BLOG MEDPREV

Checklist para ter em mãos na hora de escolher a melhor franquia para você investir

Se você deseja abrir sua própria franquia, é imprescindível prestar atenção em alguns aspectos desse setor para ter um negócio de sucesso.

Investir em uma franquia é um grande passo em termos de administração financeira, e se você está pensando em se tornar esse tipo de empreendedor, é fundamental prestar atenção em alguns pontos a respeito do investimento em franchising, uma atitude fundamental para que você não cometa erros.

Entre os itens que precisam ser avaliados estão:

  • Questões financeiras, tanto sobre investimento quanto sobre tempo de retorno;
  • Pesquisa a respeito dos tipos de franquias e dos direitos e deveres do franqueado; 
  • Contato com empresários que já atuam na franquia que você escolheu;
  • Análise do seu perfil empreendedor em relação à franquia na qual deseja investir, pois ter afinidade com o setor escolhido é um dos fatores que garantem seu sucesso como franqueado.

A seguir, reunimos um checklist de itens que você precisa prestar atenção antes de finalmente abrir a sua própria franquia. Confira:

1. Pesquisar o perfil da franquia que você tem interesse

É importante que você encontre uma opção de franquia com a qual se identifique, pois trabalhar com algo que não seja do seu interesse pode não ser tão bacana, especialmente em longo prazo.

Não cair no erro de escolher uma franquia apenas porque ela é famosa ou lucrativa, é fundamental para que seu negócio prospere.

Pesquise as franquias que estão disponíveis na região onde você deseja trabalhar, veja se o franqueado precisa ter algum tipo de formação específica para assumir o controle dessa franquia ou, ainda, se esse setor exige dedicação exclusiva. 

Todos esses pontos devem ser previamente pensados para evitar problemas ou incompatibilidades no futuro.

2. Planejar o investimento

Antes de assinar seu contrato com a empresa escolhida, é preciso ter uma noção real de todos os investimentos necessários:

Investimento inicial

Esse valor corresponde ao investimento inicial informado pelo franqueador, e ele é uma soma do valor que será pago pela utilização da franquia, dos investimentos necessários em termos de instalação e da taxa de franquia. Além disso, é preciso que você receba um cálculo com a previsão de tempo de retorno desse investimento.

Capital de giro 

Esse valor é muito importante, pois corresponde ao montante necessário para arcar com todas as despesas da sua franquia nos primeiros meses de negócio, quando é comum não haver lucratividade. O capital de giro é o valor que você precisa ter em caixa para pagar as despesas de funcionamento da franquia, como as contas no geral (eletricidade, água, internet, fornecedores etc) e o salário dos funcionários.

Ponto de equilíbrio

Esse cálculo deve ser feito com o franqueador, para que fique claro em quanto tempo você começará a ter lucratividade para operar sem depender do capital de giro.

3. Estudar a lucratividade

O franqueador precisa oferecer dados para que a sua previsão de lucratividade seja calculada de maneira certa. Essa previsão diz respeito à rentabilidade mensal do negócio e ao tempo previsto para que você tenha retorno do investimento inicial.

O ideal é que você opte por um franqueador que tenha estudos bem definidos de lucratividade e que ofereça auxílio contábil não apenas durante a negociação e o fechamento de contrato, mas durante todo o seu tempo liderando a franquia.

É recomendado também que você escolha uma marca que exija um percentual mais baixo de recursos imediatos e que tenha um prazo menor de retorno de investimento.

4. Conversar com outros franqueados da rede

Eis outra dica valiosa na hora de assinar um contrato de abertura de franquia: conhecer outros franqueados do mesmo setor que você escolheu e que já estão atuando há algum tempo. 

Dessa maneira, você pode ter uma visão de quem já está fazendo aquilo que você pensa em fazer e, assim, consegue descobrir os prós e contras da rotina da franquia escolhida e ver se eles valem a pena.

Nessa conversa, pergunte sobre a dinâmica de trabalho da franquia, veja se a franqueadora oferece suporte, analise a rotina desse franqueado e entenda se você deseja o mesmo.

5. Entender a viabilidade do plano de negócios

O plano de negócios da franquia é um documento ao qual você precisa ter acesso para analisar o desempenho financeiro da franquia, a qualidade dos serviços prestados e das unidades que já estão em funcionamento.

Além dos dados históricos da franqueadora, esse documento deve apresentar um plano econômico de ação em relação aos desafios diversos que você poderá enfrentar como franqueado. É uma espécie de garantia de que, além de investir em uma empresa de sucesso e com bom histórico administrativo e financeiro, você terá suporte caso haja algum momento de crise.

Por lei, a franqueadora precisa oferecer dados financeiros aos novos franqueados e, com eles, a Circular de Oferta de Franquia (COF), que é um documento com informações importantes para todos os envolvidos na negociação em relação aos dados comerciais, administrativos, financeiros e jurídicos. 

A COF é uma garantia, tanto para franqueado quanto para o franqueador, de que a negociação está sendo feita totalmente às claras. 

Em relação à marca escolhida, é aconselhável que você investigue a situação da rede em relação à regularidade fiscal e tributária, além de checar se há certidões fiscais negativas, pois assim você consegue ver se existem pendências em relação à falta de pagamentos ou serviços.

6. Buscar especialistas para tirar dúvidas sobre COF e contratos

Se achar necessário, contrate auxílio jurídico ou contábil para garantir que você esteja de acordo com todos os pontos que estão estipulados na COF.

O advogado pode ajudar a analisar os contratos e checar suas necessidades caso você deseje alterar ou acrescentar algum item, por exemplo.

Já o contador será capaz de verificar os cálculos, dados e estimativas financeiras que foram fornecidos pelo franqueador. A contratação de pelo menos um desses profissionais é também um excelente investimento no momento de entrar no mundo do franchising.

Agora que você já tem esse checklist em mente, fica muito mais fácil seguir esse roteiro na hora de abrir a sua franquia, garantindo, assim, muito mais chances de que seu negócio prospere e atinja os resultados esperados. 

posts relacionados
O que é geomarketing e como usá-lo a favor da sua franquia?
Leia mais...
Como conseguir financiamento para abrir uma franquia?
Leia mais...