BLOG MEDPREV

Como diminuir o impacto da pandemia do Coronavírus na sua franquia?

É necessário manter uma boa visão empreendedora para não deixar que seu negócio seja muito afetado neste momento de crise.

Além de impactar o estilo de vida das pessoas do mundo todo, o novo Coronavírus acabou trazendo prejuízos para a economia, afetando empreendedores dos mais diversos setores. No caso das franquias, as restrições sociais acabaram diminuindo o fluxo de clientes e, por consequência, a entrada de capital.

Como a pandemia do Coronavírus pode impactar no franchising?

Considerando que uma das principais recomendações para evitar a proliferação do vírus é evitar aglomerações de pessoas, uma grande mudança no setor de franquias envolve a Feira de Franquias 2020, evento que tinha como objetivo abordar as características dos principais setores de franchising, além de oferecer uma visão geral sobre esse tipo de empreendedorismo.

Da mesma maneira, eventos e palestras sobre investimentos em franquias vêm sendo cancelados para manter a segurança da população. Além dessa questão, há outros prejuízos importantes no setor:

Queda no número de vendas

Com as medidas de isolamento social, franquias de alimentação, por exemplo, tendem a sofrer uma queda no número de vendas, uma vez que agora precisam disponibilizar vendas através de aplicativos ou para retirada em balcão, o que não funciona em caso de franquias instaladas em shoppings.

Problemas com abastecimento de produtos

Muitas empresas estão diminuindo o ritmo de produção, até mesmo para seguir as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e evitar aglomerações. Dessa forma, operando com número reduzido de funcionários, a queda na produção se torna um problema para quem precisa comprar suprimentos e insumos para a manutenção dos mais diversos serviços.

Tem sido comum encontrar avisos em redes de restaurantes, por exemplo, sobre a falta de determinados ingredientes na hora da montagem de pratos e sanduíches. Possivelmente você já viu um desses avisos, não é mesmo?

Dificuldades de comunicação entre franqueadores e franqueados

É comum que o franqueado conte com suporte do franqueador em momentos de crise, mas com o aumento de dúvidas e reclamações durante a pandemia, ruídos de comunicação podem atrapalhar esse diálogo.

As reuniões, que muitas vezes eram realizadas pessoalmente, agora precisam ser feitas por videoconferência ou telefone. É preciso ter em mente que todos estão apreensivos com a atual situação e que a busca por uma boa comunicação é fundamental neste momento de crise.

Perder a paciência não vai ajudar em nada, e a melhor maneira de conversar com o franqueador é mantendo a honestidade, a cordialidade e o espírito empreendedor, lembrando-se sempre de que o franqueador é seu aliado e espera que você tenha sucesso em seu negócio.

Como diminuir o impacto do Coronavírus em minha franquia? 

Ao falarmos especificamente de franquias de saúde, é preciso levar em conta que, embora haja impacto nas atividades rotineiras, esse setor é considerado essencial e, portanto, não está entre os que precisam fechar as portas.

A população em geral continua precisando de cuidados médicos para casos que, na maioria das vezes, não envolvem doenças respiratórias ou sintomas da COVID-19. Sendo assim, o franqueado da área de saúde pode tomar algumas medidas práticas para que seu negócio continue funcionando mesmo durante a pandemia.

Busque alternativas de atuação

Para evitar aglomeração de pessoas e manter o distanciamento social, veja se há como manter alguns funcionários fazendo home office, como os responsáveis por assuntos administrativos.

Da mesma maneira, instrua a população a fazer agendamentos de consultas online, o que faz com que o paciente não precise ir até a sua unidade só para marcar uma consulta.

Em relação aos funcionários presentes, é obrigatório que todos usem máscaras e outros equipamentos de proteção, quando necessário. O ambiente deve disponibilizar álcool em gel para uso comum e promover medidas de distanciamento social, para que as pessoas não fiquem próximas umas às outras.

A melhor forma de fazer com que esse planejamento funcione corretamente é, sem dúvida, explicando a todos os funcionários sobre a importância da proteção, inclusive pelo aspecto legal, que a torna obrigatória.

Reavalie seus recursos

Em uma situação de crise, é preciso rever seu caixa e ter noção do que esperar nos próximos meses. Nesse sentido, verifique se você tem condições de seguir e, se for preciso, busque ajuda em bancos e financiadoras que possam emprestar dinheiro com condições especiais em decorrência da própria pandemia.

Fale com seus fornecedores

É importante também que você negocie futuras compras e preços com seus fornecedores, para que consiga manter estoques de produtos e insumos necessários para o seu negócio. 

Faça isso o quanto antes para evitar chegar em uma situação crítica que necessite de reposições emergenciais.

Repense suas metas

Durante uma pandemia, é óbvio que não se pode manter as mesmas metas de tempos normais. 

Para ter uma prospecção realista, faça simulações de quedas em seu negócio e veja como isso pode afetar o caixa. Dessa maneira, você estará mais bem preparado para passar por esse momento de crise.

Administre seus colaboradores

É importante que você tenha uma boa gestão de pessoal no momento, evitando fazer novas contratações e investimentos que não sejam urgentes. Trabalhe, neste período de crise, apenas com o que for extremamente necessário. 

Manter medidas de prevenção

Por mais triste e assustador que seja, pandemias são esperadas de tempos em tempos, e o ideal é que você cumpra sempre todos os cuidados relacionados à prevenção e que mantenha um pensamento de proatividade nestes momentos de crise.

Entrar em desespero não é uma forma de resolver o problema, mas priorizar medidas e serviços, administrar recursos, remanejar pessoal e buscar assessoria com o franqueador são atitudes que podem fazer com que você supere esse momento com positividade.

posts relacionados
Quais os principais desafios para as empresas no pós-pandemia?
Leia mais...