BLOG MEDPREV

Dia dos Pais: mudanças que ocorrem no cérebro e no corpo de um homem junto com a paternidade

Enjoos, ganho de peso e audição apurada para o choro do bebê: não são apenas para as mães! Se tornar pai também trás mudanças no homem, saiba como.

Quando um casal descobre que está esperando um bebê, o foco das atenções é direcionado à mulher. Afinal, é ela que vai gestar a criança por nove meses e que vai passar por grandes mudanças físicas e psicológicas nesse período.

Porém, mesmo que não se fale muito sobre isto, os homens também passam por mudanças com a chegada da paternidade, as quais afetam tanto a mente quanto o corpo.

Se você não sabia que isso era possível, nada melhor do que aproveitar a proximidade do Dia dos Pais para conhecer melhor esse assunto. Conheça as principais mudanças pelas quais os homens passam durante a gravidez da parceira:

Sintomas de gravidez em homens

Quando o homem se envolve profundamente com a gestação, ele pode desenvolver a Síndrome de Couvade, também conhecida como gravidez psicológica. Nesse caso, o futuro pai pode ter sintomas semelhantes aos da gestação, como náuseas, tonturas, irritabilidade e sensibilidade emocional.

Ele pode até mesmo ganhar alguns quilos quando passa por um aumento da prolactina, hormônio responsável pela produção do leite pelas glândulas mamárias e que normalmente está presente em maiores quantidades nas mulheres, alcançando níveis mais altos durante a gravidez e a amamentação.

dia dos pais

Não se sabe exatamente o que causa a gravidez psicológica nos homens, mas a hipótese mais cogitada é que ela seja resultado da ansiedade e de um grande desejo de se tornar pai. Na maior parte dos casos, os sintomas desaparecem sozinhos e sem causar maiores problemas.

Diminuição do desejo sexual

Para alguns homens, a notícia de que a parceira está grávida pode levar a uma redução da libido. Um dos motivos para isso é um forte aspecto cultural de que mães são seres “sagrados”, o que mesmo inconscientemente pode fazer com que o futuro pai passe a ver as relações sexuais como algo inadequado e pecaminoso.

Além disso, há estudos que mostram que os homens apresentam uma queda de 34% em seus níveis de testosterona com a proximidade do parto, o que se reflete em um menor desejo sexual. 

Ao mesmo tempo, a queda desse hormônio também está associada a uma redução na agressividade, o que parece deixar os pais em um ritmo mais parecido com o das mães e mais compatível com os cuidados necessários nas primeiras semanas de vida do bebê.

Aumento do desejo sexual

Enquanto alguns homens perdem o interesse pelo sexo temporariamente, outros vão perceber que sua libido aumenta durante a gestação da parceira.

Essa alteração parece estar associada às mudanças pelas quais a mulher passa na gravidez, como o aumento dos seios devido à ação da prolactina e a maior facilidade para atingir o orgasmo, uma consequência do aumento da circulação sanguínea na região pélvica.

Química do amor

Conhecida como “hormônio do amor”, a ocitocina é o neurotransmissor responsável pelas contrações na hora do parto e pela descida do leite para as mamas, além de promover o vínculo entre pessoas muito próximas, como um casal ou a mãe e seu bebê.

Embora pareça ter mais funções no organismo feminino, a ocitocina também está presente nos homens – e seus níveis aumentam com a chegada de um filho.

mudanças hormonais no homem

O que ainda não se sabe é se o aumento da ocitocina faz com que o pai se torne mais carinhoso e presente com a criança ou se é justamente a interação com o bebê que faz os níveis desse hormônio aumentar.

De qualquer forma, essa mudança na química cerebral favorece o vínculo entre os homens e os pequenos e ativa o centro de recompensa dos pais, fazendo com que eles se sintam felizes e vitoriosos quando seus filhos sorriem para eles ou demonstram reconhecê-los.

Obra da natureza

As alterações no funcionamento bioquímico do corpo e da mente dos homens parecem ser a forma que a natureza encontrou para estimular suas habilidades paternas, deixando-os inclusive com a audição mais apurada para o choro do bebê.

De acordo com os cientistas, a melhor forma de favorecer esse efeito é garantindo que os pais tenham contato diário com os recém-nascidos, incluindo tanto a participação nos cuidados quanto nas brincadeiras.

Você imaginava que os homens poderiam passar por tantas mudanças com a chegada da paternidade? Seja este o seu primeiro Dia dos Pais ou não, aproveite a data para relembrar o que você sentiu ao saber que seria pai e para estreitar ainda mais os laços com seus filhos. Parabéns pelo seu dia!

*****

Se você ainda tem alguma dúvida sobre alterações físicas ou emocionais que podem acontecer com os homens após a gravidez ou nascimento do seu filho, entre em contato com o MEDPREV. Agende sua consulta em nosso site ou pelo app e fale com um clínico geral ou psicólogo para esclarecer suas questões.

Fonte(s): Brasil El País, Pais e Filhos, Tua Saúde

posts relacionados
Doação de leite materno: como funciona o banco de leite?
Leia mais...
Transformações que ocorrem no corpo da mãe após o parto e durante a amamentação
Leia mais...