ELETROENCEFALOGRAMA

ELETROENCEFALOGRAMA

O que é o exame de eletroencefalograma?

Eletroencefalograma é um exame não invasivo que utiliza eletrodos fixados ao couro cabeludo para monitorar a atividade elétrica espontânea do cérebro. 

Também conhecido como EEG, este exame registra as diferenças de tensão dentro dos neurônios em forma de gráfico, permitindo ao médico identificar possíveis alterações.

Para que serve o eletroencefalograma?

O eletroencefalograma serve para identificar anormalidades na atividade elétrica cerebral, permitindo a detecção de anormalidades e o diagnóstico de doenças, por exemplo:

  • Epilepsia;
  • Doenças degenerativas;
  • Demências;
  • Perda de consciência;
  • Enxaqueca e cefaleia;
  • Edema cerebral;
  • Distúrbios do sono, como a apneia;
  • Abuso de álcool e outras drogas;
  • Infecções e inflamações no cérebro;
  • Tumor cerebral;
  • Doenças psiquiátricas.

Além disso, o EEG é utilizado para avaliar o prognóstico de pacientes em coma e para atestar a morte cerebral.

Como é feito o exame de eletroencefalograma?

O EGG é feito com a fixação de eletrodos no couro cabeludo, que são colocados com auxílio de uma pasta condutora de eletricidade. Por isso, recomenda-se estar com os cabelos limpos e secos. 

Pode ser necessário realizar o exame com o paciente acordado (em vigília) ou dormindo (em sono) para avaliar suspeitas e alterações específicas.

Eletroencefalograma em vigília (EEG de rotina)

O eletroencefalograma de rotina dura cerca de 20 a 40 minutos. Ele começa com o paciente acordado (em vigília) e deitado em uma maca. Em seguida, ele receberá instruções para respirar rapidamente por alguns minutos (hiperpneia) e, depois, será submetido à exposição de flashes de luz com frequências variadas. 

Essas técnicas servem para aumentar a capacidade diagnóstica do exame e permitir a detecção de alterações que surgem apenas nessas situações.

Se possível, o eletroencefalograma de rotina deve ser feito com o paciente acordado, sonolento e/ou dormindo. Em função disso, orienta-se o paciente a dormir de 2 a 4 horas a menos do que o normal na noite anterior ao exame, de forma a pegar no sono durante o procedimento. Dependendo do caso, podem ser utilizados sedativos leves para induzir o sono, principalmente em crianças.

Eletroencefalograma em sono

Quando há suspeita de distúrbios do sono, o médico pode solicitar o eletroencefalograma do sono, que é realizado com a pessoa dormindo por várias horas. 

Para isso, o paciente deve passar a noite no hospital ou na clínica, permitindo um registro mais longo da atividade elétrica cerebral enquanto o paciente está dormindo. Nesse caso, o EEG dura de 8 a 12 horas.

Quanto custa um eletroencefalograma?

O preço do eletroencefalograma varia de acordo com a clínica em que ele é realizado, podendo ser considerado inacessível por muitas pessoas.

Embora seja ofertado gratuitamente na rede pública, o EEG nem sempre está disponível para realização imediata, o que pode agravar complicações de saúde pela demora no tratamento.

Uma boa alternativa nesses casos é utilizar o MEDPREV, que reúne clínicas especializadas em eletroencefalograma por preços populares, facilitando o acesso ao exame.

Onde fazer eletroencefalograma em Curitiba

Utilize o site ou o aplicativo do MEDPREV para descobrir onde fazer eletroencefalograma em Curitiba por preços acessíveis e agende seu exame no dia e horário mais convenientes para você.

Marcar Exame ou Consulta
O MedPrev oferece mais de 200 especialidades, exames, cirurgias e procedimentos por valores acessíveis
+ de 60 unidades
do MEDPREV espalhadas por todo o Brasil
Localizar Unidade
AGORA AINDA
MAIS FÁCIL

Com o aplicativo MEDPREV
em poucos cliques você  
agenda sua consulta

Quero cadastrar

Receba nossas novidades e soluções
para a sua saúde, cadastre-se já!