ELETROCARDIOGRAMA

ELETROCARDIOGRAMA

O que é eletrocardiograma?

Eletrocardiograma é um exame que permite medir a atividade elétrica do coração e avaliar se ela apresenta alguma anormalidade. Também conhecido como eletro ou ECG, este é um procedimento simples e não invasivo.

O exame de eletrocardiograma pode ser feito de forma emergencial quando há suspeita de problemas cardíacos ou de forma rotineira em check ups periódicos, especialmente a partir dos 40 anos.

Para que serve eletrocardiograma

O eletrocardiograma serve para detectar se há alguma falha na condução elétrica do coração, permitindo a identificação de anormalidades como bloqueios ou áreas do músculo cardíaco que não se movimentam.

Como o eletro também detecta a ritmo e o número de batimentos por minuto, ele funciona como método de monitoramento de condições já conhecidas e como teste inicial para o diagnóstico de doenças e alterações, por exemplo:

  • Arritmia ou palpitação: irregularidades no ritmo cardíaco;
  • Bradicardia: quando o coração bate muito devagar;
  • Taquicardia: quando o coração bate muito rápido;
  • Hipertrofia cardíaca: aumento do tamanho do coração;
  • Doença arterial coronariana: acúmulo de gordura nas artérias do coração;
  • Infarto agudo do miocárdio ou ataque cardíaco;
  • Prolapso da válvula mitral ou sopro no coração;
  • Pericardite: inflamação da membrana que recobre o músculo cardíaco.

Além disso, o exame de eletrocardiograma serve para avaliar o risco cardíaco de pacientes que apresentam condições como hipertensão, dislipidemia (colesterol alto) e diabetes, pessoas com histórico familiar de doenças cardíacas e tabagistas.

Como fazer um eletrocardiograma

O exame de eletrocardiograma é simples e indolor e pode ser feito em clínica, hospital ou consultório médico. Ele existe em três tipos principais: o eletrocardiograma de repouso, o teste ergométrico e o holter.

Embora sejam utilizados em situações diferentes, os três tipos de eletro têm como objetivo a avaliação dos batimentos cardíacos por meio da detecção dos impulsos elétricos, que são responsáveis pelas contrações musculares do coração. Veja como eles são feitos:

Eletrocardiograma de repouso ou ECG padrão

O paciente fica deitado em uma maca, devendo estar com o peito descoberto (as mulheres podem utilizar sutiã ou top esportivo). É feita uma limpeza com álcool nos punhos, nos tornozelos e no tórax, que vão receber uma aplicação de um gel condutor que evita interferências no exame.

Em seguida, são fixados eletrodos nessas regiões, conectando-as ao aparelho de eletrocardiograma por meio de fios. O exame tem duração média de 5 minutos.

Eletrocardiograma de esforço ou teste ergométrico

Neste tipo de eletrocardiograma, o paciente deve fazer exercícios em uma esteira ou bicicleta ergométrica para que os eletrodos fixados à pele possam captar a atividade elétrica do coração durante um estresse físico.

O ritmo do exercício é mais lento no início do exame, aumentando gradativamente durante cerca de 20 minutos. O ECG de esforço pode ser interrompido antes desse tempo caso o paciente apresente exaustão.

Holter

Trata-se de um eletrocardiograma de longa duração no qual o paciente utiliza um aparelho (o holter) que registra dados sobre o funcionamento cardíaco durante 24 horas.

A pessoa deve se dirigir até a clínica ou consultório para colocar os eletrodos no tórax e conectá-los ao holter, que fica acoplado à cintura.

Em seguida, o aparelho inicia o registro dos batimentos cardíacos e suas eventuais alterações enquanto o paciente realiza suas atividades diárias normalmente. Depois das 24 horas, é necessário retornar à clínica para a retirada dos eletrodos.

Resultado de eletrocardiograma

O resultado de eletrocardiograma é um conjunto de gráficos que costumam ficar prontos logo após o exame. Por meio deles, é possível avaliar a atividade elétrica do coração do paciente, calcular a frequência, o ritmo cardíaco e outros marcadores e detectar irregularidades.

Como ler um eletrocardiograma

Apenas o cardiologista sabe como ler um eletrocardiograma, pois é preciso analisar a altura e a extensão das ondas do gráfico no eixo horizontal e vertical, além de observar se o formato delas corresponde ao padrão esperado.

O paciente pode encontrar mais informações no laudo que acompanha o resultado de eletrocardiograma e verificar se algum parâmetro ficou acima ou abaixo dos valores de referência.

No entanto, a interpretação dos números, o diagnóstico de uma anormalidade e a definição de um tratamento (quando necessário) continuam sendo atribuições do médico cardiologista.

Quanto custa um eletrocardiograma?

O preço do eletrocardiograma varia de acordo com o tipo do exame e com a clínica ou serviço de saúde em que ele for realizado. Você pode utilizar o aplicativo ou o site do MEDPREV para agendar um exame de eletrocardiograma em Curitiba com valores reduzidos.

O MEDPREV é parceiro de diversas clínicas especializadas nesse exame, assim basta consultar os horários disponíveis para escolher quando e onde fazer eletrocardiograma com preço popular.

Marcar Exame ou Consulta
O MedPrev oferece mais de 200 especialidades, exames, cirurgias e procedimentos por valores acessíveis
+ de 60 unidades
do MEDPREV espalhadas por todo o Brasil
Localizar Unidade
AGORA AINDA
MAIS FÁCIL

Com o aplicativo MEDPREV
em poucos cliques você  
agenda sua consulta

Quero cadastrar

Receba nossas novidades e soluções
para a sua saúde, cadastre-se já!