Blog

Doenças

A dermatite atópica é contagiosa?

Antes de mais nada, será que a dermatite atópica é contagiosa? Caracterizada por deixar a pele seca, avermelhada e com muita coceira, a dermatite atópica é uma doença genética e […]

dermatite atópica

Antes de mais nada, será que a dermatite atópica é contagiosa?

Caracterizada por deixar a pele seca, avermelhada e com muita coceira, a dermatite atópica é uma doença genética e muito comum em crianças.

Considerada um dos tipos mais comuns de alergia de pele, além dos sintomas físicos, em alguns casos, por causa da aparência, pode afetar também o psicológico do paciente.

Quer saber mais sobre essa patologia? Acompanhe o post abaixo.

O QUE É DERMATITE ATÓPICA?

Também chamada de Atopia, a dermatite atópica acomete a barreira de proteção da pele e não é contagiosa.

Muito comum em crianças, os sintomas geralmente ocorrem nas dobras da pele como o pescoço, virilha, atrás dos joelhos, dobra dos braços, em torno da boca e dos olhos. 

QUAIS OS SINTOMAS DA DERMATITE ATÓPICA?

Entre os principais sintomas da dermatite atópica estão o ressecamento extremo da pele, aparecimento de manchas vermelhas e muita coceira, principalmente nas dobras dos braços e das pernas.

Contudo, quando se manifesta de forma mais grave, devido à coceira intensa, podem ocorrer rachaduras e feridas na pele com o risco de infecção.

QUAIS AS CAUSAS?

Normalmente a dermatite atopica tem como causa a genética.

Porém, existem outros fatores considerados de risco para o aparecimento da doença.

Por exemplo:

  • Contato com materiais ásperos
  • Alergia ao tempo frio
  • Alergia a água quente
  • Falta de hidratação
  • Transpiração e calor
  • Estresse emocional

Da mesma forma, muitos outros fatores que podem desencadear uma reação na pele.

 

QUAL O TRATAMENTO?

Primeiramente, a dermatite atópica é considerada uma doença crônica e não tem cura.

Assim, o tratamento é realizado com o objetivo de controlar os sintomas.

Devido à pele ficar bastante ressecada, a base do tratamento é feita com o uso de hidratantes específicos e outros medicamentos receitados pelo dermatologista.

Além disso, incluir pequenas mudanças no dia a dia pode ajudar a aliviar os sintomas e a melhorar a qualidade de vida.

Por exemplo:

  • Evitar o uso de produtos agressivos a pele, 
  • Evitar o contato com ácaros, pólen e poeira;
  • Trocar o banho quente por uma ducha com água morna;
  • Utilizar produtos de higiene adequados para pele atópica;
  • Sempre que puder, usar lençóis e roupas de algodão;
  • Evitar coçar o local afetado.

 

CONCLUSÃO

Assim, se você tem dermatite atópica diagnosticada, ou sente algum desses sintomas e tem interesse em saber mais sobre a doença, não deixe de fazer o acampamento com um médico especialista.

Então, cuide da sua saúde.

Encontre a MEDPREV mais próxima e agende a sua consulta com o Dermatologista.

Gostou desse conteúdo?

Então não esqueça de seguir a nossa página no Instagram para receber dicas e novidades sobre saúde e bem-estar.