DST

DST

O que é DST?

DST é a sigla para doenças sexualmente transmissíveis, ou seja, infecções que geralmente são transmitidas pelo contato sexual desprotegido.

Também conhecidas como IST ou infecções sexualmente transmissíveis, essas doenças podem ou não ter cura e são causadas por vírus, bactérias e protozoários. As principais DST são:

  • Aids;
  • Cancro mole (ou cavalo);
  • Clamídia;
  • Gonorreia (blenorragia, pingadeira ou esquentamento);
  • Hepatite B;
  • Herpes genital;
  • HPV (crista de galo, figueira ou cavalo de crista);
  • Linfogranuloma venéreo;
  • Sífilis;
  • Tricomoníase.

Várias DST causam sintomas como corrimento vaginal ou uretral e feridas na região genital, mas isso não é uma regra. Dessa forma, muitas vezes o diagnóstico só pode ser feito com um exame de DST.

Preparo para o exame de DST

Não existe um único exame de DST capaz de identificar todas as infecções sexualmente transmissíveis. Por isso, são utilizadas várias técnicas laboratoriais para pesquisar a presença do agente causador, dos anticorpos específicos contra ele e de outros marcadores em materiais como sangue, saliva, corrimento, secreção de feridas e urina.

Dessa forma, o preparo para o exame de DST varia de acordo com a técnica utilizada para o diagnóstico de cada doença e deve ser verificado com o laboratório com antecedência. 

Por exemplo, exames de sangue podem ou não exigir algum tempo de jejum, enquanto o preparo para o exame de corrimento pode incluir a abstinência sexual.

Quanto custa fazer um exame de DST

Alguns exames de DST são realizados pela rede pública de saúde, mas nem sempre eles estão prontamente disponíveis. Na rede privada, por outro lado, a oferta é bem mais ampla, mas os valores podem ser muito elevados.

Para resolver esse impasse, utilize o site ou o aplicativo do MEDPREV para encontrar um laboratório para realizar o exame de DST por preços populares. Assim, você pode tirar a dúvida com rapidez, o que é fundamental para o tratamento de eventuais doenças.

Resultado do exame de DST

O resultado do exame de DST sempre deve ser interpretado pelo médico, pois ele é mais complexo do que um mero resultado positivo ou negativo.

Um exemplo disso é o exame de sífilis: enquanto um resultado não reagente significa que a pessoa não tem sífilis, um resultado reagente pode significar que ela tem a doença neste momento ou que ela já teve a doença no passado.

No caso da hepatite B, os exames podem detectar a presença de diversos anticorpos específicos para o vírus. Dependendo do resultado, a presença dessas moléculas pode indicar que a pessoa está imunizada contra a doença, que ela tem uma infecção neste momento ou que ela teve hepatite B no passado, podendo ou não apresentar danos no fígado.

O resultado do exame de DST deve ser interpretado pelo médico mesmo quando ele indica se a pessoa tem ou não o vírus, como é o caso do exame de HIV/Aids. 

Isso acontece porque um resultado negativo nem sempre indica a ausência de doença, já que alguns agentes causadores de DST só podem ser detectados alguns dias ou semanas depois do contágio.

Marcar Exame ou Consulta
O MedPrev oferece mais de 200 especialidades, exames, cirurgias e procedimentos por valores acessíveis
+ de 60 unidades
do MEDPREV espalhadas por todo o Brasil
Localizar Unidade
AGORA AINDA
MAIS FÁCIL

Com o aplicativo MEDPREV
em poucos cliques você  
agenda sua consulta

Quero cadastrar

Receba nossas novidades e soluções
para a sua saúde, cadastre-se já!