BLOG MEDPREV

Mito ou verdade: é necessário tomar remédio contra vermes todos os anos?

Será que aquela antiga ideia de que é necessário tomar remédio contra vermes todos os anos ainda é válida? Entenda por que essa não é mais a recomendação da comunidade médica.

Muita gente cresceu ouvindo a mãe ou a avó dizendo que fazia bem tomar vermífugo periodicamente como forma de prevenir doenças muito comuns, como amarelão, barriga-d’água e solitária. Mas será que ainda hoje é necessário tomar remédio contra vermes todos os anos?

Como a maior parte dos assuntos relacionados à saúde, não existe uma resposta simples para essa pergunta. Assim, embora essa tradição ainda seja praticada por algumas famílias, hoje a maior parte da comunidade médica se mostra contrária a essa prática como forma de prevenção para toda a população – mas sem descartá-la totalmente.

Mais saneamento, menos remédio contra vermes

As verminoses como ascaridíase, esquistossomose e teníase ainda representam um problema de saúde pública nas regiões menos desenvolvidas do globo. Porém, as últimas três décadas trouxeram algumas mudanças que diminuíram muito a ocorrência dessas doenças nos locais em que a população tem boas condições de vida.

O saneamento básico, por exemplo, se tornou mais presente nas cidades, oferecendo tratamento de água e esgoto com mais eficiência – tanto que, hoje em dia, é muito mais raro encontrar a famosa “casinha” utilizada antigamente como sanitário no lado externo das residências.

Soma-se a esse fato a popularização dos meios de comunicação, como a TV e a internet, que ajudaram a disseminar informações sobre saúde. Em função do amplo alcance desses meios, as pessoas passaram a ter mais conhecimento sobre hábitos de higiene e saúde, como o local correto para fazer as necessidades fisiológicas, a importância de lavar as mãos e a necessidade de higienizar frutas, verduras e legumes.

Dessa forma, a população passou por uma mudança gradual de comportamento que resultou em uma menor circulação dos parasitas causadores de verminoses.

Além disso, pelo menos dois hábitos da vida moderna – em geral considerados pouco saudáveis – tiveram seu lado positivo. O primeiro deles diz respeito ao fato de as crianças não terem mais tanto contato com a terra e os animais, restringindo suas brincadeiras a espaços como condomínios, escolas e parques urbanos. Com isso, a exposição aos parasitas caiu drasticamente.

O segundo hábito está no consumo de alimentos industrializados e processados. Embora tenham um valor nutricional menor em relação aos alimentos in natura, esses produtos são praticamente isentos de vermes.

Como resultado de todas essas mudanças, a ocorrência das verminoses é muito menor agora do que antigamente, de forma que, para a população em geral, não é mais necessário tomar remédio contra vermes todos os anos.

Quem deve tomar remédio contra vermes com mais frequência

Qualquer pessoa pode ser acometida por uma verminose, mas essas doenças são mais comuns entre as crianças, que tendem a levar as mãos e objetos sujos à boca com mais frequência. Por isso, muitos pediatras recomendam aos pais dar um vermífugo aos seus filhos uma vez por ano como forma de prevenção.

De fato, a própria Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os grupos com maior risco para as parasitoses tomem remédios contra vermes periodicamente – e este é o caso de crianças de 1 a 14 anos de idade e trabalhadores com risco ocupacional, como mineradores e agricultores.

Além disso, pessoas que moram em regiões onde as parasitoses atingem 20% da população devem tomar o vermífugo anualmente, enquanto os moradores de regiões com 50% de predominância dessas doenças devem tomá-lo a cada seis meses.

Não vale a pena tomar remédio sem necessidade

Mesmo que haja a recomendação de tomar remédio para vermes uma vez por ano, isso não justifica a automedicação. Afinal, como qualquer outro medicamento, os vermífugos podem oferecer efeitos colaterais perigosos, incluindo reações alérgicas graves. Por isso, além das medidas de saneamento, que dependem do serviço público, a prevenção mais segura e eficiente contra as doenças causadas por vermes ainda está nos cuidados com a higiene, por exemplo:

  • Lavar as mãos com água e sabão antes de preparar alimentos, antes de comer e depois de ir ao banheiro;

  • Higienizar frutas, legumes e verduras antes do preparo;

  • Evitar andar descalço em locais de higiene duvidosa;

  • Beber apenas água engarrafada, filtrada ou fervida.

Mesmo quando a verminose já está instalada, somente o médico pode indicar o melhor medicamento para cada doença – algo que, às vezes, só é possível depois de um exame de fezes para identificar o parasita em questão. Assim, mesmo que haja casos em que é necessário tomar remédio contra vermes todos os anos, fazer isso sem orientação médica pode ser perigoso. Portanto, em vez de se automedicar, procure sempre aconselhamento profissional.

Fonte(s): G1, Correio de Uberlândia, UFMG e Dr. Drauzio Varella

Tags: Saúde, cuidado do corpo, medprev, hospital, clínicas, agendamento, verme, vermes, remédios

Voltar para   BLOG MEDPREV

posts relacionados
7 hábitos saudáveis que melhoram a qualidade de vida e saúde masculina
Leia mais...