BLOG MEDPREV

Quero ter uma franquia, mas não sei por onde começar. E agora?

Abrir sua própria franquia pode ser uma maneira inteligente de investir seu dinheiro e obter independência financeira, mas você sabe como fazer isso?

Abrir uma franquia é uma das opções que mais se destacam entre aqueles que buscam fazer investimentos de forma segura e com a certeza de retorno financeiro em médio e longo prazo.

O que você precisa ter em mente quando se trata de ser um franqueado é que cada segmento tem uma forma de atuação diferente, e o melhor que você pode fazer é encontrar uma opção que combine com a sua personalidade empreendedora e, claro, garantir que esse seja o negócio certo para você.

Como Saber se tenho perfil para abrir uma franquia?

Essa é uma pergunta comum e que realmente precisa ser feita. Quem empreende em uma franquia precisa ser alguém dinâmico, gostar de trabalhar e estar sempre atualizado.

É comum que muitas pessoas achem que, ao abrir uma franquia, o retorno financeiro virá por si só, mas isso não é verdade.

Ter a chance de trabalhar com uma marca que já tem reconhecimento no mercado é, realmente, muito bom, mas o franqueado precisa estar envolvido com os negócios se quiser prosperar.

Além disso, o empreendedor precisa ter dinamismo, boa comunicação, vontade de aprender coisas novas, interesse pelo segmento escolhido e, claro, capacidade de gerenciar crises.

Os franqueadores buscam pessoas assim e sabem reconhecê-las, pois são as que demonstram interesse em conhecer todo o contrato, saber detalhadamente quais serão seus direitos e deveres e, inclusive, as que expõem itens com os quais não está de acordo. 

Aceitar tudo passivamente, portanto, não é uma boa atitude na hora de negociar a abertura de uma franquia com o proprietário da marca.

Além disso, o ideal é que você encontre um segmento com o qual se identifique, simplesmente pelo fato de que é mais prazeroso trabalhar com algo do seu interesse.

Como descobrir qual segmento de franquia me atrai?

Felizmente, o mercado de franchising é um dos que mais cresce no Brasil, e você deve conhecer bem cada segmento para avaliar aquele que mais tem a ver com a sua personalidade e, claro, que esteja dentro do seu orçamento. 

Veja quais são esses segmentos abaixo:

  • Alimentação
  • Casa e Construção
  • Comunicação, Informática e Eletrônicos
  • Entretenimento e Lazer
  • Hotelaria e Turismo
  • Limpeza e Conservação
  • Moda
  • Saúde, Beleza e Bem-estar
  • Serviços automotivos
  • Serviços e Outros negócios
  • Serviços educacionais

Só para você ter ideia, o crescimento do terceiro trimestre de 2019 no setor de franquias foi de 6,1%, com faturamento superior a R$ 417 bilhões.

Esse saldo tão positivo só é possível justamente porque as marcas buscam fechar negócio com quem tem perfil empreendedor e se identifica com o ramo escolhido.

Não faz sentido você abrir uma franquia de Moda, por exemplo, se não tem interesse por esse tipo de assunto e de mercado. Tenha em mente que a falta de identificação com o ramo de atuação é uma das coisas que faz com que um negócio não prospere.

Uma das áreas de destaque no mercado de franchising é, sem dúvidas, a Saúde, pois, independente de qualquer tipo de crise econômica, as pessoas precisarão sempre de atendimento médico nos mais diversos aspectos. 

Perfil do franqueado da área de saúde

Se a ideia for abrir uma franquia da área de Saúde, é ideal que você se identifique com esse ramo, que seja uma pessoa comunicativa e que goste de trabalhar com outras pessoas, tanto com a sua equipe quanto com os clientes.

As boas franquias de saúde costumam oferecer um programa de treinamento para que os novos franqueados consigam operar o novo negócio sem problemas. Por isso, só invista em uma marca que disponibilize esse suporte.

A marca deve oferecer também todo o suporte arquitetônico, administrativo e de treinamento de pessoal, pois só assim é possível abrir uma sede com os critérios fiéis aos que já são conhecidos pelo público.

Como saber o quanto preciso investir para abrir uma franquia?

Os investimentos variam de acordo com cada segmento, indo de R$ 5 mil a R$ 36 milhões, só para você ter ideia.

Assim que você optar pela área na qual deseja empreender, entre em contato com a marca e solicite as primeiras informações para os novos franqueados.

Em termos financeiros, é preciso ter noção que, se o investimento for de R$50 mil, por exemplo, isso não significa que você precisará ter apenas esse valor para começar.

Depois de investir esse valor, o prazo para que ele retorne para você em forma de lucro costuma variar de 24 a 36 meses, e é por isso que, além do valor de investimento inicial, você precisa ter dinheiro para capital de giro, ou seja, para manter seu estabelecimento funcionando, pagar seus funcionários e arcar com outros gastos, até começar a ter lucro de fato.

Antes de achar que isso não é para você, no entanto, vale lembrar que existem diversos tipos de linhas de crédito especialmente para a compra de franquias, e alguns bancos oferecem condições especiais para novos empreendedores.

Como obter mais informações sobre como funciona uma franquia?

Empreender no ramo das franquias pode ser intimidador em um primeiro momento, por isso é importante estudar sobre esse tipo de investimento e buscar o máximo possível de informações.

Quando você entra em contato com uma marca e fala sobre seu interesse em abrir uma franquia, é importante ter em mãos um documento chamado Circular da Oferta de Franquia, a COF.

Nele, você vai encontrar todas as informações financeiras da marca, além de uma relação de dados comerciais, jurídicos, estruturais, de marketing e quais serão suas obrigações e direitos enquanto franqueado.

A COF serve para proteger legalmente tanto o franqueador quanto o franqueado, então a leitura desse documento é fundamental, e você pode contratar a ajuda de um contador ou de um advogado se achar necessário.

Cada tipo de franquia funciona de uma forma diferente e é por isso que você deve se aprofundar em suas pesquisas e leituras para descobrir qual delas combina melhor com o seu perfil empreendedor.

Recomenda-se, por precaução, investir em nomes que já estejam consolidados no mercado, que tenham bom conteúdo publicitário (você não precisará investir nesse aspecto, por isso é bom escolher uma marca que faça bom uso das ferramentas de marketing) e que não façam parte de modismos, pois elas podem perder a força em pouco tempo.

Investir em franquia é algo sério e que precisa ser pensado como tal. Se você chegou até aqui em sua leitura, significa que está cumprindo uma das exigências principais na atividade: pesquisar, ler, estudar. 

Continue nesse caminho, descubra qual é seu perfil empreendedor e, quando chegar a hora, você estará pronto para a empreitada.

posts relacionados
Quais os principais desafios para as empresas no pós-pandemia?
Leia mais...