muito calóricos ou gordurosos ou quando exageramos nas quantidades, é necessário enviar mais sangue para o sistema digestivo. Com isso, o volume de sangue disponível para o cérebro diminui, causando sonolência e moleza – efeitos que são ainda mais intensos no calor.

Assim, ao dar preferência a uma alimentação saudável no verão, evitando o consumo excessivo de gorduras e carboidratos simples, é mais fácil se manter alerta e bem-disposto depois das refeições.

Os cuidados com a alimentação no calor previnem o suor excessivo

A transpiração é um mecanismo natural que serve para o organismo controlar a sua temperatura interna. Em função disso, a transpiração aumenta no verão, pois a evaporação do suor na pele permite o resfriamento do corpo.

Mas você já reparou que às vezes a transpiração também aumenta logo depois de comer? Isso acontece principalmente quando consumimos alimentos muito quentes, que também elevam a temperatura interna.

Além disso, o chamado nervo vago, que sai do crânio e vai até o abdômen, passando pelos órgãos digestivos, é estimulado pelo calor dos alimentos, o que faz com que a produção do suor aumente ainda mais.

Para evitar esse efeito, a alimentação no calor deve ser rica em produtos como verduras, frutas, legumes, carnes sem molho e sopas frias (gaspacho). 

A hidratação ajuda a combater a moleza típica do verão

Nos dias mais quentes, muitas pessoas sofrem com a queda da pressão arterial. Isso acontece porque o calor causa a dilatação das artérias, e isso dificulta que o sangue chegue a todos os órgãos, incluindo o cérebro e os músculos. Em consequência, surgem sintomas como tontura, dor de cabeça, fadiga, falta de concentração e até mesmo desmaios.

Outro fator que agrava ainda mais esses sintomas é a desidratação: com o aumento da produção de suor, o corpo perde muitos líquidos, o que pode diminuir o volume de sangue circulante e causar os mesmos efeitos da pressão baixa.

Nesse caso, a famosa dica de consumir um pouco de sal não adianta muita coisa, pois seu efeito é muito demorado. Em vez disso, a melhor forma de combater a moleza típica do verão é aumentando a ingestão de líquidos e de alimentos hidratantes.

Por isso, vale a pena tomar pelo menos 2,5 litros de água por dia e complementar a hidratação com água de coco, chás e sucos naturais. Além disso, alimentos como frutas e legumes são ricos em água e contribuem para manter o nível adequado de fluidos do organismo.

É importante lembrar que o álcool desidrata o organismo, pois ele aumenta ainda mais a eliminação dos líquidos pelos rins.

A alimentação equilibrada previne e combate o inchaço

As consequências do calor sobre os vasos também atingem as veias, dificultando o retorno do sangue a partir dos membros em direção ao coração. Esse efeito é observado principalmente nas pernas, nos tornozelos e nos pés, que costumam ficar inchados e com a sensação de peso no verão.

Esse inchaço, também conhecido como edema, é acentuado quando há um excesso no consumo de alimentos ricos em açúcar e sal, que causam retenção de líquido. Em contrapartida, ter uma alimentação saudável no verão ajuda a reduzir esse efeito.

Além disso, pode parecer contraditório, mas é preciso reforçar a hidratação para que os rins consigam eliminar os líquidos excedentes, assim como as toxinas e substâncias que favorecem a retenção e o inchaço.

Ao dar preferência a itens como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, peixes e outras fontes de proteínas magras, você ajuda seu corpo a prevenir os principais incômodos do verão. Incorpore essas dicas de alimentação no calor e aproveite todos os benefícios.

Fonte(s): G1Dr. Drauzio VarellaTua Saúde e Veja.

posts relacionados
Quando a febre se torna perigosa para o organismo?
Leia mais...