BLOG MEDPREV

Qual a importância de ir regularmente ao oftalmologista?

Consultas regulares auxiliam na prevenção de patologias e permitem identificar outros problemas que podem ter relação direta com vistas cansadas.

Qual foi a última vez que você se consultou com um oftalmologista? Se a sua resposta foi “há mais de um ano”, então já está na hora de voltar para realizar um exame de rotina. 

Diferentemente do que muitos imaginam, não devemos ir ao oftalmologista apenas quando precisamos da prescrição de óculos ou quando estamos com problemas de visão. Um checkup anual pode ser importante prevenir o avanço de doenças que causam a perda da visão, seja parcial ou completa.

Além disso, vistas cansadas ou óculos com grau abaixo ou acima do recomendado podem causar outros problemas no organismo, como dores de cabeça ou tontura. Sendo assim, razões não faltam para que você inclua na sua agenda uma consulta a esse profissional pelo menos uma vez por ano.

Dificuldade para enxergar já é um sinal de alerta

Você não precisa, necessariamente, ter dificuldades para enxergar para procurar um oftalmologista. A recomendação é que um checkup anual seja realizado independentemente das suas condições de saúde, especialmente se você já tem mais de 40 anos. À medida que envelhecemos alguns problemas se tornam mais comuns, como a presbiopia, popularmente conhecida como “vista cansada”.

Além disso, alterações na córnea podem surgir em pessoas de todas as idades. Entre as mais comuns destacamos a miopia (dificuldade de enxergar longe), a hipermetropia (dificuldade de enxergar perto) e o astigmatismo (visão embaçada). O uso de óculos ou lentes de contato ou até mesmo cirurgia são formas simples de resolver problemas como esses, por isso é importante diagnosticá-los o quanto antes.

Patologias podem provocar problemas de visão

Além do envelhecimento, pacientes com condições como diabetes ou hipertensão também precisam redobrar os cuidados com relação à visão. Problemas como glaucoma ou catarata infelizmente são comuns a pacientes diabéticos. A doença leva a um inchaço da lente ocular, alterando a qualidade da visão. Algo similar ocorre com pacientes hipertensos, uma vez que essa condição danifica pequenos vasos da retina e resulta em uma má formação nas imagens. 

É importante destacar que conviver com vista cansada ou qualquer outro problema que obrigue o paciente a forçar a visão resulta em sintomas desconfortáveis, tais como irritação nos olhos, vermelhidão e ardência. Em médio e longo prazo essa condição pode resultar em dores de cabeça, tontura e enjoo. É comum ainda vermos crianças com desempenho escolar abaixo da média pelo simples fato de não enxergarem corretamente.

Não espere o problema aparecer

Infelizmente, grande parte da população procura atendimento médico apenas quando algum problema se manifesta. Porém, é importante considerar que, assim como ocorre com outras doenças, sintomas significam que o problema pode estar em um estágio mais avançado. Quanto antes o diagnóstico for realizado, mais simples e mais rápido será o tratamento, minimizando as consequências.

A partir dos 5 anos de idade a criança já deve realizar ao menos uma visita por ano ao oftalmologista. Isso também se aplica a adolescentes, jovens e adultos. Aqueles que possuem algum tipo de comorbidade ou já utilizam óculos ou lentes de contato, independentemente da idade, devem procurar um oftalmologista a cada seis meses. Já a partir dos 40 anos, a recomendação é que uma visita seja realizada a cada seis meses ou mais, conforme a orientação do seu médico.

Renove o grau da sua receita

Para aqueles que já utilizam óculos ou lentes de contato, a consulta com o oftalmologista é também uma oportunidade para rever a necessidade ou não de renovar a receita. Utilizar óculos com lentes incorretas é tão prejudicial quanto não utilizá-los se houver necessidade. Pode ser que exista a necessidade de aumentar ou diminuir o grau e isso somente um exame mais preciso é que poderá indicar.

.....

Utilize o aplicativo do Medprev para agendar a sua consulta com um médico oftalmologista e realize os exames necessários. Não deixe os sintomas aparecerem para procurar ajuda, visite o especialista ao menos uma vez por ano. 

posts relacionados
Ansiedade: o que é, quais são os sintomas e causas e como tratá-la
Leia mais...
Quando a febre se torna perigosa para o organismo?
Leia mais...