BLOG MEDPREV

Estalar os dedos faz mal?

As juntas engrossam? Causa artrite? Descubra se o hábito de estalar os dedos faz mal ou se você pode produzir esses barulhinhos sem medo de ser feliz.

Você conhece alguém que adora estalar os dedos, de preferência fazendo um barulho bem alto? Ou, então, você é a pessoa que faz isso? De fato, esse é um hábito muito comum, embora todo mundo já tenha ouvido que estalar os dedos faz mal ou deixa as juntas mais grossas. Mas será que isso é verdade?

Estima-se que 45% da população tenha o hábito de estalar intencionalmente suas articulações, principalmente dos dedos das mãos, no intuito de aliviar uma tensão e promover um relaxamento, como se as juntas ficassem mais flexíveis. E isso realmente acontece, pois o estalo estimula algumas terminações nervosas e relaxa os músculos locais, proporcionando uma sensação prazerosa.

Se esse é o seu caso, temos uma boa notícia: aparentemente, estalar os dedos não causa problemas graves às suas articulações. Porém, isso não significa que seja recomendável ficar o tempo todo produzindo o típico barulhinho que incomoda as pessoas ao seu redor. Vamos entender os motivos para isso.

Como funciona uma articulação

As articulações, conhecidas popularmente como juntas, consistem nas regiões do corpo onde ocorre o encontro de dois ou mais ossos, como acontece nos dedos, no punho, no cotovelo, no joelho e no tornozelo.

Para que as articulações possam se movimentar, elas contam com uma cartilagem e uma bolsa com o chamado líquido sinovial. São essas estruturas que permitem que os ossos se movam sem raspar um no outro, garantindo um atrito mínimo.

Por que as articulações fazem barulho quando são estaladas

Quando estalamos uma articulação, ela costuma emitir um som característico, como se tivesse havido um pequeno estouro. Esse barulho pode causar certo incômodo e aflição nas pessoas que o escutam, pois elas o relacionam a um dano na junta ou nos ossos. Felizmente, essa preocupação não corresponde ao que acontece de verdade.

A primeira possível explicação para o barulho produzido quando estalamos uma articulação surgiu na década de 1940. Naquela época, os cientistas imaginaram que o estalo fosse consequência da formação de uma pequena bolha de gás no líquido sinovial, que tem função de lubrificar as juntas.

Em 1970, porém, outro grupo de pesquisadores propôs outra explicação: para eles, realmente haveria a formação de uma bolha de gás dentro da junta, mas o estalo seria resultado do estouro dessa bolha, e não de sua formação.

A explicação definitiva veio à tona somente em 2015, quando pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá, utilizaram um aparelho de ressonância magnética nuclear para “enxergar” o que acontecia no interior de uma articulação. Foi assim que eles constataram que, quando as juntas são estaladas, ocorre a formação de uma bolha de gás dentro do líquido sinovial ao mesmo tempo em que ouvimos o barulho, comprovando a teoria de 1940.

Ou seja, o som do estalo das articulações não tem mesmo nada a ver com uma lesão ou com o osso raspando, então você pode ficar despreocupado quanto a isso.

Estalar os dedos faz mal? Tudo leva a crer que não

Além de desvendar a origem do barulhinho, o estudo realizado no Canadá em 2015 mostrou que estalar os dedos não provoca danos às articulações, pois as estruturas sólidas como ossos e cartilagens não são atingidas.

Porém, esse não foi o único estudo que chegou a essa conclusão. Em 2011, quatro anos antes da explicação definitiva para a origem do som do estalo, uma pesquisa feita com radiografias das mãos de 215 pessoas entre 50 a 89 mostrou que o hábito de estalar os dedos não aumentava os riscos de artrite ou artrose.

A justificativa para isso é que os exames de imagem não mostraram diferenças significativas nas articulações de pessoas que estalavam as juntas com frequência e daquelas que não tinham esse hábito.

Em 2017, outra pesquisa investigou se esse costume poderia afetar a força das mãos, e o resultado também não mostrou diferença entre as pessoas que estalavam os dedos mais de 5 vezes por dia e aquelas que não faziam isso.

Mesmo que não faça mal, é preciso ter alguns cuidados

Você já deve ter reparado que, depois de estalar uma articulação, é preciso esperar algum tempo para que seja possível fazer isso novamente. Esse período, que dura cerca de 20 minutos, é necessário para que os gases que se concentraram em uma única bolha voltem a se diluir no líquido sinovial, permitindo um novo estalo.

Assim, se uma pessoa insistir em tentar estalar a articulação antes desse tempo, existe o risco de provocar uma lesão pelo estresse aplicado na região. Ainda, também se deve ter cautela quanto à força utilizada para estalar a junta, principalmente nas brincadeiras entre adultos e crianças, pois um excesso pode causar danos nessa estrutura.

Aquela velha história de que estalar os dedos faz mal ou engrossa as juntas era mito, então você pode continuar aproveitando a sensação de relaxamento. Contudo, se você sentir algum tipo de dor ao fazer isso, é melhor suspender o hábito e investigar as causas desse sintoma com um médico reumatologista.

Fonte(s): OPAS e MD. SAÚDE

Tags: Saúde, cuidado do corpo, medprev, hospital, clínicas, agendamento, estalar os dedos

Voltar para   BLOG MEDPREV

posts relacionados
7 hábitos saudáveis que melhoram a qualidade de vida e saúde masculina
Leia mais...