BLOG MEDPREV

Como escolher o ponto comercial da sua franquia

É preciso ter uma série de cuidados com a região de instalação do ponto comercial ao abrir seu próprio negócio. Confira nossas dicas!

A escolha do ponto comercial é, sem dúvida, um dos passos mais importantes na abertura de um negócio, e não seria diferente para quem resolveu investir em uma franquia.

Para garantir que a localização do seu ponto seja boa, é preciso se atentar a algumas características da região que você pensa em escolher. Reunimos algumas dessas características a seguir:

  • O ponto é acessível a pedestres?
  • Existem estacionamentos na região? É possível estacionar em vagas nas ruas?
  • Seu negócio terá uma boa visibilidade nesse ponto?
  • O ponto pode ser facilmente acessado por meio de transporte público?
  • Como é o fluxo de pessoas nessa região?
  • Se estivermos falando de uma região com vários pontos comerciais, você terá outros concorrentes na mesma área?

Quando falamos em franchising, é muito comum que o franqueado tenha uma relação pré-estabelecida de regiões ideais para a abertura de novas franquias, o que é algo positivo, pois a marca tem grande interesse que as suas novas sedes prosperem e, por isso, costuma fazer uma boa pesquisa das regiões mais favoráveis.

Durante a negociação do seu contrato de abertura de franquia, veja quais são os itens relacionados no manual de instalação da franquia e se atente também às dicas abaixo:

Saiba quem é seu público-alvo

Conhecer bem o seu público-alvo é fundamental no momento de decidir o local do seu ponto comercial. Se o perfil médio do seu cliente for uma pessoa de classe média alta, por exemplo, escolher um bairro popular pode não ser o ideal. Agora se o seu cliente precisar de transporte público, é bacana escolher uma região acessível nesse sentido.

Para ter acesso ao perfil do seu público-alvo e saber esses detalhes, você pode contratar uma consultoria empresarial e, a partir dos dados recebidos, ter uma ideia mais clara sobre o ponto ideal para o seu negócio.

Veja quais pontos comerciais estarão perto do seu

Isso é importante principalmente em termos de concorrência. Haverá outro ponto comercial semelhante ao seu na mesma região? Dependendo do caso, isso pode ser uma desvantagem e é bacana fazer uma análise com antecedência justamente para evitar abrir um negócio perto de uma concorrente que está na região há mais tempo e que, por isso, já tem um público mais fiel.

Em alguns casos é preciso ter uma visão sobre a harmonia dos negócios — abrir uma loja de incensos ao lado de uma peixaria, por exemplo, seria estranho e poderia prejudicar ambas as lojas.

Por outro lado, no caso de redes de fast food, pode ser bacana abrir uma concorrente ao lado de outra que já existe, afinal as pessoas gostam de variar na hora de escolher o que comem, vide o sucesso das praças de alimentação.

Conheça a vizinhança

Você pode ir até o local onde pensa em abrir o seu negócio e conversar com os comerciantes que já estão por lá há mais tempo. Dessa maneira, é possível ter uma noção da região em relação ao fluxo de pessoas, à movimentação aos fins de semana, à segurança pública e privada, entre outras coisas.

Alguns pontos comerciais às vezes são famosos por atrair diversos tipos de negócios que nunca duram muito tempo. Sabe quem poderá dizer a você sobre um desses pontos? As pessoas que conhecem a vizinhança há mais tempo. Converse com elas!

Não se esqueça da segurança

É fundamental que seu ponto comercial esteja em uma região conhecida por ser segura, afinal você não quer atrair seu público-alvo até um local perigoso e conhecido por ter grandes casos de furtos e roubos, não é mesmo?

Nesse sentido, busque informações sobre estacionamentos privados, presença de postes e outros recursos de iluminação e proximidade de pontos de ônibus.

Além disso, é bacana investir em seu sistema próprio de segurança através da contratação de profissionais do setor ou de uma empresa que instale câmeras e outros dispositivos.

Verifique a estrutura do ponto comercial

Às vezes, um ponto comercial pode ser excelente e atender a todos os requisitos acima, mas isso não significa que ele é o ideal para todos os setores de franchising. É preciso que você o avalie com base na sua franquia e descubra se ele é ideal para o seu caso, inclusive em relação ao tamanho total e à estrutura arquitetônica do ponto.

Se você desejar expandir o ponto futuramente, isso será possível? Aliás, essa questão da expansão também deve ser discutida previamente com o franqueador, para que você saiba como a marca lida com esses casos.

Verifique a situação legal do ponto

Antes de escolher um ponto comercial é preciso verificar sua situação cadastral com a prefeitura da sua cidade, ver se há impostos ou outras dívidas em atraso e negociar de acordo.

É preciso que você tenha uma parte do seu orçamento destinada ao pagamento de taxas com a prefeitura, como a do alvará de funcionamento.

Quando estiver em contato com a prefeitura, verifique também se existe algum planejamento de mudança na área escolhida, como a construção de novos prédios, mudanças de vias ou viadutos.

Avalie bem todos os valores

É preciso que você considere todas as taxas da utilização do ponto comercial escolhido, incluindo aluguel, reformas, taxas de renovação de aluguel, mobiliário e todas os encargos contratuais. Dessa forma, você pode ter uma noção exata sobre seu planejamento financeiro e saberá se poderá arcar com aumentos de aluguel, por exemplo. Para facilitar esse processo, você pode contratar os serviços de um contador.

Prefira um franqueador que ofereça suporte na hora de escolher seu ponto comercial

É interessante escolher uma marca comprometida com seus franqueados inclusive na hora da escolha do ponto comercial. Dessa maneira, seu investimento tem muito mais chances de sucesso, afinal uma marca já consolidada no mercado tem mais know-how sobre todos os aspectos que discutimos acima, podendo ajudar você no momento da escolha do ponto comercial.

Esse suporte é uma prova do comprometimento da marca, que busca não apenas negociar a abertura de uma franquia, mas garantir que ela funcione bem e com prosperidade. 

Abrir sua própria franquia é um passo importante em termos de investimento, e é justamente por isso que todo o processo deve ser muito bem pensado. Por isso, além de decidir pela abertura do seu próprio negócio, é fundamental escolher uma marca que já seja consolidada no mercado e que ofereça o máximo suporte possível.

posts relacionados
Quais os principais desafios para as empresas no pós-pandemia?
Leia mais...