BLOG MEDPREV

Qual a diferença entre reumatologista, traumatologista e ortopedista?

O ortopedista e o traumatologista tratam dores e problemas causados por traumas e lesões, enquanto o reumatologista trata dores que têm outras origens.

Médicos que trabalham com especialidades diferentes, mas que têm muitos pontos em comum: este é o caso do reumatologista, do traumatologista e do ortopedista. Apesar de cada profissional ter sua própria área, muitas vezes esses campos de atuação se sobrepõem.

Em função disso, é comum que os pacientes tenham dúvidas sobre quando procurar cada um desses médicos. Saiba mais sobre esses especialistas para entender melhor qual é a diferença entre reumatologista, traumatologista e ortopedista:

O que faz um reumatologista?

O reumatologista faz o diagnóstico, o tratamento e a prevenção de doenças reumáticas, condições que causam dores em articulações (“juntas”), cartilagens, músculos, ossos e outros componentes do aparelho locomotor e não foram originadas por traumas ou lesões.

Popularmente conhecidas como “reumatismo”, as doenças reumáticas reúnem mais de 200 condições que acometem pessoas de todas as faixas etárias, não apenas os idosos. Muitas vezes, a causa dessas doenças é autoimune, o que significa que um componente genético faz com que o sistema imunológico do paciente ataque seu próprio corpo. 

Dessa forma, embora causem dores e rigidez especialmente nas articulações, as doenças reumáticas também podem comprometer outros órgãos, como coração, intestino, olhos, pele, pulmões e rins.

Assim, podemos dizer que uma das especialidades do reumatologista é o tratamento das dores que surgem no sistema musculoesquelético sem que tenha havido um acidente ou pancada. Esse é um dos pontos que diferem o reumatologista do ortopedista e do traumatologista, pois esses dois últimos atuam em casos de lesões e traumas.

As principais doenças que o reumatologista trata são:

  • Artrite reumatoide, artrite reativa, artrite infecciosa, artrite psoriática e outras variedades de artrite;
  • Artrose;
  • Bursite;
  • Doença de Lyme;
  • Febre reumática;
  • Fibromialgia;
  • Gota;
  • LER/DORT;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Osteoporose;
  • Tendinite;
  • Vasculite.

Como as dores associadas às doenças reumáticas são muito parecidas com as dores originadas por traumas e lesões, o reumatologista faz o exame físico no consultório e pode solicitar exames de sangue e de imagem para fazer o diagnóstico diferencial.

Para tratar essas condições, o reumatologista pode prescrever o uso de medicamentos anti-inflamatórios e imunossupressores. Esse especialista não realiza cirurgias, sendo essa mais uma diferença entre ele e o ortopedista e o traumatologista.

Quando procurar o reumatologista

Os principais sinais de que devemos procurar o reumatologista são:

  • Dor nas articulações por mais de seis semanas;
  • Vermelhidão, inchaço e calor nas articulações;
  • Dificuldade para movimentar dedos, punho, cotovelo, ombro, quadril, joelho, tornozelo etc.;
  • Rigidez matinal nas articulações, especialmente de manhã;
  • Dores musculares sem causa aparente.

O que faz um traumatologista?

O traumatologista é o médico que trata lesões do aparelho musculoesquelético causadas por diversos tipos de traumas. Os principais exemplos são fraturas, luxações e torções, que geralmente são originados por acidentes de trânsito, acidentes domésticos, acidentes de trabalho, pancadas durante a prática esportiva, quedas e esmagamentos. 

Dessa forma, o traumatogista costuma estar presente no atendimento de urgências e não costuma ser procurado para consultas de rotina. Esse médico geralmente atua em ambiente hospitalar e está apto a realizar cirurgias.

No Brasil, a especialização em traumatologia acontece em conjunto com a especialização em ortopedia. Por isso, todo médico traumatologista é também um ortopedista – e suas funções serão descritas com mais detalhes a seguir.

O que faz um ortopedista?

O ortopedista faz o diagnóstico, o tratamento e a prevenção de doenças e deformidades de origem anatômica e fisiológica que afetam o sistema locomotor, composto pelos ossos, músculos, tendões, articulações e ligamentos.

Porém, como no Brasil a ortopedia e a traumatologia são especialidades unificadas, o médico ortopedista também é traumatologista. Dessa forma, ele também trata lesões adquiridas, como aquelas causadas por traumas, impactos, acidentes, quedas, pancadas etc.

Assim como o reumatologista, o ortopedista faz consultas, realiza o exame clínico, solicita exames de sangue e de imagem, prescreve medicamentos e indica tratamentos como sessões de fisioterapia. Contudo, somente o ortopedista pode fazer cirurgias.

As principais condições que o ortopedista e traumatologista trata são:

  • Bursites e tendinites;
  • Deformidades causadas por doenças crônicas, como artrite e artrose; 
  • Deformidades ósseas;
  • Desvios de coluna, como escoliose, lordose e cifose;
  • Fraturas, luxações e torções em locais como clavícula, úmero, cotovelo, punho, mão, quadril, joelho, tornozelo e pé;
  • Hérnia de disco;
  • Lesões esportivas;
  • Lesões musculares;
  • Problemas articulares.

Quando procurar o ortopedista

Os sinais a seguir indicam que devemos procurar o ortopedista especialmente se eles tiverem surgido depois de um acidente ou trauma:

  • Deformidades visíveis em ossos e articulações;
  • Dores intensas ao movimentar uma ou mais partes do corpo;
  • Dores musculares;
  • Dores na coluna;
  • Fraturas. 
  • Inchaço em uma região específica;
  • Joanete;
  • Pé torto no nascimento (pé torto congênito);
  • Problemas posturais.

*****

Ao saber o que faz um reumatologista, o que faz um traumatologista e o que faz um ortopedista, fica mais fácil saber que médico procurar em cada situação. Utilize o site ou o aplicativo do MEDPREV para marcar sua consulta por valores populares. 

Fonte(s): Minuto Saúde [1], [2], Minha Vida, Sociedade Brasileira de Reumatologia, Hospital Sírio Libanês, Drauzio Varella e BVSMS

posts relacionados
AIDS: o que é, quais os sintomas, como é feito o diagnóstico, qual o tratamento, tem cura?
Leia mais...
Câncer de próstata: o que é, quais os sintomas e qual o tratamento?
Leia mais...